O que é a parafimose?

19 de maio de 2019
A parafimose é uma condição médica na qual o prepúcio fica retraído por trás da glande e não consegue voltar à sua posição original, criando um bloqueio do fluxo sanguíneo.

Quando o paciente tem parafimose, o prepúcio fica retraído por trás da glande e o estrangula para que não possa retornar à sua posição original. É uma situação de urgência, já que o sangue do pênis não consegue drenar o restante da corrente sanguínea.

É importante não confundir a parafimose com a fimose. Esta última patologia refere-se a um excesso de pele que impede sua retração total. A fimose é fisiológica nos bebês, mas à medida que o indivíduo se desenvolve, a retração aumenta.

Parafimose

Por que ela aparece?

Parafimose causa problemas sexuais

Existem várias situações que podem determinar esta condição médica. As mais frequentes são as seguintes:

  • Desenvolvimento incompleto. Como é o caso dos bebês.
  • Retração forçada do prepúcio que forma uma cicatriz fibrosa.
  • Prepúcio estreito.
  • Circuncisão incompleta.
  • Traumatismo peniano.
  • Infecção por falta de higiene, corpo estranho (piercings), etc.

Quais são os sinais e sintomas da parafimose?

Como é lógico, a incapacidade de retrair o prepúcio é o sinal chave. O paciente experimenta dor e inchaço se essa pele for forçada. Se for uma parafimose mantida, o sangue se acumula e a pele adquire uma coloração azulada devido à obstrução do fluxo sanguíneo.

No entanto, por ser uma patologia tão clara, é geralmente tratada precocemente. Em nosso meio, é raro um paciente ir ao pronto-socorro com gangrena avançada, pois é extremamente doloroso para ele.

O diagnóstico é muito simples, pois basta realizar um exame físico do pênisNão é necessário realizar nenhum outro teste, portanto, o tratamento pode ser iniciado imediatamente. A clínica e os resultados do exame permitem que a confiabilidade do diagnóstico seja muito alta.

Qual é o tratamento da parafimose?

Qual é o tratamento da parafimose?

O tratamento depende do grau de estrangulamento da glande. Se estiver em uma fase inicial da patologia, geralmente é suficiente pressionar a glande enquanto o prepúcio é devolvido ao seu lugar.

Para facilitar o processo, analgésicos são administrados e gelo é aplicado na área inflamada. Se, apesar de tudo, o inchaço continuar, será mais fácil drenar o sangue com uma agulha ou criar um gradiente de pressão que permitirá que o sangue do pênis retorne através de uma atadura apertada.

Um pequeno corte também pode ser feito na área do prepúcio retraído que o libera. Esse procedimento é conhecido como fissura dorsal, pois libera o prepúcio e permite que ele seja reposicionado.

No caso em que o estrangulamento está mais estabelecido, a opção mais comum é a cirurgia. A circuncisão é uma técnica cirúrgica que visa eliminar o prepúcio.

Ao remover a pele que cobre a glande, ela fica exposta e a parafimose não pode ocorrer novamente. Entretanto, certifique-se de que o prepúcio seja completamente removido para evitar cicatrizes após a operação.

Além disso, se o paciente tiver uma infecção, você deve iniciar um esquema de antibióticos o mais rápido possível. No pior dos casos, se a infecção for generalizada, é necessário drenar o pus e aplicar pomada antibiótica.

O prognóstico desses pacientes é excelente se for tratado inicialmente. De qualquer forma, antes do desconforto deste tipo, recomendamos que você vá ao seu médico de emergência para um exame físico o mais rápido possível. O fator tempo é essencial e condiciona a evolução do paciente.

  • Hayashi, Y., Kojima, Y., Mizuno, K., & Kohri, K. (2011). Prepuce: Phimosis, Paraphimosis, and Circumcision. The Scientific World JOURNAL. https://doi.org/10.1100/tsw.2011.31
  • Simonis, K., & Rink, M. (2014). Paraphimosis. In Urology at a Glance. https://doi.org/10.1007/978-3-642-54859-8_65
  • Phimosis and paraphimosis. (2017). In Congenital Anomalies of the Penis. https://doi.org/10.1007/978-3-319-43310-3_38