É possível mudar a cor dos olhos? Descubra verdades e mitos sobre o tema

A produção de melanina pelo organismo é a responsável pela cor dos olhos. Não é comum que ela mude após o primeiro ano de vida, mas alguns dizem que é possível que isso aconteça. Esclarecemos os mitos e as verdades em torno deste tema a seguir.
É possível mudar a cor dos olhos? Descubra verdades e mitos sobre o tema

Última atualização: 02 Junho, 2021

A cor da íris, assim como da pele e dos cabelos, está relacionada à produção de melanina de cada pessoa. Então, é possível mudar a cor dos olhos? Hoje contamos a você as verdades e mitos relacionadas a este tema.

Existem mais de 150 genes envolvidos na produção, transporte e armazenamento de melanina. Esse pigmento ajuda a definir a cor dos olhos.

Aqueles com olhos claros, geralmente azuis e verdes, não produzem ou armazenam grandes quantidades do pigmento. Isso ocorre, pelo contrário, com aqueles que têm olhos de cor escura.

Como a cor dos olhos é determinada?

De acordo com uma publicação da revista Missouri Medicine, a cor dos olhos em humanos é determinada pelo número e tamanho dos melanossomas, ou seja, estruturas que contêm melanina.

Os melanossomas são parte dos melanócitos, células que se distribuem no tecido externo da íris, dando aos olhos a sua cor característica.

Este artigo também indica que o gene OCA2 do cromossomo 15 produz uma proteína que controla a formação e o processamento da melanina. Quanto mais alta for a atividade desse gene, mais escura será a cor dos olhos, embora existam outros genes que podem afetar a disposição do pigmento, dando origem aos tons mais claros.

Qual é a função da íris?

A íris é uma membrana plana em forma de anel composta por tecido conjuntivo e fibras musculares. Está localizada atrás da córnea, ao redor da pupila. É responsável por dar a cor aos olhos e regular, junto com a pupila, a quantidade de luz que entra no olho.

Através de suas fibras musculares, a íris encolhe e expande a pupila para permitir a entrada de luz suficiente no olho. Isso depende das condições ambientais.

De acordo com a American Academy of Ophthalmology, às vezes parece que a íris muda de cor. Isso ocorre porque há alterações na iluminação que dilatam a pupila e fazem com que a cor dos olhos pareça diferente, porque se projeta a partir da luz refletida. No entanto, esta é uma mudança temporária.

Se você notar uma alteração evidente de cor em algum dos olhos, é aconselhável consultar um oftalmologista. Não é comum que a íris mude de cor. Isso pode ser um sinal de doenças como uveíte, hepatite ou aniridia, devido a um medicamento ou trauma.

Olhos de cores diferentes
Se os olhos mudarem de cor, devemos agendar uma consulta oftalmológica, já que isso não é normal.

O que foi dito sobre a possibilidade de mudar a cor dos olhos?

Existem inúmeras afirmações que se relacionam com a mudança da cor dos olhos. Aqui, contamos a você quais são mitos e quais são verdadeiras.

Nós nascemos com uma cor dos olhos diferente

Isso é verdade. Nos primeiros meses de vida, os melanócitos ainda não completaram o seu trabalho, então a cor que vemos nos olhos dos recém-nascidos pode mudar com o tempo.

Uma publicação da American Academy of Pediatrics observa que leva cerca de um ano para os melanócitos secretarem melanina. Esse processo gera mudanças na cor dos olhos, do acinzentado ou azul inicial para um tom mais escuro depois.

Entretanto, é possível que alguns bebês nasçam com patologias de despigmentação, como albinismo ou heterocromia, em que cada olho é de uma cor diferente ou várias cores coexistem no mesmo olho. Essa condição pode ocorrer devido a traumas, fatores genéticos ou associados a outras patologias.

Os olhos verdes são assim por causa de uma mutação genética

Falso. Ter olhos verdes não é resultado de uma mutação genética. Essa cor é resultado de uma produção moderada de melanina e de um número intermediário de melanossomas, como sugere a publicação Genetics of Eye Color.

Outro artigo, publicado pelo International Journal of Molecular Sciences, propõe que a cor da íris não é determinada pelo número de melanócitos. Segundo esse estudo, a cor varia de acordo com a composição do melanossoma, pois existem dois tipos de melanina: eumelanina e feomelanina. Esta última está associada à cor clara da íris.

A cor dos olhos muda de acordo com o nosso humor

Falso. O humor não muda a cor dos olhos, ou pelo menos não há pesquisas para apoiar essa afirmação.

Como mencionamos anteriormente, a percepção da cor dos olhos pode variar devido às condições de luz circundantes que fazem com que a pupila dilate. Nessas situações, a íris fica menos visível e pode refletir uma cor semelhante à dos objetos próximos.

É possível alterar a cor dos olhos com cirurgia

Isso é verdadeiro, mas não é recomendado. Além do uso de lentes de contato coloridas, existem duas cirurgias que podem alterar a aparência da íris. Uma delas é o implante de íris. A Food and Drug Administration (FDA) aprovou a primeira prótese de íris para implantação em 2018.

Inicialmente, apresentou-se a cirurgia de implante de íris intraocular como um tratamento para defeitos de nascença ou trauma. No entanto, seu uso para fins cosméticos, para mudança na cor dos olhos, ganhou impulso.

Os médicos especialistas não aconselham submeter olhos saudáveis ​​a esse procedimento, pois há riscos que podem comprometer a saúde visual. Algumas das complicações oculares que podem ocorrer, de acordo com um estudo do The Journal of Cataract & Refractive Surgery, são:

  • Edema da córnea,
  • Perda de visão e glaucoma.

A outra cirurgia é a ceratopigmentação da córnea. Este procedimento é realizado em pacientes com opacidade da córnea, ou seja, esta perdeu a sua transparência e dificulta a passagem da luz para a retina, como aponta um artigo da revista Eye.

É uma cirurgia com diferentes técnicas e com um tratamento das complicações em tempo oportuno, de acordo com uma publicação da revista Cornea. Por essas razões, tornou-se uma opção tanto com fins terapêuticos quanto cosméticos. As complicações que podem resultar do procedimento incluem:

Cuidar da saúde ocular
A percepção de uma mudança na cor da íris deve ser acompanhada por uma consulta médica com um especialista.

Cuide da saúde dos seus olhos

Os olhos são órgãos importantes para perceber o mundo ao seu redor e realizar as atividades diárias com menos dificuldade. Por isso, considera-se a visão um dos sentidos mais dominantes. Mesmo que você queira mudar a cor dos olhos para um tom mais claro ou mais escuro, é importante lembrar que tentar fazer isso pode prejudicar a saúde ocular.

A cor da íris geralmente se estabiliza após o primeiro ano de vida. Se você notar alterações na sua aparência, consulte o seu oftalmologista para saber o motivo dessa alteração.

Pode interessar a você...
O que a cor dos seus olhos diz sobre sua saúde?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O que a cor dos seus olhos diz sobre sua saúde?

Qual é a cor dos seus olhos: verde, azul, preto ou castanho? Agora você poderá saber um pouco mais de si e de sua saúde graças a este fator.



  • Eissenberg JC. More than Meets the Eye: Eye Color and Alcoholism. Mo Med. 2016;113(2):98-103.
  • Rauch K. Why Are My Eyes Changing Color?. American Academy of Ophthalmology [Internet]. 2019 Feb, 28. Disponible en: https://www.aao.org/eye-health/tips-prevention/why-are-my-eyes-changing-color
  • Hill D. Newborn Eye Color. American Academy of Pediatrics [Internet]. 2020 Aug, 06. Disponible en: https://www.healthychildren.org/English/ages-stages/baby/Pages/Newborn-Eye-Color.aspx
  • Houtzagers LE, Wierenga APA, Ruys AAM, Luyten GPM, Jager MJ. Iris Colour and the Risk of Developing Uveal Melanoma. Int J Mol Sci. 2020 Sep 28;21(19):E7172. doi: 10.3390/ijms21197172. PMID: 32998469.
  • El Chehab H, Gatinel D, Baudouin C, Muraine M, Hoffart L, Rozot P, Mehanna C, Bonnet C, Nordmann JP, Santiago PY, Burillon C, Baillif S, Pisella PJ, Weber M, Robinet-Perrin A, Deidier D, Hay A, Villain M, Baïkoff G, Gauthier AS, Mathis T, Dot C. Complications of cosmetic iris implants: French series of 87 eyes. J Cataract Refract Surg. 2020 Jan;46(1):34-39. doi: 10.1097/j.jcrs.0000000000000032. PMID: 32050230.
  • Hasani H, Es’haghi A, Rafatnia S, Alilou S, Abolmaali M. Keratopigmentation: a comprehensive review. Eye (Lond). 2020 Jun;34(6):1039-1046. doi: 10.1038/s41433-019-0750-2. Epub 2020 Jan 2. PMID: 31896801; PMCID: PMC7253443.
  • DʼOria F, Alio JL, Rodriguez AE, Amesty MA, Abu-Mustafa SK. Cosmetic Keratopigmentation in Sighted Eyes: Medium- and Long-term Clinical Evaluation. Cornea. 2020 Jul 29. doi: 10.1097/ICO.0000000000002417. Epub ahead of print. PMID: 32740012.