É aconselhável recompensar as notas do seu filho?

· 2 de novembro de 2018
A motivação que uma criança deve ter para estudar é importante. No entanto existem opiniões conflitantes sobre se as notas do seu filho devem ser recompensadas

Premiar as notas do seu filho tornou-se comum para muitos pais. No entanto, para os estudantes isso é uma obrigação, visto que os estudos são obrigatórios e gratuitos nesta fase da vida e os prepara para que no futuro possam encontrar um bom trabalho.

Os adultos devem avaliar se devem ser recompensados ​​ou não. Sem dúvida, todos os esforços dos estudantes devem ser reconhecidos. No entanto, devemos ter muito cuidado ao selecionar a compensação que será dada à criança ou ao adolescente.

Geralmente, os pais subestimam a necessidade que todo o estudante tem, de demonstrar suas habilidades para si mesmo e para os outros. As crianças se enchem de orgulho quando superam dificuldades, e nada material pode substituir essa emoção.

Você deve recompensar as notas do seu filho?

Ao recompensar a criança consistentemente pelas notas, ela sempre irá esperar algum prêmio pelo seu esforço e isso irá afetar seu desempenho acadêmico. Para que isso não aconteça, nós damos as seguintes recomendações.

Você deve recompensar as notas do seu filho com elementos para estudar

Recompensar as notas do seu filho não deve ser uma condição

Como mãe ou pai você deve estar ciente do momento certo, se quiser recompensar notas do seu filho. Se você deseja dar um incentivo material, certifique-se de que seja algo pequeno e não muito caro.

No entanto, oferecer um presente não pode ser uma condição para que a criança se esforce. Já que isso pode se tornar uma chantagem para os pais, e só assim eles conseguirão boas notas mais tarde.

Reconheça o esforço

Os pais são responsáveis ​​pela educação dos filhos. Por isso, eles devem acompanhar seus estudos. Já a inteligência cognitiva é um fator muito complexo. Esforço, trabalho, e perseverança devem ser sempre valorizados.

Se os pais estão cientes de que existem diferentes tipos de inteligência, podem entender que há crianças que aprendem mais rápido do que outras. No entanto, isso não significa que há crianças mais inteligentes do que outras.

Por isso, se o tempo que seu filho passa quando está fazendo o dever de casa é considerável e, no entanto, não tira boas notas, devemos avaliar o que está acontecendo. Além disso, o comportamento da criança deve ser recompensado quando a criança faz seus melhores esforços, para alcançar um melhor desempenho.

Recompensar as notas do seu filho não deve ser uma condição

Leia também: 6 exercícios para ajudar crianças com problemas de linguagem

Motivação intangível

Considerou-se que a melhor maneira de incentivar a criança é aumentar a conscientização sobre o autoconhecimento. Ela deve identificar seus pontos fortes para atingir seus objetivos. Reconhecer que o conhecimento adquirido será colocado em prática em outras áreas.

É importante elogiar a criança verbalmente ou com sinais de afeto. No momento em que esta tira boas notas, quando se esforça ou obtém outra conquista, por mínima que seja. Mas se você decidir recompensá-la é importante que a recompensa não se torne uma motivação para estudar.

Aspecto a considerar sobre como recompensar as notas do seu filho

Na verdade, o valor de um aluno não deve ser medido pelas qualificações acadêmicas. No entanto, a sociedade atual classificou os melhores alunos dessa maneira e, acima de tudo, para entrar nas universidades, leva-se em conta o melhor desempenho acadêmico, porque é uma exigência.

Como recompensar as notas do seu filho: Faça com que seu filho desfrute das boas notas

Isto leva a que os pais tentem de tudo para que os filhos obtenham notas excelentes. E o recurso mais usado para consegui-lo é com coisas materiais. Mas lembre-se de que isso pode trazer consequências negativas, fazendo com que o aluno use este recurso como chantagem.

Recomendamos ler: As 3 melhores opções para pôr na lancheira de seus filhos

Conclusão sobre como recompensar as notas do seu filho

Como conclusão, pode-se mencionar que a obrigação do aluno é estudar. Os pais devem apoiá-lo em tudo que precise, como estudante e como pessoa.

Por isso é sempre melhor encorajar com reforço afetivo e autonomia. Isso ajuda a fortalecer sua autoestima, bem-estar pessoal, e a desenvolver sua personalidade. Mostre também ao seu filho, como você está orgulhoso de seu desempenho acadêmico.