O que é o soluço?

O normal é que os soluços sejam autolimitados e que se resolvam espontaneamente após alguns minutos. Saiba mais detalhes neste artigo.
O que é o soluço?

Última atualização: 31 Março, 2021

Certamente você já soluçou na situação menos adequada e amaldiçoou aqueles ruídos incontroláveis ​​que emitiu. Além disso, é muito comum que cada pessoa sugira uma forma diferente de evitar ou eliminar esse incômodo. No entanto, você sabe o que exatamente é o soluço?

Na realidade, os soluços consistem em uma contração involuntária e espasmódica do diafragma. O diafragma é o músculo que separa nosso abdômen do peito. Ele desempenha um papel importante na respiração, permitindo que toda a caixa torácica se expanda e se contraia para mobilizar o ar para os pulmões.

Apesar do fato de que na maioria das vezes os soluços são reversíveis e momentâneos, há momentos em que eles podem se tornar persistentes. Neste artigo, explicaremos o que é o soluço e tudo que você precisa saber sobre ele.

Em que consiste o soluço?

Como já mencionamos, os soluços consistem em uma série de contrações involuntárias do diafragma. Quando isso acontece, as cordas vocais se fecham repentinamente, causando aquele som semelhante a um “hip”, que é o que associamos aos soluços.

O diafragma, como qualquer outro músculo, funciona respondendo aos estímulos enviados pelos nervos. O nervo responsável por estimular o movimento do diafragma é o nervo frênico. O que acontece nos soluços é que esse nervo envia impulsos anormais que provocam a sua contração sem que ela seja necessária.

O soluço pode ser classificado de acordo com a sua duração. Pode ser agudo, persistente ou intratável. O agudo é o mais comum, que pode chegar a durar 48 horas; é autolimitado e geralmente desaparece em questão de minutos.

Os soluços persistentes são aqueles que duram entre 48 horas e um mês, enquanto os soluços intratáveis ​​são aqueles que duram mais de dois meses. Este último afeta apenas uma pessoa em cada 100.000 e geralmente está associado a doenças graves, como algum tipo de câncer.

Respiração controlada

Por que o soluço agudo acontece?

Os soluços mais frequentes, os agudos, são causados ​​por situações simples como comer demais ou fazer isso mais rápido do que o recomendado. Além disso, também podem surgir devido ao consumo de certas bebidas com gás ou com álcool.

Da mesma forma, é comum engolirmos ar ao comermos chicletes ou balas; essas situações também favorecem o seu surgimento. Curiosamente, os soluços agudos podem aparecer em situações de estresse ou ansiedade, embora sejam menos frequentes.

Por que o soluço persistente ocorre?

Quando os soluços duram mais de 48 horas, podem ser um sinal de que algo está errado com o nosso organismo. Em primeiro lugar, deve-se saber que isso pode ocorrer devido a uma lesão nos nervos frênicos. Como explicamos, estes são os que se encarregam de enviar impulsos ao diafragma.

Esses nervos vão do nosso cérebro ao diafragma. Durante a sua viagem, podem se lesionar por diversos motivos: um tumor, um cisto, uma hipertrofia da tireoide e até mesmo uma infecção que inflame a garganta ou a laringe.

Mulher com soluço

Por outro lado, qualquer lesão no sistema nervoso central também pode fazer com que esses impulsos saiam do controle, mesmo se o nervo estiver saudável. Por exemplo, um tumor cerebral, um derrame ou uma infecção das meninges.

Além disso, os soluços persistentes podem aparecer como um efeito colateral de alguns medicamentos ou certos anestésicos. Podem até ser um sintoma de doenças como a diabetes ou a insuficiência renal.

Conclusão

Para concluir, é importante enfatizar que o mais comum é o soluço agudo que se resolve sozinho e em poucos minutos. Porém, se durar mais de 48 horas, o ideal é consultar um médico.

Nesses casos, o principal a fazer é tratar a causa que o origina. Se ainda persistir, há estudos que afirmam que certos medicamentos podem ser usados ​​para controlá-lo, como o baclofeno e a clorpromazina.

Pode interessar a você...
Os alimentos que causam mais gases
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Os alimentos que causam mais gases

Embora os gases possam ser difíceis de tratar, é bom conhecer os alimentos que causam mais gases para planejar uma dieta sem eles.