Os 8 melhores alimentos para melhorar a memória e a agilidade mental

15 Janeiro, 2020
Os nutrientes naturais são os melhores energizantes e que potencializam a memória. Basta incluí-los diariamente em nossa dieta para notar em pouco tempo seus efeitos positivos.

Melhorar a memória e a agilidade mental desempenha um papel fundamental na vida de todas as pessoas. Graças a elas temos muito mais facilidade de realizar tarefas do cotidiano.

Muitos pensam que mantê-las em perfeitas condições é algo fora do nosso controle. Mas a verdade é que se trata de uma habilidade que pode ser treinada e melhorada através da prática de hábitos saudáveis, independentemente da idade que temos, como afirma a Universidade de Granada (Espanha) neste estudo.

Assim como ocorre com outras áreas do corpo, elas também requerem uma boa alimentação para funcionarem em perfeitas condições e se conservarem mesmo com o passar dos anos.

Embora o envelhecimento costume deteriorá-las, as substâncias contidas em alguns ingredientes podem ajudar a fortalecer a memória e a agilidade mental e a melhorá-las para não desenvolver problemas precoces.

Alimentos para melhorar a memória e a agilidade mental

A seguir iremos compartilhar os 8 melhores alimentos para melhorar a memória e a agilidade mental, além da concentração. Conheça-os a seguir e inclua-os na sua dieta!

1. Grãos integrais

Grãos integrais para melhorar a memória e a agilidade mental

Todo o corpo, incluindo o cérebro, precisa de energia para realizar cada uma de suas tarefas.

Uma forma de conseguir essa energia é escolher alimentos com um baixo índice glicêmico, que liberam o açúcar no sangue de uma forma mais lenta. Os grãos integrais cumprem esta característica e também são uma fonte de outros nutrientes essenciais que fortalecem a saúde do cérebro.

Leia também: Camomila e canela para controlar a glicemia

Além disso, segundo este estudo realizado pela Universidade de Carabobo (Venezuela), sua ingestão também está relacionada a um menor risco de sofrer de doenças cardiovasculares e certos tipos de diabetes.

Entre os mais importantes cabe mencionar:

  • Quinoa
  • Farelo de trigo
  • Macarrão integral
  • Pão integral
  • Arroz integral

2. Ácidos graxos essenciais

Os ácidos graxos essenciais não são secretados de forma natural em nosso organismo, por isso é importante que sejam incluídos na dieta.

Este tipo de nutriente protege o cérebro e contribui para mantê-lo em bom estado, tal como afirma este estudo realizado pela Universidade do Chile. Além disso, é um tipo de gordura saudável, que diminui a inflamação e melhora a saúde do coração, segundo sugere esta investigação de Puleva Biotech .

Os ácidos graxos mais importantes são os ômega 3, que são encontrados em alimentos como:

  • Salmão
  • Truta
  • Cavalinha
  • Sardinha
  • Arenque
  • Sementes de chia
  • Sementes de linhaça
  • Soja e seus derivados
  • Sementes de abóbora
  • Oleaginosas

Todos estes alimentos, em quantidades adequadas, atuam em benefício da saúde cognitiva, tal como afirma este estudo realizado pela Universidade de São Paulo (Brasil).

3. Mirtilos

Suco de mirtilo para melhorar a memória e a agilidade mental

Os mirtilos estão em um dos primeiros lugares entre os melhores alimentos antioxidantes que podem ser incluídos diariamente ou de forma regular em nossas dietas.

A variedade azul é altamente recomendada para cuidar do cérebro e da memória, já que seus nutrientes inibem o dano celular causado pelos radicais livres, principal causa da deterioração cognitiva. Assim afirma este estudo realizado pela University of Cincinnati Academic Health Center (Estados Unidos).

4. Abacate

O abacate é um alimento muito completo, rico em fibras, ácidos graxos essenciais e potássio. Além disso, é rico em antioxidantes que freiam o dano oxidativo.

Comê-lo de forma moderada todos os dias ajuda a energizar o cérebro de forma saudável, evitando a deterioração e melhorando a agilidade e o rendimento mental.

Além disso, graças às suas gorduras monoinsaturadas, ingeri-lo melhora a saúde cardiovascular e aumenta o colesterol HDL, segundo afirma este estudo realizado pela Universidade de Zulia (Venezuela).

5. Azeite de oliva

Azeite de oliva para manter a agilidade mental

É uma das melhores gorduras para cozinhar de forma saudável e sem risco de aumentar os níveis de colesterol presentes nas artérias.

Ele é composto por ácidos graxos essenciais que favorecem a redução dos lipídios no sangue enquanto protege os principais órgãos do corpo.

Descubra: 10 alimentos que combatem a artrite

Contém antioxidantes, vitaminas, minerais e carboidratos, que melhoram o trabalho mental e reduzem o risco de sofrer algum tipo de deterioração cognitiva. Assim afirma este estudo realizado pela Universidade Temple (Estados Unidos).

6. Tomates

Este alimento contém um poderoso antioxidante conhecido como licopeno que é o responsável por dar a ele sua cor característica, tal como afirma esta informação obtida da Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos.

Também ajuda a proteger as células contra o dano dos radicais livres que está associado a transtornos graves como a demência, principalmente o mal de Alzheimer.

7. Brócolis

Não é o vegetal preferido de todos, mas é inegável que é um dos mais saudáveis e benéficos para todo o corpo.

O brócolis oferece minerais essenciais e compostos antioxidantes que previnem o dano celular e, y, segundo este estudo da Universidade Sapienza de Roma, graças ao seu teor de vitamina K, a função cerebral se mantém ativa e cumprindo suas tarefas de forma adequada.

8. Aipo

Aipo para melhorar a memória e a agilidade mental

Contém luteolina, um composto flavonoide que, graças à sua ação antioxidante, reduz os danos do envelhecimento precoce no cérebro, segundo afirma este estudo realizado pelo Hospital Yantaishan de China, ajudando a potencializar a memória e prevenir a sua deterioração.

O consumo de todos estes alimentos tem um impacto positivo para melhorar a memória e a agilidade mental. É aconselhável incluí-los com mais frequência à dieta para aproveitar todas as suas propriedades.

Por último, é importante lembrar que também é essencial aumentar o consumo de água, já que a desidratação é um dos fatores que mais influencia o cansaço mental.

  • Mas Tous, C. (2008). Mejora de la memoria en personas mayores: variables a tener en cuenta. Papeles Del Psicólogo29(2), 213–221. https://doi.org/10.7818/ECOS.2014.23-2.11
  • Prospéro-García, O., Díaz, M. M., Capuleño, I. A., Morales, M. P., López Juárez, J., & Ruiz Contreras, A. E. (2013). Inteligencia para la alimentación, alimentación para la inteligenciaArtículo original Salud Mental (Vol. 101, pp. 101–107). Retrieved from http://www.medigraphic.com/pdfs/salmen/sam-2013/sam132b.pdf
  • Rodríguez, A., & Solano, M. (2008). Nutrición y Salud Mental: Revisión Bibliográfica. Revista Del Postgrado De Psiquiatría Unah1(3), 3–7.