O que é herpes labial?

O herpes labial é uma infecção contagiosa que deve ser tratada com produtos ou medicamentos antivirais. Seu sintoma característico são bolhas nos lábios, gengivas ou qualquer parte da boca.
O que é herpes labial?

Última atualização: 18 Janeiro, 2020

O herpes nos lábios é uma infecção que pode ocorrer também nas gengivas ou na boca em geral. É produzido pelo vírus Herpes Simplex. A lesão é geralmente vesiculosa com pequenas bolhas. Aliás, existem duas cepas desse vírus, o VSH-1, que causa herpes labial, e o VSH-2, que causa o herpes genital.

Segundo informações da BMJ Clinical Evidence, entre 20% e 40% dos adultos são afetados em algum momento. No entanto, a infecção primária geralmente ocorre na infância e acredita-se que o vírus permaneça dormente no gânglio trigêmeo.

Causas de herpes nos lábios

Depois de superar os sintomas da primeira infecção, o vírus fica em estado letárgico no corpo. Então, quando o vírus é ativado, produz novamente essas lesões vesiculares, chamadas febre da pele.

A propagação deste vírus é muito fácil durante a presença das lesões. Portanto, basta o contato físico com outra pessoa para que o contágio ocorra. Por outro lado, não é um vírus hereditário.

Além disso, o uso de objetos que estiveram em contato com a lesão pode causar contágio, como por exemplo, barbeadores, toalhas, batom, etc. Segundo a OMS, cerca de 3,7 bilhões de pessoas com menos de 50 anos estão infectadas em todo o mundo.

Herpes em crianças

Muitas vezes, a infecção primária por herpes ocorre na infância. No entanto, o vírus permanece latente e a infecção pode ser repetida ante determinados estímulos.

Fatores de risco

Existem fatores que algumas pessoas têm e que favorecem o surgimento desse vírus, como por exemplo:

  • Pessoas com queimaduras graves.
  • Pacientes em tratamento quimioterápico.
  • Aqueles que estão sob tratamento medicamentoso para evitar a rejeição de transplante.

Quer saber mais? Então leia: Herpes-zóster

Sintomas de herpes nos lábios

Esses sintomas podem ser leves ou graves, dependendo de cada pessoa, podem inclusive ser assintomáticos. Os primeiros sintomas geralmente aparecem após 1-2 semanas após o contágio e duram entre 7 e 15 dias.

Os sintomas mais comuns são, principalmente:

  • Prurido na área da lesão.
  • Calor local.
  • Surgimento de bolhas: principalmente na junção entre o lábio e a pele.
  • Formigamento na área próxima aos lábios: geralmente antes do aparecimento da lesão.
  • Inchaço dos lábios.
  • Supuração e crostas: as bolhas podem se juntar e explodir, secretando fluidos e formando uma crosta posterior.

Também pode surgir desconforto na garganta ou inflamação dos gânglios linfáticos. As áreas em que geralmente pode aparecer são:

  • Garganta
  • Lábios
  • Gengivas
  • Boca
  • Fossas nasais.

Por que ocorrem?

Após a primeira infecção do vírus, ele pode reaparecer por diferentes motivos, como por exemplo:

Testes para detectá-lo

Quando há um caso de herpes muito repetitivo, ou as lesões são maiores do que o normal, geralmente são realizados diferentes testes. O mais frequente é a realização de uma cultura virológica das vesículas na fase inicial da doença.

Tratamento de herpes nos lábios

Para tratar esta patologia, dois tipos de tratamentos podem ser usados. Tratamento tópico, baseado na aplicação de um creme antiviral na área. Entretanto, este tratamento é eficaz se começar a ser aplicado desde os primeiros sintomas.

Se for necessária a administração de medicamentos a nível sistêmico, as mesmas drogas antivirais são usadas, mas administradas em forma de comprimidos. Os medicamentos mais usados ​​são:

  • Aciclovir
  • Valaciclovir
  • Fanciclovir

Tratamentos como os analgésicos podem ser usados ​​para evitar desconforto. Além disso, também existem dicas que podem melhorar ou preveni-los:

O beijo pode contagiar herpes nos lábios

  • Evite compartilhar utensílios com as pessoas que os apresentam.
  • Use protetor labial para evitar que sequem.
  • Coma alimentos saudáveis.
  • Evite beijos.

Em conclusão

O herpes labial é uma infecção altamente contagiosa causada pelo vírus herpes simplex. Entretanto, embora a infecção primária ocorra na infância, ela pode reaparecer na idade adulta devido a vários fatores. Para seu controle, é necessário o uso de antivirais.

E como sempre indicamos, a consulta com o médico é indispensável, porque somente ele poderá determinar o tratamento adequado.

Então, este artigo foi útil para você? Sendo assim, continue conosco porque temos mais informações para a sua saúde, beleza e bem-estar.

Pode interessar a você...
O que é o herpes vaginal e como evitá-lo?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O que é o herpes vaginal e como evitá-lo?

O herpes vaginal é uma infecção sexualmente transmissível que, no momento, é um grande problema de saúde pública. Saiba mais a respeito neste atigo...