Os 4 sinais de que você realmente ama essa pessoa

15 de maio de 2019
Às vezes, inseguranças ou dúvidas podem aparecer em nossos sentimentos. Portanto, nós lhe daremos algumas pistas para pensar sobre seus sentimentos em relação a essa pessoa. O amor é tudo.

Descubra neste artigo os 4 sinais para saber se você realmente ama essa pessoa ou se é apenas um capricho ou desejo. Investigue e conheça a si mesmo por dentro. Ouse enfrentar seus medos e ser honesto consigo mesmo sobre o que você sente.

E se você não sentir o mesmo que o seu parceiro?

E se você não sentir o mesmo que o seu parceiro?

O primeiro passo é aceitar sem medo a possibilidade de que o que você sente não é amor. Se você for capaz de aceitar essa opção que poderia terminar o seu relacionamento, você já começou a ser corajoso e parou de se enganar.

Ninguém é culpado por não sentir a mesma intensidade de amor. Às vezes, alguém pode querer mais e não podemos no forçar a sentir coisas que não estão dentro de nós.

Duvidar não é ruim. E, às vezes, há estágios de distanciamento que ocorrem com todos os casais. Mas isso não significa que seja o ponto final, mas talvez apenas uma pausa.

Não se sinta culpado por refletir e ficar mais introspectivo sobre os seus sentimentos. O importante, seja para o bem ou para o mal, é assumir a realidade do que você sente e não se enganar. Tome todo o tempo que você precisar para se encontrar.

Confira ademais: Suas histórias de amor são um verdadeiro exemplo

4 sinais de que você realmente ama essa pessoa

1. Ama até mesmo em pensamento

4 sinais de que você realmente ama essa pessoa

Uma indicação clara de que você realmente ama essa pessoa é quando ela está continuamente em seu pensamento. A memória une, atrai, evoca e alimenta o desejo de estar junto do outro. Um sinal para dissipar a dúvida sobre se você ama essa pessoa é quando você se lembra dela claramente e fica mais ansioso para vê-la.

Se, por outro lado, em seu pensamento há sempre a ideia de estar com outra pessoa ou, até mesmo, você se lembra de antigos amores, é possível que esse amor atual não exista mais. Este processo de mudança é geralmente gradual, portanto, é bom prestar atenção ao seu comportamento e pensamentos.

2. Seu parceiro fortalece você

Seu parceiro sempre fará você oferecer ao mundo a melhor versão de si mesmo. Quando você ama alguém, você se mostra como você realmente é. Sem o medo de esconder ou disfarçar aspectos da sua personalidade.

Agora, se existe amor verdadeiro, tem que ser recíproco e, portanto, essa pessoa estará com você apenas pelo que você é. Sem disfarces ou aparências. Com respeito e, quando surgirem as diferenças, também com paciência. 

Certamente, com o amor, surge em nós uma tendência a sermos pessoas melhores, a evoluir. O amor nos dá um impulso de energia a cada dia e este é outro sinal de que estamos apaixonados.

Além disso, o desejo de realizar mil novos projetos, a ilusão de decorar a sua casa, ir jantar no seu restaurante favorito ou viajar, etc. Esses são sinais de que existe amor.

3. Não há inseguranças ou ciúmes

Não há inseguranças ou ciúmes

O dano que o ciúme pode causar em um casal é devastador. O ciúme, no fundo, surge da falta de amor. Quando você confia no outro, quando há respeito real, você não precisa ser um detetive e espionar o parceiro (redes sociais, celular, bolsos de roupas…).

Se a desconfiança for nutrida, dúvidas sobre a fidelidade e muitos outros pensamentos negativos que danificarão seu amor aparecerão. Aquele que ama se rende sem condições, está exposto a ser ferido e não paga com seu amor atual as feridas que os outros lhe causaram.

Não deixe de ler: Amores maduros: quando a paixão volta no momento certo

4. Não se pergunta se você realmente ama essa pessoa

Finalmente, quando você realmente ama uma pessoa, não tem a necessidade de pensar sobre o assunto e se perguntar. Você se deixa levar por tudo de bom que isso lhe traz e você se aproxima do seu parceiro quando há dificuldades ou quando sente que precisa dele.

Em conclusão, o tempo voa ao lado dele e, ainda assim, você pode ficar longe sem sentir qualquer dependência. Há confiança, paciência, afeição e respeito. E as discussões são superadas ao mesmo tempo em que o relacionamento é fortalecido.

  • Perles, F., San Martín, J., Canto, J., & Moreno, P. (2013). Inteligencia emocional, celos, tendencia al abuso y estrategias de resolución de conflicto en la pareja. Escritos de Psicología / Psychological Writings. https://doi.org/10.5231/psy.writ.2011.0605
  • Díaz Bolaños, C. D., González Sosa, Y., Rodríguez Rodríguez, R. I., Rodríguez Trueba, J. C., Luján Henríquez, I., & Rodríguez-Mateo, H. (2018). Satisfacción familiar, comunicación e inteligencia emocional. International Journal of Developmental and Educational Psychology. Revista INFAD de Psicología. https://doi.org/10.17060/ijodaep.2018.n1.v1.1171
  • Rohmann, E., Führer, A., & Bierhoff, H. W. (2016). Relationship Satisfaction Across European Cultures: The Role of Love Styles. Cross-Cultural Research. https://doi.org/10.1177/1069397116630950