Guia sobre o uso de enxaguantes bucais

6 de maio de 2020
Os enxaguantes bucais podem ser usados ​​diariamente, de forma preventiva, ou como tratamentos específicos para determinadas condições dentárias. Existe uma grande variedades de enxaguantes bucais com diferentes aplicações.

Os enxaguantes bucais são um complemento para a escovação, mas nunca podem substituí-la. Se você usar este complemento de higiene bucal junto com o fio dental, contribuirá para manter uma boca sempre saudável.

Muitos pensam que o uso do enxaguante bucal após as refeições permite evitar o acúmulo de placa bacteriana e o aparecimento de cáries; no entanto, não é bem assim. Para escolher o melhor enxaguante para o seu caso específico, converse com um profissional de saúde bucal.

Enxaguantes bucais com ou sem álcool

Ao escolher um enxaguante bucal, você pode levar em consideração o seu teor alcoólico. Além da sua ação antisséptica, em muitos casos o álcool é necessário para diluir alguns dos componentes do produto.

Se o enxaguante contém álcool, você não deve engoli-lo ou usá-lo continuamente. A longo prazo, o uso de enxaguantes bucais com álcool pode afetar as mucosas orais. No entanto, existem alternativas sem álcool no mercado.

Alguns enxaguantes bucais contêm CPC – cloreto de cetilpiridínio – que é seguro e eficaz . É um ingrediente que ajuda a impedir o acúmulo de germes.

Enxaguante bucal

Tipos de enxaguantes bucais

Os enxaguantes bucais estão divididos em dois grandes grupos: aqueles para uso diário e os voltados para tratamentos. Os de tratamento são indicados para solucionar problemas como inflamação na gengiva, sensibilidade dentária ou feridas na boca, entre outros.

Em geral, os enxaguantes bucais devem ser utilizados meia hora após a escovação, pois os componentes da pasta podem interferir na sua eficácia. A seguir, falaremos sobre os tipos mais usados.

Halitose ou mau hálito

Se você sofre de halitose, o mais importante é conhecer a causa, embora sua origem geralmente seja o resultado da putrefação bacteriana quando restos de alimentos permanecem na boca. Os enxaguantes bucais para o tratamento do mau hálito contêm ingredientes como peróxido de hidrogênio, zinco, clorexidina e triclosan.

Recomenda-se fazer bochechos com 15 ml de enxaguante bucal não diluído, por 30 segundospelo menos 2 vezes ao dia ou após cada escovação. Para maior eficácia, tente não enxaguar com água ou comer ou beber imediatamente após o uso.

Leia também: Como combater a halitose estomacal com 5 remédios de origem natural

Problemas na gengiva

Esses problemas aparecem quando as bactérias da placa dentária se acumulam nas gengivas e provocam inflamação e sangramento. Elas podem causar a perda de parte do osso e até do dente.

Para o tratamento das gengivas, geralmente são recomendados enxaguantes bucais suaves, sem álcool. Em sua fórmula, possuem ingredientes como povidona iodada, fenóis e óleos essenciais. Os enxaguantes bucais com sais metálicos também são indicados para esses casos.

Para tratar a periodontite, a clorexidina também é indicada, já que se trata um antisséptico de amplo espectro eficaz contra a placa bacteriana.

Inflamação na gengiva
Os enxaguantes bucais podem ser indicados para tratar algumas gengivites.

Enxaguante bucal contra as cáries

As cáries são um dos problemas bucais mais comuns e podem ser evitadas com um tratamento adequado de higiene e fluoretação. A fluoretação ajuda a manter a superfície do dente intacta e a impedir que ela se torne porosa, obstruindo a entrada de bactérias.

Os enxaguantes bucais que contêm flúor em sua composição são de grande ajuda, pois o que se busca é fortalecer o esmalte dos dentes.

Xerostomia ou boca seca

Se você tem tendência à boca seca devido à baixa produção de saliva, tem um risco maior de desenvolver infecções bacterianas, pois a saliva não está cumprindo sua função protetora. Por esse motivo, recomenda-se o uso de um enxaguante bucal adequado que, além de refrescar, atue como medida preventiva. Eles são ricos em sais minerais, vitamina E e flúor.

Você também pode se interessar: 5 remédios caseiros para aliviar a boca seca

Ortodontia

Se você usa aparelho ortodôntico, é necessário usar um enxaguante bucal porque a escovação, nesses casos, não é suficiente. Com o uso do enxaguante bucal, você alcança áreas de difícil acesso ao escovar, garantindo um cuidado bucal abrangente.

Faça bochechos com 15 ml de enxaguante bucal não diluído, por 30 segundos, pelo menos 2 vezes ao dia ou após cada escovação.

Conclusão sobre o uso de enxaguantes bucais

O uso de enxaguantes bucais remove restos de comida de locais onde a escova não chega. Portanto, além de refrescar o hálito, eles ajudam a manter uma saúde bucal adequada.

Existem indicações específicas para o uso terapêutico dos enxaguantes bucais. São casos nos quais um profissional de odontologia pode orientá-lo a escolher a opção mais acertada.

  • Hábitos de higiene bucal y su influencia sobre la frecuencia de caries dental. (2008). Acta Pediátrica de México.

  • Díaz Soriano, A. M., Pérez Vargas, L. F., Castro Rodríguez, A. F., Montesinos Mateos, A., Montoros Chávez, E., Morales Sauri, W., … Paredes Pérez, H. (2014). Efecto de los colutorios orales con fluoruro de sodio al 0.05% y agua con sal al 5% sobre la placa bacteriana y el ph salival. Odontología Sanmarquina. https://doi.org/10.15381/os.v8i1.2994

  • Gonçalves, É. M., Vasconcelos, Â. M., Maia, C. R. N. P., Freitas, R. A., Carlos, M. X., & Lima, D. L. F. (2009). Investigação dos ingredientes ativos presentes nos consultórios e dentifrícios encontrados no mercado brasileiro. Revista Periodontia.