Lavagem nasal: 3 maneiras de fazê-la

23 de julho de 2019
Ao inspirarmos, são depositadas no nariz partículas alergênicas que podem desencadear uma crise asmática, entre outras afetações. Neste ponto, é muito importante fazer uma lavagem nasal corretamente.

Saber fazer uma boa lavagem nasal é fundamental, principalmente nos bebês. Isso ocorre porque eles não sabem como respirar pela boca e, quando têm muito muco, sentem dificuldade em obter ar do exterior.

Hoje as crianças muitas vezes têm excesso de secreções no nariz. As particularidades do ar atual, a socialização precoce dos pequenos, ou o aumento das alergias podem ser causas do aumento dos problemas respiratórios.

A importância de fazer uma lavagem nasal adequada

Lavagem nasal com soro

O normal é que respiremos pelo nariz. O nariz tem a função de umedecer, filtrar, e aquecer o ar que entra no nosso organismo. Ao  inspirar, se depositam no nariz partículas alergênicas que podem desencadear uma crise asmática, entre outras afetações.

Neste momento é muito importante fazer uma lavagem nasal de forma correta, especialmente em bebês, porque como dissemos, eles não sabem respirar pela boca.

A lavagem nasal é uma técnica que envolve a passagem de água salgada através das fossas nasais com o fim de evacuar secreções, sujeira e alérgenos, graças à capacidade de arrastar do líquido.

O objetivo da lavagem nasal, portanto, será expelir a maior quantidade possível de partículas alergênicas do contato com a mucosa. Desta forma, a resposta alérgica será menos intensa do que o esperado se o contato persistir.

No entanto, fazer uma lavagem nasal não é indicado apenas para estas situações, também é recomendada em outras circunstâncias, tais como:

  • Quando você sofre de rinossinusite crônica ou aguda.
  • Gotejamento pós-natal com tosse crônica devido ao gotejamento.
  • Pré-tratamento com corticoides nasais.
  • Cuidados com o pós-operatório endonasal.

Recomendações para a lavagem nasal de uma criança

O soro fisiológico é o “lenço” de crianças pequenas que ainda não sabem como assoar os mucos. Se esta ideia for levada em conta, é fácil entender que o máximo necessário de lavagens nasais deve ser feito para que a criança fique mais confortável e respire melhor.

As lavagens nasais geralmente não costumam agradar as crianças, por isso às vezes pode ser um pouco complicado realizar essa técnica. Aqui estão algumas dicas que podem ajudar a fazer uma lavagem nasal em um bebê:

  • Faça as lavagens antes de dormir e antes das mamadas nos bebês.
  • Você pode deitar a criança, com a face para baixo ou para cima, procurando virar a cabeça para o lado, e tentando que ela não se incline para trás.
  • Após a manobra, é bom colocar o bebê sentado para favorecer a expulsão das secreções.
  • Se o nariz estiver muito obstruído, você pode adicionar um pouco de soro, massagear para amolecer, e voltar a colocar mais soro.
  • As crianças mais velhas são capazes de realizar a lavagem, inclinando a cabeça para um lado e, posteriormente ao contrário.

Leia também. Você sofre de rinite alérgica? Então descubra estes 5 remédios caseiros

3 maneiras de fazer uma lavagem nasal

1. Deitado de costas com a cabeça inclinada

Mulher fazendo lavagem nasal

É a maneira mais comum de fazer isso. No entanto, não é a mais eficaz. Nesta posição, o soro é introduzido com força, com uma seringa.

Por meio desta técnica limpamos a área mais anterior do nariz. É uma maneira rápida e fácil de fazer isso. No entanto, o soro não atinge a parte de trás do nariz, onde o muco se acumula.

Não é uma técnica útil quando o muco é espesso e denso, porque o soro bate contra o tampão do muco.

2. Quando a criança está sentada

Esta maneira de fazer uma lavagem nasal é usada especialmente para crianças mais velhas. Nesta posição, a cabeça deve ser colocada para a frente. Então, o soro é adicionado como na técnica anterior.

Após a administração do soro a criança terá que aspirar com força para que o mesmo faça efeito. Portanto, é difícil realizar essa técnica em bebês.

Além disso, como na manobra anterior, fazer uma lavagem nasal nesta posição não permite limpar a zona posterior do nariz, nem é útil quando o muco é muito espesso.

Você também pode estar interessado em ler: 5 óleos medicinais que você pode usar contra a congestão nasal

3. Deitado de costas ou sentado com a cabeça para trás

É uma lavagem nasal muito eficaz. Nesta posição a solução salina fisiológica é liberada lentamente e sem pressão. O soro cai para a parte de trás do nariz e desliza pela garganta arrastando parte do muco.

As secreções mais aderentes ou mais viscosas serão hidratadas com o contato do soro. Posteriormente, recomenda-se que a criança respire com força, para que o muco que está entupindo a zona posterior  acabe caindo na garganta, para ser engolido ou cuspido.

Se a criança ainda for muito pequena, vamos fechar a boca para aproveitar o choro e buscar, dessa maneira, uma inspiração intensa pelo nariz.

 

  • Deckx, L., De Sutter, A. I. M., Guo, L., Mir, N. A., & van Driel, M. L. (2016). Nasal decongestants in monotherapy for the common cold. Cochrane Database of Systematic Reviews. https://doi.org/10.1002/14651858.CD009612.pub2
  • Riera Sampol, A., & Pedro Gómez, J. E. de. (2014). ¿ En la congestión nasal en pacientes pediátricos, es más efectivo realizar lavados nasales o aspiración para la prevención de complicaciones ? Evidentia: Revista de Enfermería Basada En La Evidencia.
  • Santos Galvão, C. E., Nascimento Saldiva, P. H., Kalil Filho, J. E., & Morato Castro, F. F. (2004). Inflammatory mediators in nasal lavage among school-age children from urban and rural areas in São Paulo, Brazil. Sao Paulo Medical Journal.