Método BLW: tudo sobre o baby led weaning

Permitir que a criança direcione a introdução de alimentos sólidos ajuda a desenvolver bons hábitos alimentares e uma maior autonomia.
Método BLW: tudo sobre o baby led weaning

Última atualização: 26 outubro, 2021

Passar da amamentação exclusiva para a alimentação sólida é um grande passo para o seu bebê. Muitas vezes, essa transição é feita por meio de purês ou mingaus que os pais ou responsáveis oferecem à criança com uma colher. No entanto, existem métodos alternativos que oferecem vantagens interessantes, como é o caso do método BLW.

Esta opção permite à própria criança regular o que come, quanto come e como o faz. O papel dos pais é supervisionar ou facilitar essa tarefa, mas o bebê é o verdadeiro protagonista.

Este é um método que tende a gerar dúvidas e medos, principalmente porque muitos têm a ideia de que o bebê ainda é muito jovem para enfrentar essa tarefa. A seguir, explicamos como implementar esse método com segurança.

O que caracteriza o método BLW?

A tradução de baby led weaning seria “desmame guiado pelo bebê”. Este termo se refere a um método em que a alimentação complementar é dirigida ou autorregulada pela criança.

Assim, em vez de ser um mero receptor passivo das papinhas que os adultos lhe oferecem, tem os alimentos à sua disposição. Portanto, ele pode pegá-los, tocá-los, colocá-los na boca e manipulá-los à vontade.

Desta forma, o bebê recebe a mesma refeição do restante da família, com certas adaptações no formato e tamanho de cada alimento. Com isso, pretende-se que o bebê aprenda a se alimentar de forma autônoma e no seu próprio ritmo, o que, por sua vez, traz outras vantagens.

Criança comendo sozinha
Um dos objetivos do método BLW é que as crianças estabeleçam uma relação melhor com a alimentação.

A partir de que idade o método BLW pode ser utilizado?

Os especialistas recomendam o aleitamento materno exclusivo por até seis meses. A partir desse momento, os alimentos sólidos podem começar a ser introduzidos gradativamente e complementados com a amamentação, que deve ser mantida por pelo menos dois anos.

Portanto, quando seu bebê completar meio ano, você pode começar a implementar o BLW. No entanto, é importante que você se certifique de atender a certos requisitos antes de começar:

  • O bebê deve ser capaz de se sentar ereto com a cabeça erguida. Isso tornará mais fácil engolir.
  • O reflexo de extrusão (o movimento que o bebê faz para expulsar qualquer objeto ou alimento da sua boca) deve ter desaparecido.
  • O bebê precisa ter algumas habilidades motoras para pegar o alimento com a mão e colocá-lo na boca.
  • É importante que a criança demonstre interesse ou curiosidade em explorar o ambiente e os objetos nele contidos, inclusive os alimentos que são oferecidos.

Como iniciar este método?

Uma vez que seu bebê atenda a essas características, você pode começar o processo de alimentação autorregulado. Aqui estão algumas etapas importantes a serem consideradas.

Quando e como aplicar o método BLW?

Encontre a hora e o lugar certos. Ou seja, certifique-se de que, na hora de aplicar o método, ambos estejam descansados e relaxados, sem pressa. Da mesma forma, procure fazê-lo em um local diferente do da amamentação, com o apoio do seu parceiro ou família.

Isso é conveniente pois, se a criança continuar a ver a mãe, ela pode insistir em pedir o seio, o que a fará ignorar a comida que está no prato.

Você pode aplicar o BLW exclusivamente desde o início, mas também pode começar amassando e fazer a transição quando se sentir mais confiante. Também é válido complementar os dois tipos de dieta. Escolha a opção que melhor se adapta às necessidades da sua família.

Que tipo de comida devemos oferecer ao bebê?

Neste ponto, você deve ter cuidado para evitar o risco de asfixia. Certifique-se de oferecer alimentos macios e bem formados. Por exemplo, cenouras ou maçãs cruas podem ser perigosas; é preferível assá-las ou fervê-las.

Da mesma forma, corte o alimento em pedaços finos e alongados, no formato de um dedo. Com isso, mesmo que o bebê ainda não saiba abrir o punho após a ingestão da comida, ele poderá comer o que se destaca em cima. Com alimentos pequenos e redondos como uvas, certifique-se de cortá-las ao meio para manter a segurança.

Não deixe de ler: Probióticos para bebês

Segurança e paciência

Depois de ter a comida pronta, coloque-a em um prato ou sobre a bandeja do cadeirão do seu bebê e deixe que ele pegue, aperte, cheire e experimente.

Seja paciente e deixe-o brincar e se sujar; ele está testando e descobrindo no seu próprio ritmo. No entanto, nunca o deixe sozinho enquanto ele come. Se isso te deixar mais confiante, você pode fazer um curso de primeiros socorros para bebês.

Mãe alimentando seu filho bebê
A ideia do método BLW é permitir que as crianças comam sozinhas. No entanto, inicialmente ele pode ser combinado com a alimentação complementar tradicional.

Vantagens do método BLW

Agora que você sabe em que consiste esse método de alimentação, pode estar se perguntando por que implementá-lo, já que ele levará mais tempo em cada refeição do que apenas servir a papinha diretamente. Estes são alguns dos principais benefícios:

  • Ajuda a criança a desenvolver um bom relacionamento com a alimentação e, portanto, contribui para a prevenção da obesidade e de outros transtornos alimentares. Isso ocorre porque o bebê dirige seu próprio processo, sem pressões ou obrigações, e o momento de comer se torna algo prazeroso.
  • Encoraja o bebê a aprender a comer de tudo e a não ser exigente. Como desde o primeiro momento ele pode brincar com a comida, explorar as suas formas, sabores, cheiros e texturas, é mais fácil se abrir a todo o tipo de opção e aceitá-las com mais facilidade.
  • Estimula as habilidades motoras e a coordenação da criança.
  • Promove a sua autonomia e a ajuda a se sentir independente e capaz.
  • O próprio bebê regula a quantidade que ingere com base em seus sinais de fome e saciedade. Isso o ajuda a evitar comer demais e ensina a seguir essas sensações corporais para se alimentar no futuro.
  • Favorece uma alimentação mais variada e saudável, já que a criança experimenta o cardápio familiar, que é mais completo e diversificado do que as papinhas.

Em suma, o método BLW é uma alternativa para introduzir a alimentação complementar que chama a atenção pelos seus benefícios. Porém, requer mais dedicação e paciência. É conveniente se informar bem com os profissionais apropriados para implementá-lo com segurança e eficácia.

Pode interessar a você...
7 conselhos de alimentação para crianças de 3 anos
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
7 conselhos de alimentação para crianças de 3 anos

Levando em consideração que não vale improvisar, a seguir queremos compartilhar os melhores conselhos de alimentação para crianças de 3 anos.



  • Moreno Villares, J. M., Galiano Segovia, M. J., & Dalmau Serra, J. (2013). Alimentación complementaria dirigida por el bebé («baby-led weaning»).¿ Es una aproximación válida a la introducción de nuevos alimentos en el lactante?. Acta Pediátrica Española71(4).
  • Aragüés-Bro, A. (2020). Ventajas y riesgos asociados del Baby-Led Weaning frente a la alimentación complementaria tradicional.
  • Gutiérrez, G. (2019). Baby-led weaning: alimentación complementaria a demanda. Una revisión bibliográfica. NURE investigación: Revista Científica de enfermería, (102), 4.