Como baixar a ferritina alta?

11 Agosto, 2020
Ter ferritina alta pode causar cansaço, dores abdominais e articulares e escurecimento da pele.
 

A ferritina é uma das proteínas que interfere no metabolismo do ferro. Ela é responsável por armazená-lo em certas células do nosso corpo para que tenhamos reservas quando necessário. Ter ferritina alta no sangue pode ser um sinal de que algo está errado com o nosso corpo.

A maior parte da ferritina é encontrada no fígado, mas há uma quantidade que circula no sangue. Dessa forma, quando medimos a quantidade de ferritina no sangue, também podemos estimar a concentração de ferro dessa pessoa.

O ferro é essencial para a hemoglobina dos glóbulos vermelhos se unir ao oxigênio e transportá-lo para todas as nossas células. Neste artigo, explicaremos o que acontece quando a ferritina está alta no sangue e como diminuí-la.

O que significa ter ferritina alta?

Como mencionamos, a ferritina é uma proteína que permite que o ferro seja armazenado nas células. Quando a concentração no sangue é medida, podemos saber se as reservas de ferro estão altas, baixas ou dentro dos limites normais.

Níveis normais de ferritina no sangue estão entre 12 e 300 nanogramas/mililitro em homens. No caso das mulheres, a normalidade está entre 12 e 150 ng/ml. Essa diferença se deve ao fato de as mulheres perderem uma quantidade significativa de ferro com a menstruação.

Ferritina alta no sangue
 

Ter ferritina alta significa que os níveis de ferro também estão altos. Essa situação pode ocorrer devido a várias causas, como danos no fígado. Outras causas que podemos encontrar são:

  • Ingestão frequente ou em excesso de álcool.
  • Processos inflamatórios. Eles podem ocorrer em muitas doenças, como o câncer.
  • Uma dieta muito rica em ferro.
  • Anemia. Este caso é complexo. A ideia é que, por ser uma deficiência de ferro, o corpo tente supri-la aumentando a quantidade de ferritina circulante e, portanto, o ferro disponível.
  • Transfusões de sangue.
  • Síndrome de ativação de macrófagos. É uma patologia na qual as células do sistema imunológico, chamadas macrófagos, ficam mais ativadas do que o normal. São células nas quais a ferritina também é armazenada.

Não podemos nos esquecer de que apresentar ferritina alta também depende de fatores genéticos. De fato, existe uma doença herdada, chamada de hemocromatose, que é precisamente o fato de haver um acúmulo excessivo de ferro.

Leia também: Hiperfosfatemia: altos níveis de fosfato no sangue

Quais sintomas podem ocorrer?

Normalmente, as pessoas são assintomáticas no início, mas alguns sintomas podem aparecer ao longo do tempo. Primeiro, a pessoa geralmente se sente cansada e fraca. 

 

Também é típico que ocorram dores abdominais ou articulares em pessoas com alta ferritina. A pele geralmente fica mais escura. Até problemas cardíacos podem aparecer como consequência.

Receitas para combater a anemia

Você pode se interessar: Atenção ao excesso de ferro no organismo

Como a ferritina alta é tratada?

Para diminuir os níveis de ferritina, existem certas opções de tratamento. Primeiro, tente reduzir o consumo de alimentos muito ricos em ferro, como o espinafre, fígado de boi ou carne vermelha.

Além disso, geralmente é recomendado ingerir quelatos. Quelatos são substâncias que se ligam aos metais encontrados no sangue, como o ferro, e permitem que sejam eliminados.

Outra opção é a realização de uma flebotomia. Trata-se de uma técnica que envolve a retirada de sangue da pessoa com ferritina alta. Ela precisa ser repetida várias vezes para baixar os níveis. Além disso, exige exames de sangue frequentes para verificá-la.

O que devemos lembrar é que é importante ir ao médico com relativa frequência e fazer exames de sangue. Através dessa medição simples, muitos parâmetros importantes para a saúde podem ser conhecidos, como o nível de ferritina.

 
  • ¿Cómo interpretar los aumentos de la ferritina sérica? – Artículos – IntraMed. (n.d.). Retrieved April 23, 2020, from https://www.intramed.net/contenidover.asp?contenidoid=87426
  • Koperdanova, M., & Cullis, J. O. (2015). Interpreting raised serum ferritin levels. BMJ (Online), 351. https://doi.org/10.1136/bmj.h3692
  • Qué significa tener la ferritina alta y cómo bajarla. (n.d.). Retrieved April 23, 2020, from https://blog.saludonnet.com/que-significa-tener-la-ferritina-alta-y-como-bajarla/
  • Ferritina Alta, ¿Cómo bajarla? – Hospital Fuensanta Madrid. (n.d.). Retrieved April 23, 2020, from https://hospitalfuensanta.com/especialidades/analisis-clinicos/ferritina-alta-como-bajarla/