Fisiologia da tireoide

Para que a tireoide possa realizar seu trabalho adequadamente, é necessário consumir iodo regularmente através da dieta.

A fisiologia da tireoide é fundamental para o organismo. Esta glândula endócrina secreta dois hormônios determinantes para a saúde: a tiroxina, ou T4, e o tri-iodotironina, ou T3. Ambos atuam na regulação do crescimento e desenvolvimento. Também intervêm no metabolismo celular e na termogênese, ou geração de calor pelo corpo.

Da mesma forma, os hormônios da tireoide incidem sobre o sistema cardiovascular, o sistema nervoso central e os órgãos reprodutores. O excesso ou deficiência dos hormônios da tireoide no corpo causam diferentes efeitos adversos sobre o organismo.

A partir dos processos que fazem parte da fisiologia da tireoide, são sintetizados ou liberados os hormônios T3 e T4.

Toda essa atividade é controlada pelo hipotálamo, que produz um hormônio chamado TRH, que atua sobre a hipófise e estimula a tireoide. A hipófise, por sua vez, origina o hormônio THS, que induz a tireoide a secretar os hormônios no sangue.

O controle sobre a secreção dos hormônios da tireoide

Mulher com dor de garganta

A secreção destes hormônios envolve a participação do hipotálamo e da hipófise. A maneira como ocorre a estimulação da síntese e liberação dos hormônios da tireoide pode ser resumida em cinco passos:

  1. A THS estimula a atividade de algumas células da tireoide.
  2. O hormônio THR chega na hipófise e gera o estímulo necessário para que ela produza o hormônio THS.
  3. As células da tireoide encarregadas dessa função liberam o T3 e o T4 no sangue, até os níveis se normalizarem.
  4. Quando os níveis de T3 são altos, é inibida a liberação de hormônios a partir do hipotálamo e, portanto, a partir da hipófise.
  5. Quando os níveis de T3 e T4 estão baixos, são produzidos sinais que estimulam o hipotálamo para que produza o hormônio THR.

Como se vê, trata-se de um processo de retroalimentação entre o hipotálamo, a hipófise e a própria glândula tireoide.

Falando da fisiologia da tireoide de forma coloquial, o THS “liga” ou “desliga” a glândula.

Fisiologia da tireoide e síntese dos hormônios

Médico analisando garganta de paciente

Para que seja realizada a síntese dos hormônios da tireoide, são necessários três elementos: iodo, tiroglobulina e tireoperoxidase. O iodo provém de fontes externas. É adquirido através da alimentação e é absolutamente necessário para o correto funcionamento da fisiologia da tireoide.

A tiroglobulina é uma proteína sintetizada nas células foliculares da tireoide. A tireoperoxidase, por sua vez, é uma enzima que também é produzida pela tireoide. Quando os três elementos estão presentes (iodo, tiroglobulina e tireoperoxidase), ocorre o processo de síntese e liberação dos hormônios da tireoide, através de quatro etapas.

  • Captação do iodo. A tireoide recolhe o iodo circundante.
  • Conversão do iodeto em iodo orgânico. Esse passo inclui:

– Conversão do iodeto em iodo livre.
– Incorporação do iodo livre à molécula de tirosina.
– Formação das iodotironinas.

  • Acoplamento de monoiodotirosina (MIT) e diiodotirosina (DIT) para originar o T3. E acoplamento de duas moléculas de DIT para formar T4, graças à ação da tireoperoxidase.
  • Secreção dos hormônios da tireoide. É o processo pelo qual os hormônios da tireoide são liberados no sangue. Essa etapa é regulada pelo hormônio THS da hipófise.

Como se vê, a fisiologia da tireoide é um processo complexo e muito preciso. O mau funcionamento de todo esse sistema pode dar origem a doenças como o hipertireoidismo ou o hipotireoidismo.

Ação dos hormônios da tireoide

Mulher no médico fazendo exame da tireoide

Os hormônios da tireoide são decisivos para o bom funcionamento do organismo. Eles atuam de muitas maneiras, dentre as quais se destacam as seguintes:

  • Aumentam o aporte de oxigênio aos tecidos, contribuindo assim para regular o bom funcionamento do sistema cardiovascular.
  • Aumenta a absorção de proteínas e carboidratos no tubo digestivo.
  • Intervêm no desenvolvimento fetal e no crescimento durante a infância.
  • Facilitam a capacidade do organismo para transportar o oxigênio.
  • Regulam a tensão arterial e a temperatura do corpo.
  • Favorecem o crescimento normal dos neurônios.
  • Facilitam a síntese de proteínas e de glicogênio.
  • Favorecem a absorção de gorduras.

Em síntese, os hormônios da tireoide têm uma participação fundamental no metabolismo. Basicamente, regulam os processos energéticos e os otimizam, sobretudo nas fases de mudança pelas quais o corpo passa ao longo da vida, sendo fundamentais para o nosso bem-estar.

Recomendados para você