Os 6 alimentos que mais têm toxinas. Você sabia?

O peixe, as carnes vermelhas e os derivados lácteos são os alimentos com maior teor de toxinas, por isso é conveniente controlar seu consumo e incluir em nossa rotina outros hábitos saudáveis.

Diariamente nosso corpo absorve milhares de toxinas provenientes dos alimentos que consumimos. Estas podem ser químicos agregados, toxinas naturais ou que foram modificadas de algum modo.

O excesso destas substâncias no corpo pode trazer consigo infinitos problemas de saúde.

Ter altas quantidades de toxinas em nosso organismo pode nos causar:

  • Problemas de prisão de ventre e digestivos.
  • Alteração na flora intestinal.
  • Descontrole no sistema imunológico.
  • Retenção de líquidos.
  • Insônia.
  • Má absorção de nutrientes.

E, ainda que não possamos fazer nada a respeito, podemos controlar isso comendo os alimentos que menos contenham.

Você sabia que há alimentos que são uma bomba de substâncias prejudiciais? Se não sabia disso, hoje trazemos uma lista dos 6 alimentos que adicionam mais toxinas ao seu corpo.

Alimentos com mais toxinas

Como comentamos anteriormente, estes alimentos que vamos ver a seguir são altos em toxinas, porém, não significa que sejam ruins ou que é preciso deixar de comê-los.

Simplesmente deve-se consumi-los com moderação.

É importante saber que se você mantém uma dieta alta em toxinas, a complemente com exercício, frutas e vegetais que ajudem a desintoxicar seu corpo e a manter o equilíbrio de nutrientes.

Quer saber mais? Leia: 8 sintomas que surgem quando seu fígado está sobrecarregado de toxinas

1. Carne

A carne é rica em toxinas devido à quantidade de hormônios e outras substâncias que contém, como o clembuterol e o benzopireno.

Foi comprovado que estes aditivos são cancerígenos e, portanto, aumentam a probabilidade de desenvolvermos leucemia e tumores no estômago.

2. Atum

Atum é um dos alimentos que mais têm toxinas

Ainda que seja delicioso e saudável, foi descoberto que o atum contém altos níveis de mercúrio. Isso pode chegar a degenerar o sistema nervoso, especificamente em bebês quando a mãe ainda está em estado de gestação.

Uma das razões pelas quais conta com tantas toxinas é devido à má refrigeração e conservação do mesmo.

3. Leite

Especificamente o de vaca e integral. Durante a pasteurização e todo o processo envolvido nela, o leite adquire uma quantidade considerável de toxinas.

O lácteo, ainda que se encontre pasteurizado, contém aproximadamente 60 hormônios, dioxinas e antibióticos que poderiam favorecer o desenvolvimento do câncer.

4. Milho

O milho é um dos alimentos que mais têm toxinas

O milho é o segundo alimento com mais teor de mercúrio depois dos mariscos.

  • Foi comprovado que quando é cortado e não é seco corretamente, o milho é contaminado com aflatoxina.
  • Este conjunto de compostos químicos derivados principalmente de fungos são, em grande parte, os principais causadores de câncer e desnutrição nas pessoas.

5. Queijo, ovos e derivados do leite

Neste caso ocorre exatamente o mesmo que com o leite de vaca.

Os produtos derivados do leite contêm as mesmas toxinas que a matéria prima e, inclusive, podem contê-la em maior medida graças aos outros processos aos quais são submetidos.

Os que estão nessa lista são, principalmente, aqueles queijos ricos em gorduras, como a ricota ou o cheddar.

6. Enlatados

Os enlatados são os alimentos que mais têm toxinas

Os alimentos enlatados sempre foram um pouco “duvidosos” devido aos químicos usados para a sua conservação.

  • Ultimamente foram realizados estudos para demonstrar que as latas ou, pelo menos, a maioria delas, se encontram recobertas com rastros de bisfenol.
  • Esta substância é conhecida por desenvolver a diabetes e a obesidade.

Visite este artigo: Os perigos de consumir enlatados

Evitar e eliminar a acumulação de toxinas

É certo que há muitos alimentos, a parte dos que mencionamos antes, que são ricos em toxinas. Porém, também existe outra longa e extensa lista de muitos que servem para eliminá-las e ajudar a desintoxicar o corpo.

Dentre os mais indicados encontramos:

Dentre muitos outros. O recomendável é incluí-los em cada refeição para criar um equilíbrio entre os alimentos.

Evitar comer em excesso

Seja alimentos saudáveis ou comida do tipo rápida, a sobrealimentação é muito daninha para o nosso fígado, para os rins e para os intestinos.

Ao comer demais, colocamos nosso corpo para trabalhar em dobro. Isso dificulta sua tarefa de eliminar toxinas e, portanto, interfere na digestão.

Controle o sal

O sal é um dos alimentos que mais têm toxinas

O sal é prejudicial para os rins, por isso se recomenda consumir alimentos pobres em sal e comidas com pouca quantidade deste condimento.

Exercício

O exercício é um método excelente para eliminar toxinas, graças ao suor. Caminhe ou corra pelo menos 30 minutos por dia.

Isso te ajudará a ficar saudável e em forma.

Evita a prisão de ventre

Os alimentos que têmtoxinas podem provocar dor de barriga

Esta é uma forma de se libertar de muitos rejeitos do corpo. Se você sofre de prisão de ventre, não deixe de praticar exercício, consumir fibra e tomar muita água para regularizar a ida ao banheiro.

Recomendados para você