Mentira infantil: o que fazer se meu filho mente?

28 de janeiro de 2019
Seu filho mente para você com frequência? Como pais, devemos ensinar nossos filhos a dizer a verdade. Para isso, a primeira coisa que temos que fazer é ser o exemplo. Comunique-se com seu filho e procure por uma solução para o problema.

“As crianças dizem sempre a verdade” é uma das frases que mais ouvimos sobre crianças; sim, é assim, são poucas as vezes em que as crianças guardam as coisas; no entanto, há ocasiões em que a mentira infantil realmente nos preocupa. Como lidar com isso? Como podemos evitar que nosso filho minta? Continue lendo.

Você deve se preocupar com uma mentira infantil?

Há um ditado que diz que as mentiras são como uma bola de neve: começam pequenas e crescem com o tempo. Portanto, é importante que você aconselhe seu filho e lhe ensine que ser uma criança honesta fará com que a confiança e, portanto, a relação com os demais, seja mais sólida.

Diferentes especialistas em psicologia indicam que o direito ao segredo é parte da construção da identidade. Entretanto, devemos lhes ensinar que às vezes é necessário não esconder as coisas.

Claro, a criação e o exemplo são pontos muito importantes.

De acordo com a seriedade da mentira

Você deve identificar em quais casos a mentira é grave ou não. A mentira infantil, do tamanho que for, causa inquietude nos pais. Embora seja um processo completamente normal, é necessário avaliar, por meio da observação em que momentos a criança mente.

Se mente enquanto brinca ou entre amigos, pode-se entender como o uso de sua imaginação e criatividade durante o momento de lazer.

Por exemplo, se a criança disser “meu pai comprou um carro novo” enquanto brinca com seus amigos, não se preocupe. Por outro lado, se recorre as mentiras para fugir de responsabilidades escolares ou domésticas, é um comportamento ao qual você deve prestar muita atenção.

Veja também: 5 dicas para ter uma gravidez saudável

De acordo com a frequência da mentira

Quando a criança recorre frequentemente à mentira em diferentes aspectos da vida, é preciso dar muita ênfase a esse comportamento.

Dar respostas falsas para todas as situações torna-se um ato patológico e sistemático. Assim, se não for tratado a tempo, pode se tornar um problema para a dinâmica familiar.

Assim, o ideal é que se a mentira infantil invade a casa, você faça uso de ajuda psicológica especializada.

Estas terapias podem te ajudar a descobrir a raiz do problema e diagnosticar por que a criança mente frequentemente. A mitomania infantil pode esconder problemas sensíveis, como bullying escolar, abuso ou maus-tratos. O ideal é que atacar o problema desde o momento em que começa a acontecer.

O que fazer para evitar a mentira infantil?

Esse comportamento pode ser complicado para os pais, mas não impossível de resolver. A comunicação é o fator mais importante para estas situações. É essencial que a relação de pai e filho seja o mais transparente possível, deve-se respeitar a privacidade de cada uma das partes já que a confiança deve ser cultivada e não forçada.

1. Seja um exemplo: sempre diga a verdade

Bebês aprendem a falar através da repetição e imitação. A medida em que eles vão crescendo repetirão as atitudes que veem em casa.

As crianças tendem a repetir os comportamentos e atitudes de seus pais, portanto, é essencial que você construa um ambiente transparente e de confiança dentro do lar. A melhor maneira de ensinar é através das ações.

2. Explique como mentir pode destruir a confiança

Mãe explica a filha que a mentira infantil pode destruir a confiança

Mentiras são devoradoras de confiança. É assim que você deve apresentá-la ao seu filho, explique que mentir, independentemente de qualquer que seja o motivo, fará com que seus amigos e familiares duvidem sempre de sua palavra.

No mercado existem diferentes materiais literários nos quais possa se apoiar na hora de reforçar a honestidade de seu filho. Faça-o entender que, no ambiente familiar e na vida em geral, a palavra tem um valor indefinível.

3. Ensine-o a assumir suas responsabilidades

Na maioria das vezes, quando uma criança recorre a mentiras é para fugir das responsabilidades. Se ele diz que não tem lição de casa para brincar, quando na verdade ele tem, ele está claramente fugindo de uma responsabilidade.

É importante que a criança saiba identificar as prioridades. Ensine-a que existem certas responsabilidades como a escola, que devem ter o primeiro lugar na lista de afazeres. Quando acabar com seus deveres, poderá se divertir; ainda, a criança deve ver que as tarefas domésticas em casa são primordiais e depois vem o entretenimento.

Pode te interessar: É aconselhável recompensar seu filho pelas notas?

4. Mantenha uma boa comunicação

Os pais do século 21 devem adaptar-se à velocidade com que as crianças assimilam e começam a entender o ambiente que as rodeia. Como? Bem, o primeiro passo é construir uma comunicação transparente.

Pergunte a ele sobre seu dia na escola, revise suas matérias junto com ele e compartilhem a refeição enquanto ele conta uma experiência em sua aula favorita. Além de fortalecer o vínculo familiar, estes momentos farão que seu filho te descubra como amigo.

5. Seja compreensivo quando ele te contar um problema

Nós sabemos o quão difícil isso pode ser, mas há momentos em que você deve colocar de lado o papel de mãe e ser amiga. Ouvir atentamente as razões pelas quais seu filho mentiu; quando ele terminar de falar, explique-o a importância de ser honesto ao longo da vida.

Se a mentira infantil for muito séria, estabeleça um castigo pequeno, porém firme. Por exemplo, se seu filho é apaixonado por jogar futebol, não poderá treinar durante uma semana; isto significa que, embora você possa escutá-lo e ser compreensiva, mentir não é uma opção válida.

6. Faça com que ele se sinta apoiado

A mentira infantil pode ser tratada mantendo boa relação

As crianças sempre tentam escapar de situações difíceis, que não são fáceis de resolver. Uma origem das mentiras pode ser algum momento irregular em sua rotina.

O bullying na escola, maus tratos ou situações familiares desconfortáveis, podem ter como consequência uma criança mentirosa, que apresenta argumentos falsos para evitar problemas ou tentar ter uma tranquilidade fictícia.

É importante que seu filho se sinta confortável com a relação entre vocês e ele, para que sinta apoio em tempos difíceis e não opte por omitir informações.

Conclusões

A medida em que seu filho vai crescendo, vai desenvolvendo autonomia para definir o que é certo e o que não é; portanto, não deve entrar em pânico quando descobrir alguma mentira pois criará uma situação tensa em casa sempre que a criança esconder alguma coisa e acabará tornando a situação pior.

Cultivar a confiança nele é fundamental para o desenvolvimento da convivência familiar. Confie nos seus instintos como mãe e em sua capacidade de dar um bom exemplo, seu filho reconhecerá.

  • Nuez Abella, R. ¿Por qué mienten los niños? Una propuesta de intervención emocional en educación infantil. Universidad Internacional de la Rioja, 2014.
  • Tkach, C. La mentira infantil. Universidad de Belgrano, 2005.
  • Yagual Macías, M.Y. Habilidades Sociales entre niños de 5 a 6 años con Mitomanía. Universidad de Guayaquil, 2015.