Remédios naturais para as gengivas inflamadas

22 Outubro, 2020
Para cuidar de nossas gengivas, é imprescindível aumentar a higiene bucal e consultar um dentista pelo menos uma vez ao ano para realizar uma limpeza profissional e, assim, evitar problemas como as cáries e a gengivite.

As gengivas inflamadas constituem um dos problemas periodontais mais comuns em consultas odontológicas. Esse mal é conhecido como gengivite e geralmente é causado por uma higiene bucal deficiente e outros hábitos de vida inadequados.

As bactérias e os micróbios que normalmente habitam nossa boca se multiplicam quando não prestamos a atenção adequada em nossa higiene bucal. A inflamação causada pelo excesso de bactérias deteriora os tecidos que dão sustentação aos dentes, fazendo com que terminem caindo se o problema não for tratado a tempo. Isso é conhecido como ‘periodontite’.

As gengivas inflamadas causam sensibilidade e dor na região, ficam vermelhas e, na maioria dos casos, sangram um pouco. A boa saúde bucal, e especificamente a de nossas gengivas, pode se recuperar se seguirmos algumas recomendações dos dentistas.

Remédios naturais para as gengivas inflamadas

No âmbito popular, vários remédios naturais têm sido recomendados para aliviar o desconforto causado por gengivas inflamadas. A maioria dessas receitas são feitas com ingredientes comuns, como aloe vera e suco de limão, aos quais são atribuídas várias propriedades.

Mas atenção, embora várias propriedades sejam atribuídas a esses remédios e alguns de seus elementos possam ter certo potencial, não está cientificamente comprovado que sejam 100% eficazes e que não tenham nenhum tipo de efeito secundário.

Os pesquisadores afirmam que é preciso continuar investigando as propriedades desses ingredientes para conhecer e determinar sua utilidade em humanos.

Se você se atrever a experimentar algum desses remédios, lembre-se de que não está provado que eles vão eliminar o problema ou que, no seu caso, vão lhe trazer alívio. Portanto, em todo caso, considere-os como um complemento à prescrição do médico.

Aloe vera

A aloe vera é uma planta de uso comum à qual são atribuídas propriedades antifúngicas, anti-inflamatórias, antibacterianas e cicatrizantes, por isso também tem sido usada no combate à gengivite.

De fato, em um estudo recente, foi demonstrado que ela pode proporcionar algum alívio quando usada como enxaguatório bucal, pois contribuiria para reduzir a inflamação.

Se você não quiser preparar um enxaguante bucal de aloe vera para usar após a escovação, pode pegar um talo de aloe vera, descascá-lo e lavá-lo com bastante água e, em seguida, colocar o gel de aloe vera diretamente na gengiva inflamada. Lembre-se de não engolir!

Leia também: 8 alimentos que não se deve comer quando tem inflamação

Cravo-da-índia

O cravo-da-índia é uma especiaria muito utilizada na gastronomia. Possui propriedades anestésicas e antibacterianas, por isso se considera que pode ajudar a aliviar a dor causada pela inflamação das gengivas.

Ingredientes

  • 5 cravos-da-índia.
  • 1 xícara de água (250 ml).

Procedimento

  • Prepare um enxaguante bucal colocando 5 cravos-da-índia em uma xícara de água quente.
  • Deixe esfriar antes de usar.

Água com sal

Água com sal

Esse remédio para tratar as gengivas inflamadas era o favorito das nossas avós. Acredita-se que a água salgada poderia servir para desinflamar toda a cavidade bucal e eliminar as bactérias prejudiciais.

Para tirar proveito de suas virtudes, basta fazer uma mistura de água salgada e enxaguar a boca por alguns minutos antes e depois da escovação.

Considera-se que esse remédio pode ser mais eficaz se preparado com sal marinho, no entanto, isso não está cientificamente comprovado.

Sal e gengibre

Outro dos produtos usados para tratar a inflamação das gengivas é o gengibre. Essa peculiar raiz de sabor picante tem propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e antioxidantes que podem ajudar a obter certo alívio.

Ingredientes

  • Um pedaço pequeno de gengibre
  • Uma pitada de sal

Procedimento

  • Pegue o pedaço de gengibre e moa até obter uma pasta.
  • Junte o sal e, se necessário, acrescente algumas gotas de água para obter a consistência de uma pasta não muito espessa.
  • Use a mistura para fazer massagens nas gengivas inflamadas.

Descubra: Remédios naturais com gengibre para náuseas

Gengivas inflamadas? Recomendações a se considerar

As gengivas inflamadas prejudicam os tecidos que circundam os dentes, gerando mau hálito e, em muitos casos, pode levar à possível perda dos dentes.

O sangramento decorrente dessa condição pode se tornar um terreno fértil para micróbios e bactérias oportunistas. Dessa forma, podem se desenvolver infecções graves e ocorrer sua propagação para outros dentes.

Existem algumas predisposições clínicas para sofrer de gengivas inflamadas. Algumas doenças que atacam o sistema imunológico, junto com uma má nutrição, podem aumentar o risco de apresentar essa condição.

Portanto, é importante incluir fibras em sua alimentação diária, ingerindo cereais e sementes. Outros conselhos úteis são:

  • Acrescentar mais vegetais verdes, como o brócolis e os aspargos, que são uma fonte importante de ácido fólico e vitamina C.
  • Evitar o consumo de açúcar refinado e farinhas brancas, já que esses alimentos estimulam a proliferação de bactérias e deterioram sua saúde bucal.
  • O uso de aparelhos dentais e de próteses removíveis pode interferir na higiene bucal apropriada. É imprescindível aprender a realizar a higiene, melhorar certos hábitos e, em geral, reforçar os cuidados com a boca.

Por fim, consultar periodicamente o dentista para fazer uma limpeza profissional duas vezes ao ano (1 vez a cada 6 meses) também ajudará a evitar complicações. A prevenção é a melhor forma de evitar esse doloroso problema.

  • Najeeb S, Zafar MS, Khurshid Z, Zohaib S, Almas K. The Role of Nutrition in Periodontal Health: An Update. Nutrients. 2016;8(9):530. Published 2016 Aug 30. doi:10.3390/nu8090530
  • Vázquez, B., Avila, G., Segura, D., & Escalante, B. (1996). Antiinflammatory activity of extracts from Aloe vera gel. Journal of Ethnopharmacology55(1), 69–75. https://doi.org/10.1016/S0378-8741(96)01476-6
  • Barboza JN, da Silva Maia Bezerra Filho C, Silva RO, Medeiros JVR, de Sousa DP. An Overview on the Anti-inflammatory Potential and Antioxidant Profile of Eugenol. Oxid Med Cell Longev. 2018;2018:3957262. Published 2018 Oct 22. doi:10.1155/2018/3957262