O que é herpes labial?

25 Janeiro, 2020
O herpes labial é uma infecção contagiosa que deve ser tratada com produtos ou medicamentos antivirais. Seu sintoma característico são bolhas nos lábios, gengivas ou qualquer parte da boca.

O herpes nos lábios é uma infecção que pode ocorrer também nas gengivas ou na boca em geral. É produzido pelo vírus Herpes Simplex. A lesão é geralmente vesiculosa com pequenas bolhas. Aliás, existem duas cepas desse vírus, o VSH-1, que causa herpes labial, e o VSH-2, que causa o herpes genital.

Segundo informações da BMJ Clinical Evidence, entre 20% e 40% dos adultos são afetados em algum momento. No entanto, a infecção primária geralmente ocorre na infância e acredita-se que o vírus permaneça dormente no gânglio trigêmeo.

Causas de herpes nos lábios

Depois de superar os sintomas da primeira infecção, o vírus fica em estado letárgico no corpo. Então, quando o vírus é ativado, produz novamente essas lesões vesiculares, chamadas febre da pele.

A propagação deste vírus é muito fácil durante a presença das lesões. Portanto, basta o contato físico com outra pessoa para que o contágio ocorra. Por outro lado, não é um vírus hereditário.

Além disso, o uso de objetos que estiveram em contato com a lesão pode causar contágio, como por exemplo, barbeadores, toalhas, batom, etc. Segundo a OMS, cerca de 3,7 bilhões de pessoas com menos de 50 anos estão infectadas em todo o mundo.

Herpes em crianças

Muitas vezes, a infecção primária por herpes ocorre na infância. No entanto, o vírus permanece latente e a infecção pode ser repetida ante determinados estímulos.

Fatores de risco

Existem fatores que algumas pessoas têm e que favorecem o surgimento desse vírus, como por exemplo:

  • Pessoas com sistema imunológico deprimido.
  • Pacientes com doenças imunológicas, como HIV / AIDS.
  • Pessoas com queimaduras graves.
  • Pacientes em tratamento quimioterápico.
  • Aqueles que estão sob tratamento medicamentoso para evitar a rejeição de transplante.

Quer saber mais? Então leia: Herpes-zóster

Sintomas de herpes nos lábios

Esses sintomas podem ser leves ou graves, dependendo de cada pessoa, podem inclusive ser assintomáticos. Os primeiros sintomas geralmente aparecem após 1-2 semanas após o contágio e duram entre 7 e 15 dias.

Os sintomas mais comuns são, principalmente:

  • Prurido na área da lesão.
  • Calor local.
  • Surgimento de bolhas: principalmente na junção entre o lábio e a pele.
  • Formigamento na área próxima aos lábios: geralmente antes do aparecimento da lesão.
  • Inchaço dos lábios.
  • Supuração e crostas: as bolhas podem se juntar e explodir, secretando fluidos e formando uma crosta posterior.

Também pode surgir desconforto na garganta ou inflamação dos gânglios linfáticos. As áreas em que geralmente pode aparecer são:

  • Garganta
  • Lábios
  • Gengivas
  • Boca
  • Fossas nasais.

Por que ocorrem?

Após a primeira infecção do vírus, ele pode reaparecer por diferentes motivos, como por exemplo:

Testes para detectá-lo

Quando há um caso de herpes muito repetitivo, ou as lesões são maiores do que o normal, geralmente são realizados diferentes testes. O mais frequente é a realização de uma cultura virológica das vesículas na fase inicial da doença.

Não perca: Herpes em crianças: como tratá-lo?

Tratamento de herpes nos lábios

Para tratar esta patologia, dois tipos de tratamentos podem ser usados. Tratamento tópico, baseado na aplicação de um creme antiviral na área. Entretanto, este tratamento é eficaz se começar a ser aplicado desde os primeiros sintomas.

Se for necessária a administração de medicamentos a nível sistêmico, as mesmas drogas antivirais são usadas, mas administradas em forma de comprimidos. Os medicamentos mais usados ​​são:

  • Aciclovir
  • Valaciclovir
  • Fanciclovir

Tratamentos como os analgésicos podem ser usados ​​para evitar desconforto. Além disso, também existem dicas que podem melhorar ou preveni-los:

O beijo pode contagiar herpes nos lábios

  • Evite compartilhar utensílios com as pessoas que os apresentam.
  • Use protetor labial para evitar que sequem.
  • Coma alimentos saudáveis.
  • Evite beijos.

Em conclusão

O herpes labial é uma infecção altamente contagiosa causada pelo vírus herpes simplex. Entretanto, embora a infecção primária ocorra na infância, ela pode reaparecer na idade adulta devido a vários fatores. Para seu controle, é necessário o uso de antivirais.

E como sempre indicamos, a consulta com o médico é indispensável, porque somente ele poderá determinar o tratamento adequado.

Então, este artigo foi útil para você? Sendo assim, continue conosco porque temos mais informações para a sua saúde, beleza e bem-estar.

  • Chi, C. C., Wang, S. H., Delamere, F. M., Wojnarowska, F., Peters, M. C., & Kanjirath, P. P. (2015, August 7). Interventions for prevention of herpes simplex labialis (cold sores on the lips). Cochrane Database of Systematic Reviews. John Wiley and Sons Ltd. https://doi.org/10.1002/14651858.CD010095.pub2
  • Cunningham, A., Griffiths, P., Leone, P., Mindel, A., Patel, R., Stanberry, L., & Whitley, R. (2012, January). Current management and recommendations for access to antiviral therapy of herpes labialis. Journal of Clinical Virology. https://doi.org/10.1016/j.jcv.2011.08.003
  • Fatahzadeh, M., & Schwartz, R. A. (2007, November). Human herpes simplex labialis. Clinical and Experimental Dermatology. https://doi.org/10.1111/j.1365-2230.2007.02473.x
  • Larissa Hirsch, MD. (2019). Herpes labial (VHS-1). The Nemours Foundation. https://kidshealth.org/es/teens/cold-sores-esp.html
  • Opstelten, W., Neven, A. K., & Eekhof, J. (2008, December). Treatment and prevention of herpes labialis. Canadian Family Physician.
  • Worrall, G. (2006). Herpes labialis. BMJ Clinical Evidence. https://doi.org/10.1056/NEJMicm063204