Hérnia de hiato: remédios naturais para seu tratamento

25 Novembro, 2019
Podemos evitar os sintomas da hérnia hiatal com alimentos ricos em flavonoides e reduzindo o consumo de alimentos acidificantes, como sal, fritos ou laticínios.

Na hérnia de hiato, uma parte do estômago pressiona em direção à área do tórax ou diafragma, conforme afirmam as informações fornecidas pela Clínica Mayo. Isso também poderá produzir refluxo gastroesofágico.

Mudando alguns costumes, podemos notar muitas melhorias. É importante cuidar da hérnia hiatal com o tratamento médico prescrito, para que não piore no futuro e cause problemas de saúde mais graves.

Hérnia de hiato e acidez

A hérnia hiatal pode estar ligada ao excesso de acidez gástrica, de acordo com este estudo sobre a incidência de doenças do refluxo gastroesofágico realizada pelo Hospital Ramón y Cajal (Madri). Podemos combatê-la evitando alimentos acidificantes (como sal, açúcares, frituras, proteínas animais, laticínios) e, em vez disso, consumindo regularmente alimentos alcalinos ricos em flavonoides:

  • Figos
  • Frutas vermelhas
  • Uva
  • Beterraba
  • Cenoura
  • Pepino
  • Alface
  • Espinafre
  • Aipo
  • Nabo
Alimentos alcalinos contra hérnia de hiato

Para adoçar, podemos substituir os açúcares por estévia ou xarope de agave.

Um organismo acidificado é o terreno ideal para todos os tipos de patógenos; portanto, hérnia e acidez hiatal são, na realidade, os sinais que nos alertam de que algo pode dar errado.

Fontes termais bicarbonatadas

Uma maneira muito agradável de remover a acidez do corpo é beber água bicarbonatada, de acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, e realizar banhos em fontes termais bicarbonatadas. Cada spa possui um tipo de água com características específicas, portanto, precisamos descobrir quais são os bicarbonatos. A água do mar também é alcalinizante.

No entanto, não há evidências científicas para apoiar esta última prática.

Regeneração da mucosa digestiva

Pessoas com hérnia hiatal podem sofrer irritação de toda a mucosa digestiva, devido ao refluxo ácido contínuo. Se for esse o caso, podemos tomar silício orgânico líquido diariamente, que, segundo este estudo realizado pela Universidade Complutense de Madri, é neuro e hepatoprotetor.

No entanto, devemos primeiro consultar um médico.

Os seguintes alimentos e suplementos também beneficiam a mucosa:

  • Vitamina C: De acordo com este estudo do Centro Espanhol de Alimentos e Nutrição, é muito bem absorvido pela mucosa.
  • Aloe Vera: É o que afirma esta pesquisa realizada pela Universidade de Poznan.
  • Sementes de linhaça embebidas em água: A linhaça, de acordo com este estudo da Universidade Federal Fluminense (Brasil), não danifica a mucosa intestinal.
  • Tanchagem (Plantago major): Conforme declarado nesta pesquisa realizada pela Universidade Maior de San Simón (Bolívia).
Suco de cenoura

A digestão começa na boca

A alimentação saudável só é alcançada com a assimilação adequada dos nutrientes e, para isso, é essencial mastigar bem os alimentos. Devemos engoli-los quando estiverem completamente esmagados e misturados com a saliva.

A saliva contém enzimas digestivas que ajudam o estômago a não se esforçar demais. As pessoas que sofrem de hérnia de hiato tendem a mastigar pouco e, nesses casos, o estômago rejeita os alimentos através do refluxo gástrico. Isto é o que afirma esta pesquisa realizada pelo Hospital Militar de Ensino Dr. Joaquín Castillo Duany (Cuba).

Como disse Gandhi, 

Deveríamos comer como se bebêssemos e beber como se comêssemos.

Para fazê-lo corretamente, podemos tentar comer conscientemente, evitando muitos estímulos (conversas importantes, televisão etc.).

Um antigo remédio

Antigamente, era recomendado fazer uma novena (nove dias), tomando o preparado do suco de um quarto de uma batata grande crua (aproximadamente um quarto ou um terço de um copo) bem lavada e descascada, misturada com duas colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem.

No entanto, não há evidências científicas para comprovar a eficácia, por isso é melhor consultar um médico primeiro.

Outras dicas

Algumas dessas dicas vão aliviar o desconforto causado pela hérnia hiatal:

  • Evite fumar, pois isso ajuda a irritar o esôfago. De fato, este estudo realizado pelo Hospital Universitário Ramón y Cajal (Madri) relaciona esse hábito ao aparecimento de úlceras pépticas.
  • Verifique com seu médico se estiver tomando algum tipo de medicamento. Isso pode ser importante.
  • É melhor não forçar o estômago e fazer refeições frequentes e pequenas.
  • Evite alimentos e bebidas muito frios ou muito quentes.
  • Não é conveniente beber água durante a refeição. De preferência, o faremos até uma hora antes ou depois da digestão.
  • Nas refeições, vamos comer alimentos crus e naturais primeiro e depois os alimentos cozidos.

Imagens cortesia de Food Thinkers

  • Abrahão, L. J., Lemme, E. M. D. O., Carvalho, B. B., Alvariz, A., Aguero, G. C. C., & Schechter, R. B. (2006). Relação entre o tamanho de hérnia hiatal e tempo de exposição ácida esofágica nas doenças do refluxo erosiva e não-erosiva. Arquivos de Gastroenterologia. https://doi.org/10.1590/S0004-28032006000100010
  • Gunasekaran, Thirumazhisai S. et al. The Journal of Pediatrics , Volume 123 , Issue 1 , 148 – 154. Efficacy and safety of omeprazole for severe gastroesophageal reflux in children.
  • Lopes, C., Okamoto, K., Mota, G., Gonsaga, F., Viana, H., & Tessutti, L. (2012). O método Pilates no tratamento da hérnia de disco. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia Do Exercício. https://doi.org/ISSN 1981-9900
  • Macêdo, L. C. De, Ribeiro, C. D., Silva Junior, J. R. Da, Silva Júnior, W. R. Da, & Vasconcelos, D. D. A. (2008). Efeitos imediatos da quiropraxia na hérnia de disco cervical: estudo de caso. Revista Tema.