O que fazer quando meu filho bate a cabeça?   

28 de julho de 2019
No meio das brincadeiras, da correria e da pressa, as crianças costumam bater a cabeça e, diante do susto, choram. A seguir, oferecemos algumas dicas úteis para estes casos. 

Uma das preocupações mais comuns entre os pais de primeira viagem é o que fazer quando o filho bate a cabeça. Isso se deve, acima de tudo, ao fato de os pais ficarem receosos quando se trata de tomar medidas para cuidar de seus filhos pequenos. Simplificando, a insegurança é o que geralmente deixa os pais sem saber o que fazer.

Mesmo que as crianças com mais de dois anos de idade não sejam especialmente inquietas, ou que tenham sido aplicadas várias medidas preventivas, muitas vezes é inevitável que ocorram acidentes. Embora a maioria geralmente não seja séria, é preciso saber como proceder após o incidente, para acalmar e cuidar da criança da maneira correta.

Sinais de alerta após a criança bater a cabeça  

Sinais de alerta após a criança bater a cabeça

Entende-se por “acidentes comuns” todos os casos em que ocorre um impacto, de baixa altura ou sem velocidade. Sendo assim, entram nesse grupo todos os pequenos tropeções, quedas e batidas leves.

Em acidentes comuns, o susto quase sempre é maior do que a própria lesão. Normalmente, só ocasionam dores de baixa intensidade, inchaço e, em alguns casos, feridas superficiais (hematomas, arranhões, cortes).

No entanto, quando qualquer desconforto persiste e aumenta de intensidade, é importante prestar atenção e ir ao pediatra o mais rápido possível, assim como sugere estas informações divulgadas pela Clínica Mayo. Em crianças, estes vêm a ser alguns dos sinais de alerta após uma batida na cabeça:

  • Irritabilidade
  • Sonolência
  • Convulsões
  • Visão turva
  • Vômitos repetitivos
  • Perda de consciência
  • Assimetria nas pupilas
  • Distúrbios da fala
  • Mudança de humor
  • Falta de coordenação ao se mover
  • Afundamento na região do impacto
  • Indiferença (não responde adequadamente a estímulos)

Se vários sinais de alerta forem notados, é necessário evitar a mobilização do pescoço da criança, caso esteja associado um trauma à coluna cervical. Recomenda-se também consultar um médico de imediato para avaliar se ocorreu um traumatismo na cabeça.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Hospital Niño Jesús, 70% dessas lesões costumam apresentar uma boa recuperação, por isso não devemos nos alarmar tão cedo. Além disso, a grande maioria das batidas na cabeça não requer cuidados pediátricos urgentes, apenas de aplicar as medidas corretas.

Não deixe de ler: Concussão em crianças

O que fazer quando meu filho bate a cabeça? 

Quando se trata de uma batida comum na cabeça, a primeira coisa que devemos fazer é acalmar a criança. Independentemente de não serem mais muito pequenas, é muito importante fazer com que se sintam bem e seguras. Assim, poderão se acalmar, esquecer o incidente e relaxar.

Agora, no que diz respeito aos cuidados físicos, devemos:

  • Colocar uma compressa de gelo na região da batida em um pano para não queimar a pele. Este componente, como afirma um estudo da Universidade das Américas (Chile), ajudará a reduzir a inflamação.
  • Se houver uma ferida superficial, esta deve ser lavada, desinfetada e enfaixada.
  • Caso a criança tenha menos de 5 anos de idade, recomenda-se levá-la a um local com poucos estímulos auditivos e visuais, para que ela possa se acalmar com mais facilidade.
  • Perguntar à criança como ela se sente e conversar com ela para ter certeza de que está bem e que a batida não foi severa.
  • Monitorar a criança nas 24 ou 48 horas seguintes à batida para certificar-se de que não se evidenciem nenhum dos sinais de alerta mencionados anteriormente.

Leia também: Quedas das crianças: saiba como lidar com elas

Sobre a administração de medicamentos quando a criança bate a cabeça

Após uma batida na cabeça é normal que a criança sinta dor na área devido à contusão. “O que fazer quando meu filho bate levemente a cabeça e sente alguma dor?” e “será que posso lhe dar um analgésico?” podem ser algumas das dúvidas mais comuns. Em caso de batidas leves, existem medicamentos com ibuprofeno que aliviam a dor de cabeça leve ou moderada, como o Nurofen Pediátrico.

O Nurofen Junior 100 mg cápsulas moles para mastigar é indicado para o tratamento sintomático ocasional de dor leve a moderada em crianças de 20 kg (7 anos) até 40 kg (12 anos).

Para crianças menores de 7 anos, você pode optar pelo Nurofen Pediátrico suspensão oral de 20 mg/ml ou 40 mg/ml, indicada a partir dos 3 meses de idade. Para crianças menores de 2 anos sempre consulte um médico. Não administre esses medicamentos em caso de úlcera gastroduodenal.

Consulte um farmacêutico e leia as instruções desses medicamentos. O Nurofen Pediátrico é um medicamento da Reckitt Benckiser Healthcare S.A.

Em conclusão, a maioria das batidas na cabeça não é mais do que um susto para as crianças e os pais. No entanto, sempre é importante manter a calma, cuidar da lesão da criança e tentar aliviá-la. Além de certificar-se de que não há possíveis sinais de alerta, consulte um médico ou um farmacêutico caso surja alguma dúvida.

  • Garcia-Rodriguez JA, Thomas RE. Office management of mild head injury in children and adolescents. Can Fam Physician. 2014;60(6):523–e303.
  • Bhargava P, Singh R, Prakash B, Sinha R. Pediatric head injury: An epidemiological study. J Pediatr Neurosci. 2011;6(1):97–98. doi:10.4103/1817-1745.84428
  • Wani AA, Sarmast AH, Ahangar M, et al. Pediatric Head Injury: A Study of 403 Cases in a Tertiary Care Hospital in a Developing Country. J Pediatr Neurosci. 2017;12(4):332–337. doi:10.4103/jpn.JPN_80_17
  • Burrows P, Trefan L, Houston R, et al. Head injury from falls in children younger than 6 years of age. Arch Dis Child. 2015;100(11):1032–1037. doi:10.1136/archdischild-2014-307119