3 dicas que ajudam a lidar com o câncer de mama

08 Setembro, 2020
A taxa de cura para o câncer de mama tem sido cada vez mais alta e atualmente está se aproximando da maioria dos casos, principalmente se a doença for detectada em seu estágio inicial. Quais são as melhores dicas para superar essa doença?
 

O câncer de mama é um dos mais comuns entre as mulheres de todo o mundo. É também um dos tipos de câncer mais estudados. Os tratamentos para combatê-lo estão melhorando e a taxa de cura é próxima de 90% quando detectado nos estágios iniciais. A seguir, vamos listar alguns conselhos para lidar com o diagnóstico e o tratamento do câncer de mama da melhor maneira.

Na prática, nenhuma mulher está preparada para receber esse diagnóstico, especialmente se considerarmos que menos de um quarto das mulheres diagnosticadas com câncer de mama tem algum fator de risco genético ou de outro tipo.

Dicas para lidar com o câncer de mama

Dicas para lidar com o câncer de mama
O câncer de mama é um dos mais comuns na população, embora também seja um dos mais estudados e com mais opções de tratamento.

O diagnóstico é uma surpresa sombria e desconcertante. O impacto pode ter repercussões negativas na saúde física e psicológica das mulheres. No início, é recomendável manter a calma.

Apesar de ser difícil enfrentar um diagnóstico de câncer de mama, seu tratamento e tudo o que a doença implica, existem algumas recomendações úteis para ajudar as mulheres que estão nessa situação.

Obtenha o máximo possível de informação

Uma das coisas que mais desestabiliza uma mulher quando ela é diagnosticada com câncer de mama é a incerteza. É por isso que poder ter o máximo de informação possível sobre sua condição, tratamento e perspectivas pode ser muito útil. Dessa forma, você pode se sentir mais calma sobre as decisões que precisa tomar.

 

É importante que a paciente encontre um especialista que a ouça e atenda a todas essas preocupações com tempo e paciência. Antes da sua consulta, você pode fazer uma lista de perguntas sobre o tipo de câncer que você possui, quão avançado ele está, quais são as suas opções de tratamento, quais são as chances de cura, etc.

É aconselhável ir às primeiras consultas com um membro da família ou amigo, pois isso te ajudará a entender e lembrar do que o médico disse. Uma vez concluída a primeira etapa, a melhor maneira de enfrentar o câncer de mama é confiar totalmente na equipe médica e se colocar em suas mãos, seguindo os conselhos à risca.

Procure apoio psicológico e emocional para lidar com o câncer de mama

Juntas contra o câncer de mama
O diagnóstico de um câncer de mama pode ser devastador, e o apoio emocional é fundamental para enfrentar a doença.

Além de se entregar aos especialistas estando confiante no tratamento, há outros aspectos importantes que ajudarão as mulheres a lidar com o câncer de mama. Um deles é a ajuda psicológica.

Embora muitas vezes a paciente acredite estar bem e diga que pode ficar sozinha com tudo o que está acontecendo com ela, mais cedo ou mais tarde ela entrará em colapso. A ajuda de um especialista é fundamental nesse momento, durante todo o período de tratamento e até depois.

 

O apoio dos entes queridos e, em geral, de toda a família, ambiente social e de trabalho, é essencial para enfrentar o câncer de mama da melhor maneira possível. Essas pessoas fornecerão ao paciente um tipo de escudo afetivo protetor que será muito útil. É importante que você se deixe cuidar e ser amada por eles.

Mantenha-se ocupada e positiva

O processo para curar o câncer de mama geralmente é longo e complicado. Uma atitude positiva será muito útil para passar por esse momento da melhor maneira possível.

A medicina já percorreu um longo caminho neste campo e as chances de cura são altas. É importante ter sempre em mente que todo esse momento difícil é um caminho para a cura e que, depois disso, você estará saudável como antes.

Manter a cabeça ocupada também é essencial. A mulher que precisa lidar com o câncer de mama deve estar ciente de que a sua vida é muito mais do que a doença. O câncer não pode ocupar todos os seus pensamentos e é necessário ajudar a mente para que isso não aconteça.

O trabalho é, sem dúvida, um grande estímulo e, na medida do possível, você deve continuar mantendo a sua rotina diária o mais intacta possível. Também é muito útil encontrar hobbies e atividades que te façam feliz.

Certamente, durante o tratamento, haverá dias em que a mulher se sentirá exausta, sem força e não sentirá vontade de fazer nada. Mas é essencial fazer um esforço para encontrar atividades que lhe deem prazer e que lhe permitam sentir que a doença não pode derrotá-la.

 
  • Asociación española contra el cáncer. 2014. Guía sobre el cáncer de mama. Extraído de: https://www.aecc.es/sites/default/files/migration/actualidad/publicaciones/documentos/cancer-mama-2014.pdf
  • Sociedad española de oncología. 2011. Hablemos del cáncer de mama. Extraído de: http://fecma.vinagrero.es/documentos/HABLEMOS_DE_CANCER_MAMA.pdf
  • REVISTA MEDICA DE COSTA RICA Y CENTROAMERICA LXXI. 2015. Oncología y cáncer de mama. Extraído de:http://www.binasss.sa.cr/revistas/rmcc/617/art20.pdf