Hirsutismo: o que é, causas e remédios naturais para tratá-lo

Remover os pelos indesejados é uma prática estética que se tornou uma tendência nos últimos anos. No entanto, no caso do hirsutismo é mais do que um inconveniente estético. Saiba mais sobre esta condição.
Hirsutismo: o que é, causas e remédios naturais para tratá-lo

Última atualização: 16 Fevereiro, 2021

O hirsutismo é uma condição que se manifesta no crescimento excessivo de pelos corporais em mulheres em locais onde não deveria. Assim, afeta as áreas influenciadas pelos hormônios sexuais masculinos andrógenos, em diferentes graus de gravidade.

De acordo com os especialistas da Sociedade Espanhola de Endocrinologia Pediátrica, esses locais são os seguintes: região supralabial, queixo, bochechas, pavilhões ariculares, tórax (região supraesternal e aerolas mamárias), abdômen (linha alba), costas, nádegas e interior e frontal das coxas.

Em outras palavras, o hirsutismo é um reflexo da concentração local e circulante de andrógenos, além da sensibilidade da unidade pilo-sebácea a eles.

Tipos de pelo no corpo

Mulher com hirsutismo

  • Pelo fraco: sem medula, curto e pouco pigmentado.
  • Pelo terminal: duro, grosso e pigmentado.

No caso do hirsutismo, o pelo terminal é o tipo de pelo que aparece em áreas incomuns, tais como:

  • Face
  • Área inter mamária.
  • Aréola
  • Parte inferior das costas.
  • Nádegas
  • Coxas

Recomendamos que você leia: Creme depilatório natural para eliminar os pelos sem produtos químicos

A depilação ajuda a eliminar o hirsutismo?

Como já indicamos, o hirsutismo causa crescimento de pelos em áreas dependentes de andrógenos. Mas o que são andrógenos? Eles são hormônios esteroides que têm um efeito masculinizante.

Os andrógenos produzem periodicamente testosterona, androsterona e androstenediona. Portanto, nesses casos, um tratamento de depilação não seria capaz de fazer desaparecer completamente os pelos.

Sintomas de hirsutismo

Sintomas de hirsutismo

Essa complicação se manifesta com sintomas como os seguintes:

  • Acne.
  • Queda de cabelo.
  • Aumento da massa muscular.
  • Nas meninas, ele acelera o crescimento.
  • Seborreia ou excesso de oleosidade nos pelos.
  • Períodos menstruais irregulares, infertilidade.

Saber: 8 sintomas de um desequilíbrio hormonal que você pode estar ignorando

Causas de hirsutismo

Na maioria dos casos, as causas são devidas à superprodução de andrógenos. O hirsutismo aumenta a produção de hormônios pelo ovário e pelas glândulas suprarrenais.

Veja em seguida, as causas mais comuns:

  • Síndrome do ovário policístico: é uma alteração na produção de hormônios e metabolismo.
  • Hiperplasia adrenal congênita: é uma condição hereditária que desequilibra a produção de hormônios esteroides.
  • Gravidez: em alguns casos, mudanças hormonais podem causá-lo.
  • Síndrome de Cushing: provoca um aumento na produção de cortisol, que após um tempo estimula a aparecimento do pelo corporal.
  • Medicamentos: é importante controlar o uso de corticosteroides, contraceptivos e anabolizantes.

Remédios naturais para tratar o hirsutismo

Embora não haja evidências científicas de que os seguintes remédios sejam eficazes no tratamento do hirsutismo, há quem decida experimentá-los, mantendo um estilo de vida saudável e seguindo as recomendações do médico.

Caso queira fazer também, ao menos consulte seu médico com antecedência. Caso contrário, o risco de reações adversas é maior.

1. Chá verde e hortelã

Segundo as crenças, o consumo de chá verde e hortelã pode ajudar a controlar o desequilíbrio hormonal que causa o hirsutismo.

Chá verde e hortelã

Ingredientes

  • Morango com hortelã (7 g).
  • Folhas de chá verde (10 g).
  • 1 colher de sopa de mel (15 g).
  • 1 copo de água (125 ml).

Preparação

  • Aqueça a água e espere que ferva.
  • Adicione as folhas de chá verde.
  • Coloque as folhas de hortelã.
  • Deixe repousar por 5 minutos.
  • Adoce com uma colher de mel.

2. Tônico à base de cítricos

As frutas cítricas são ricas em antioxidantes benéficos para a saúde de todo o corpo, mas principalmente para a pele. Por isso, há quem prepare o seguinte tônico para cuidar da pele e também diminuir o hirsutismo.

Ingredientes

  • 1 limão ralado
  • 1 laranja ralada
  • O suco de um limão (10 ml).
  • 3 gotas de óleo essencial de tangerina.

Preparação

  • Ferva a água, uma vez que ela esteja fervendo tire do fogo.
  • Despeje a água em um recipiente de vidro.
  • Adicione o limão e a laranja, ralados.
  • Deixe repousar a infusão durante a noite.
  • Remova as cascas com uma peneira e troque o recipiente.
  • Adicione o suco de limão e o óleo de tangerina.
  • Aplique na área afetada com a ajuda de um algodão, uniformemente.
  • Repita o procedimento durante a noite.

3. Açafrão e mel

Chá verde e hortelã

A medicina ayurvédica indica que o remédio com açafrão e mel pode contribuir para vários problemas, incluindo a remoção do excesso de pelos.

Ingredientes

  • 7 colheres de sopa de açafrão (105 g).
  • 3 colheres de sopa de mel (45 g).

Preparação

  • Despeje as colheres de açafrão em uma tigela.
  • Adicione as colheres de sopa de mel e misture até formar uma pasta.
  • Adicione um pouco de água, se ficar muito grosso.
  • Aplique na área afetada.

Aplicação

  • Enxágue
  • Seque bem a área com pelo.
  • Aplique a mistura uniformemente dando massagens circulares.
  • Deixe agir por 15 minutos.
  • Enxágue sem deixar resíduos.

Recomendações

De acordo com a sabedoria popular:

  • Evite usar a lâmina em áreas onde o pelo aparece de forma recorrente, pois com a passagem do tempo marcará uma linha pouco atrativa.
  • Retire o pelo com a ajuda de uma pinça, pois uma vez que é puxado pela raiz demora mais para reaparecer.
  • Você pode descolorir o pelo para torná-lo menos visível.

Tratamento de hirsutismo

Em relação ao tratamento do hirsutismo, os especialistas do Manual MSD esclarecem o seguinte:

“Se o crescimento excessivo do cabelo não estiver relacionado ao aumento dos níveis de hormônios masculinos, métodos físicos são usados ​​para remover os pelos. Se a causa for o aumento dos níveis dos hormônios masculinos, a terapia hormonal é necessária, além dos métodos físicos”.

Portanto, se você deseja remover o excesso de pelos com eficácia, consulte seu dermatologista. O profissional indicará qual o método mais adequado para você e os cuidados que você deve levar em consideração para não maltratar sua pele.

Pode interessar a você...
Aprenda a preparar um creme depilatório natural e evite os pelos encravados
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Aprenda a preparar um creme depilatório natural e evite os pelos encravados

Um creme caseiro poderá melhorar o processo de barbear ou depilar. Aprenda a preparar um creme depilatório natural e evite os pelos encravados



  • Effects of peppermint teas on plasma testosterone, follicle-stimulating hormone, and luteinizing hormone levels and testicular tissue in rats (2004). Akdogan M, Ozguner M, Kocak A, Oncu M, Cicek E.
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15302514
  • Spearmint herbal tea has significant anti-androgen effects in polycystic ovarian syndrome. A randomized controlled trial (2010). Grant P.
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19585478
  • Sadeghi Ataabadi, M., Alaee, S., Bagheri, M. J., & Bahmanpoor, S. (2017). Role of Essential Oil of Mentha Spicata (Spearmint) in Addressing Reverse Hormonal and Folliculogenesis Disturbances in a Polycystic Ovarian Syndrome in a Rat Model. Advanced pharmaceutical bulletin, 7(4), 651-654.
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5788221/