Mãe faz desabafo na internet: "Chegou a hora de normalizar o 'corpo de mãe’”

Veja o desabafo de uma mãe que está aprendendo a gostar de seu "corpo de mãe" e incentiva outras mulheres a fazerem o mesmo.
Mãe faz desabafo na internet: "Chegou a hora de normalizar o 'corpo de mãe’”

Última atualização: 25 março, 2022

A americana Laura Thomas fez um importante desabafo em sua conta no Facebook: “Chegou a hora de normalizar o ‘corpo de mãe’”. Em seu texto, ela faz reflexões sobre a maternidade e as exigências às quais as mulheres são submetidas. Além de padrões estéticos inalcançáveis, nos quais exige-se que a mãe se recupere rapidamente e volte a ter o mesmo corpo de antes do parto, são dados milhões de palpites sobre a saúde e criação dos filhos.

Confira o que essa mãe tem a dizer sobre os desafios da maternidade e suas fotos de mãe real, que incentivam outras mulheres a se libertarem dessas cobranças.

“Ok, vamos lá! Vou fazer isso, estou postando um textão sobre mim mesma.

Essas fotos são as mais difíceis que já postei.

Então por que postá-las? Porque espero ajudar outras mulheres ,assim como algumas delas me ajudaram.

Um pouquinho de contexto? Claro!

Eu me preocupo com a forma como as pessoas me enxergam desde que me entendo por gente. Surpreendente, não? (eu sei que a maioria das pessoas também viveram isso). Eu ainda tenho vergonha das coisas que fiz no primário. Mas nunca deixei que as pessoas vissem esse lado. Quero parecer confiante, forte, tranquila e linda. Isso é normal, eu sei. Quando eu tinha 18 anos sofri um acidente de carro horrível que me quebrou em diversos sentidos. Atualmente eu tenho que lidar diariamente com o estresse pós-traumático.

Eu aprendi a lidar com isso, eu trabalho meu trauma para me tornar mais forte. Mas pela minha saúde eu tive que me render. (Estou sendo dramática? Sim e não.) Por muitos anos eu deixei de lado a percepção alheia da minha saúde mental e a assumi! Foi libertador! (Se você luta contra ansiedade, depressão, bipolaridade, estresse pós-traumático, etc., sinta-se convidado a me contar a sua história). Esse ato de assumir não significa simplesmente reconhecer que ele existe, mas sim trabalhar constantemente para melhorar e me tornar mentalmente saudável.

Agora sinto que minha saúde mental está melhor estabelecida, mas coloquei todas as minhas inseguranças no meu corpo. Eu queria que as pessoas me vissem como fofa, bonita e sexy, e se não conseguisse esse efeito eu não postava a foto, nem mesmo aparecia em público. A primeira vez que me senti confiante com meu corpo fui justo antes de engravidar do James. Eu estava linda! Comia de forma saudável e malhava o tempo todo. Eu estava magra e queria que o mundo me visse.

Depois eu me tornei mãe. Mesmo que a maternidade seja incrível (honestamente a melhor coisa que já me aconteceu), o seu corpo paga o preço. Outra vez, não é surpresa para ninguém. Mesmo que isso seja esperado, não é esse o sentimento ao sentar no sofá com o maior peso corporal que você já teve enquanto amamenta seu filho no meio da noite com o cabelo e as roupas sujas, maquiagem velha no rosto e, sejamos honestos, um nariz escorrendo pelo choro por causa de… bom, tudo.

A aceitação do “corpo de mãe”

Mas, de vez em quando, algumas mulheres corajosas postam fotos com seus corpos de mãe. Fotos reais. Sem encolher a barriga, sem apagar as estrias ou usar filtros. Elas estão aprendendo a se orgulhar do próprio corpo, e por causa delas eu me sinto melhor. Por isso estou fazendo essa postagem, com a esperança de que você, quem quer que seja, leia isso e se lembre de que você é uma mãe como todas as outras e tem todo o direito de sentir orgulho do seu corpo, não apenas orgulho, se sentir sexy! Coloque uma música que te traga essa sensação e dance!

Eu queria muito postar esse texto junto a uma foto do meu corpo antes da maternidade, quando eu podia usar um biquíni na praia e me sentir sensual.

 

Mulher exibindo seu "corpo de mãe"

Mas isso não me ajudaria a me sentir uma mãe sensual. Então aí está, uma foto é de depois da chegada de James, outra na piscina depois do Theo e a outra é de depois de ter perdido alguns quilos.

Essa é a minha jornada, eu tentarei viver uma vida mais saudável hoje do que ontem, e durante todo esse tempo me forçarei a me sentir sexy. Porque eu sou.

Normalizem corpos de mãe nas redes sociais“.

This might interest you...
Como o cérebro muda com a maternidade?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Como o cérebro muda com a maternidade?

Ser mãe implica mudanças físicas e emocionais, mas também estruturais. Descubra como o cérebro muda com a maternidade neste artigo.