Como prevenir o glaucoma de forma natural

· 9 de dezembro de 2016
Há determinadas pessoas que podem ser mais propensas a sofrer de glaucoma, mas é possível prevenir e atrasar seu surgimento se mantivermos uma dieta saudável, praticarmos exercícios e cuidarmos de nossa visão.

O glaucoma é uma doença ocular caracterizada pelo aumento na pressão, que vai diminuindo as fibras do nervo óptico e mudando seu aspecto.

A maioria dos pacientes não apresenta sintomas nas primeiras fases da doença, mas com o passar do tempo pode ocorrer, por exemplo, a perda progressiva da visão.

Fique por dentro de como prevenir o glaucoma de forma natural neste artigo.

O que saber sobre o glaucoma?

A quantidade de pessoas que sofrem desta doença a nível mundial é muito alta (cerca de 2% da população com mais de 40 anos). Trata-se de uma das causas de cegueira irreversível.

Existem dois tipos de glaucoma:

De ângulo fechado

Diminui o ângulo formado pela córnea e a raiz da íris e aumenta bruscamente a pressão intraocular. Os sintomas são:

  • dilatação das pupilas,
  • olhos vermelhos,
  • visão de halos ou dor intensa.

Não deixe de ler: Causas e remédios para os olhos vermelhos

De ângulo aberto

A evolução é lenta e vai afetando pouco a pouco a visão. Este tipo de glaucoma é o mais comum e os sintomas não são tão evidentes.

glaucoma

O glaucoma pode ser congênito (aparece entre o nascimento e os três primeiros anos de vida), juvenil (de origem hereditária e depois dos três anos) ou adulto (a partir dos 40 anos de idade).

Além disso, outras doenças podem causá-lo, como por exemplo, as cataratas, as hemorragias vítreas, as operações ou os traumas.

Leia também: Prevenção e tratamento natural da catarata

Há que determinar a pressão ocular e descobrir se há ou não papila escavada, então, para o diagnóstico, são utilizadas as seguintes técnicas:

  • Tomografia da retina (também conhecida por suas siglas HRT).
  • Paquimetria (mede a espessura da córnea).
  • Ecografia de alta resolução (estuda a estrutura do olho).
  • Gonioscopia (mede o ângulo entre a íris e a córnea).
  • Biomicroscopia (vê a papila óptica de forma aumentada).
  • Tonômetro de aplanação (mede a tensão ocular).
  • Perimetria no glaucoma (comprova a amplidão do campo visual).
Exame da vista para prevenir o glaucoma

Os grupos de risco para sofrer de glaucoma são:

  • Pessoas afro-americanas e asiáticas.
  • Maiores de 60 anos.
  • Pacientes com doenças crônicas (principalmente diabetes, hipotireoidismo ou hipertensão).
  • Quem tenha antecedentes familiares.
  • Pessoas com lesões oculares ou miopia.
  • Aqueles que consomem corticoides.

Como evitar o surgimento do glaucoma de forma natural?

Manter uma vida saudável e consultar o oftalmologista uma vez por ano pode ser bom para prevenir ou diagnosticar a tempo a doença, mas não o suficiente. Portanto, considere estes conselhos:

Diminua os níveis de insulina

Esta recomendação não está dirigida apenas aos diabéticos. Todos devemos evitar o consumo excessivo de açúcares e outros alimentos que aumentam o nível de insulina no sangue.

Portanto, para prevenir o surgimento do glaucoma é muito bom reduzir ao mínimo o consumo de:

  • Macarrão
  • Pães
  • Arroz branco
  • Cereais refinados
  • Doces
  • Batatas

Fazer exercícios de forma regular

Relacionado com o conselho anterior, uma das melhores maneiras de reduzir a insulina e a pressão arterial é praticar esportes.

Praticar atividade física duas ou três vezes por semana é vital para manter uma boa saúde ocular e evitar o glaucoma. Você pode escolher a que você gostar mais, mas deve ser constante.

Exercitar-se para prevenir o glaucoma

Consuma luteína

Este nutriente é um “potencializador da visão”, já que atua como antioxidante e protege as células dos danos causados pelos radicais livres. Outro dos composto que vale a pena consumir é a zeaxantina, com propriedades similares.

Dentre os alimentos que mais os oferecem encontramos, por exemplo:

  • Couve-de-folhas
  • Espinafre
  • Brócolis
  • Gema de ovo
  • Couve-de-bruxelas

Evite as gorduras

Elas estão presentes em inúmeros alimentos industrializados que são consumidos hoje em dia. Possuem gorduras trans, e devemos evitá-las, porque interferem na absorção dos ácidos graxos ômega 3 (saudáveis).

O ômega 3 é muito importante para a saúde ocular, portanto, devemos evitar os alimentos que prejudiquem sua absorção.

Comer muitas gorduras contribui para a degeneração macular. Os alimentos que devem ser evitados são, por exemplo:

  • Manteiga
  • Batatas fritas
  • Empanados
  • Hambúrgueres
  • Alimentos processados

Coma frutas silvestres

As frutas silvestres, como a amora e os mirtilos, são excelentes remédios naturais para cuidar da saúde da visão e prevenir, portanto, doenças como o glaucoma ou as cataratas.

Isto se deve aos flavonoides que contêm (que lhes oferecem sua cor escura) e que fortalecem os capilares, músculos e, principalmente, nervos ópticos.

Frutas silvestres para prevenir o glaucoma

Porém, devemos considerar que as frutas silvestres oferecem açúcar e podem aumentar os níveis de insulina. Por isso é recomendável comê-las com moderação (um punhado por dia, no máximo).

Outros conselhos interessantes e úteis que podem ajudar a prevenir ou amenizar o desenvolvimento do glaucoma são:

  • Evite atividades que requeiram um grande esforço da parte dos olhos.
  • Use óculos de sol sempre (inclusive no inverno ou em dias nublados).
  • Não tome álcool de forma excessiva.
  • Não fume.
  • Limite o consumo de cafeína.
  • Mantenha uma dieta rica em vitaminas A e C.
  • Descanse bem todas as noites.

É importante também cuidar mais dos seus olhos e evitar ficar em frente a telas brilhantes o dia inteiro, portanto, faça descansos. Devem ser de alguns minutos a cada hora. Também, se necessário, use óculos de grau, mas receitados por um especialista.

Assim, a visão ficará menos cansada e haverá menos possibilidade de que a pressão ocular aumente.

Então, gostou deste artigo? Sendo assim, continue na nossa página com mais dicas para a sua saúde e bem-estar.

  • Chrysostomou, V., Rezania, F., Trounce, I. A., & Crowston, J. G. (2013). Oxidative stress and mitochondrial dysfunction in glaucoma. Current Opinion in Pharmacology. https://doi.org/10.1016/j.coph.2012.09.008
  • Siak, J., Tan, G. S., & Aung, T. (2014). Diabetes Mellitus and Glaucoma. In Handbook of Nutrition, Diet and the Eye. https://doi.org/10.1016/B978-0-12-401717-7.00011-3
  • Chandrasekaran, S., Rochtchina, E., & Mitchell, P. (2005). Effects of caffeine on intraocular pressure: The Blue Mountains Eye Study. Journal of Glaucoma. https://doi.org/10.1097/01.ijg.0000184832.08783.be