Misantropia: em que consiste?

Pessoas misantrópicas manifestam rejeição à humanidade em geral. A seguir, apresentamos seus traços mais característicos.
Misantropia: em que consiste?

Última atualização: 27 dezembro, 2021

“Quanto mais conheço as pessoas, mais amo o meu cachorro”, “o ser humano é o câncer do mundo” ou “a humanidade é inútil” são as frases típicas que um misantropo diria. E é que a misantropia consiste na rejeição da espécie humana em geral, independentemente do grupo social a que o outro pertença, independentemente do grupo social ao qual a outra pessoa pertence, ou se essa pessoa o conhece ou não.

A que se deve essa condição? Quais são suas consequências? A este respeito, existem várias dúvidas. A seguir abordaremos mais sobre esse conceito e detalhamos quais são as características dos misantropos.

O que é misantropia?

Etimologicamente falando, o termo misantropia tem sua origem nas palavras gregas mīsos, que significa ódio, e ānthropos, que se refere ao homem. Desta forma, representa ódio, aversão, desconfiança ou desprezo pela espécie humana, seu comportamento ou essência.

É pertinente ressaltar que não se enquadra nos critérios diagnósticos para considerá-la um transtorno. Em vez disso, refere-se a uma atitude ou filosofia de vida que tem implicações comportamentais. Na verdade, a literatura científica sugere que é uma decisão de vida.

No entanto, embora não deva ser confundida com psicopatia ou sociopatia (que representam entidades clínicas), a misantropia às vezes está relacionada a traços psicopáticos, uma vez que, se podem obter benefícios pessoais explorando terceiros, pois não há obstáculo moral para isso.

O que é misantropia?
A misantropia é o desprezo pela humanidade. Não é considerado um transtorno, mas ainda pode ter consequências negativas.

Causas da misantropia

Uma pessoa pode ser misantrópica por vários motivos. Ressaltamos que não é uma condição clínica definida e que muitas pessoas podem assumir essa postura na vida por diferentes motivos, que dependerão das experiências e crenças de cada um. No entanto, algumas causas relativamente comuns podem ser identificadas. Vamos ver.

Abuso e maus-tratos na infância

Algumas pessoas misantrópicas foram abusadas ou maltratadas durante a infância, um estágio crucial para o desenvolvimento da personalidade e da visão de mundo. Nesse sentido, é possível que o abuso tenha gerado ódio ou desconfiança de outras pessoas.

Cansaço de lidar com os outros

Outra causa comum de misantropia é o cansaço que a interação com outras pessoas pode gerar. Isso pode ser devido, muitas vezes, a experiências ruins nos relacionamentos, o que contribui para uma aversão geral à humanidade.

Ideais extremos

Pessoas que pertencem a movimentos extremistas (especialmente na esfera política ou religiosa) podem desenvolver uma rejeição da humanidade. Isso é evidente nas seitas perigosas ou associações terroristas que ameaçam a vida de centenas de pessoas e geram assassinatos em massa.

Características de pessoas misantrópicas

A rejeição da humanidade não se manifesta da mesma forma nas pessoas, portanto, diferentes graus ou níveis de misantropia podem ser alcançados. Em geral, as características mais comuns dos misantropos são geralmente as discutidas abaixo.

Eles se sentem superiores aos outros

Pessoas misantrópicas acreditam que são melhores do que a maioria das pessoas ao seu redor. Eles se consideram mais inteligentes, mais sensíveis e mais capazes do que os outros. Além disso, presumem que são moralmente superiores e que o mundo seria um lugar melhor se houvesse mais indivíduos como eles.

Eles são manipuladores

Um estudo descobriu que existe uma relação significativa entre a misantropia e o comportamento maquiavélico, que se baseia na crença de que “os fins justificam os meios”. Nesse sentido, eles podem tirar vantagem dos outros em detrimento de seus próprios benefícios.

Eles gostam de ficar sozinhos

Os misantropos são pessoas muito introvertidas. No entanto, é importante notar que nem todas as pessoas que preferem ficar sozinhas e são introvertidas também são misantropos.

Eles não aceitam as normas

Outra característica das pessoas com esse traço é que não toleram regras sociais, justamente por terem sido criadas por seres humanos. Como resultado, eles acham difícil aceitar ordens de um chefe, de um pai, de um colega ou do governo do dia. Apesar disso, eles não tendem a quebrá-las.

Eles têm um sistema moral próprio

Isso significa que eles mesmos constituem suas ideias sobre o mundo, pois têm suas próprias crenças e sistema de valores. Em grande parte, isso ocorre porque eles acreditam que são moralmente superiores e estabelecem suas próprias regras, com base em sua perspectiva.

Eles têm afeição por outras espécies animais

Pessoas misantrópicas podem se sentir apego, mas com outras espécies animais.

Eles são indolentes com os infortúnios dos outros

Os misantropos não se importam em ter empatia pelos outros humanos. Portanto, eles não são capazes de sentir compaixão ou compreender o sofrimento do outro humano.

Eles não toleram reuniões sociais

Eles também investem grande parte do seu tempo livre em atividades que podem ser feitas sozinhos ou na companhia de animais. Isso ocorre porque eles não gostam da companhia de outras pessoas,  de fato, isso pode se tornar um incômodo para eles.

Características de pessoas misantrópicas
Pessoas misantrópicas preferem atividades solitárias. Na verdade, eles evitam encontros sociais a todo custo.

Consequências da misantropia

Algumas manifestações misantrópicas podem levar a comportamentos prejudiciais. Por exemplo, certos assassinos têm traços de personalidade associados à misantropia; desprezo pela vida dos outros, falta de empatia ou sentimento de superioridade.

Da mesma forma, a profunda aversão à condição humana pode ser prejudicial no plano psicológico, pois pode gerar muito desconforto ou promover o isolamento social.

Filantropia vs misantropia

Para concluir, apresentamos a noção oposta de misantropia; filantropia. Consiste no amor pela espécie humana e tudo o que diz respeito à humanidade. Isso geralmente é expresso por meio de ajuda altruísta a outras pessoas.

Por exemplo, uma ação filantrópica pode ser colaborar com uma organização não governamental (ONG) ou ser voluntário em uma instituição para aliviar o sofrimento de pessoas vulneráveis. Com qual você se identifica?

This might interest you...
7 dicas para o término não afetar o seu estado psicológico
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
7 dicas para o término não afetar o seu estado psicológico

Para que um término não afete o estado psicológico das pessoas, é necessário agir imediatamente. Confira 7 dicas para superar e ficar bem.