Dor no seio após uma cirurgia plástica

A dor no seio após uma cirurgia plástica é comum e normal, pois os tecidos precisam se reajustar e passar por um processo de cicatrização. O que fazer a respeito disso? Descubra todos os detalhes a seguir.
Dor no seio após uma cirurgia plástica

Última atualização: 07 Abril, 2021

A dor no seio é uma das preocupações mais comuns que surgem antes de uma cirurgia da mama. A verdade é que qualquer intervenção cirúrgica tem riscos, vantagens e consequências. São procedimentos invasivos no corpo que geralmente causam dor.

Nos últimos anos, a cirurgia mamária se tornou uma das cirurgias plásticas mais realizadas. Não estamos falando apenas do aumento da mama, mas também de redução, correção de algumas malformações e inclusive retoque do formato do mamilo.

Estima-se que 1 em cada 400 mulheres tenha implantes mamários. É um número muito alto que mostra que muitas mulheres podem ter dúvidas sobre esse tipo de procedimento. Por isso, neste artigo vamos falar sobre a dor no seio após uma cirurgia plástica.

Por que podemos sentir dor no seio após uma cirurgia?

Mulher com dor no seio
A área da mama está repleta de terminações nervosas que aumentam a sua sensibilidade. Por isso, a dor após uma cirurgia de mama é normal na maioria dos casos.

A dor no seio vai depender, por motivos óbvios, da intervenção que foi realizada. Para entender por que isso ocorre, usaremos o aumento dos seios como exemplo. Esta é uma operação feita sob anestesia geral e dura cerca de duas horas.

Para fazer esta cirurgia, é necessário fazer incisões sob a mama. No entanto, as técnicas mais recentes permitem que ela seja feita através do contorno do mamilo ou através da axila. A ideia sobre a qual devemos ter clareza é que nervos sensíveis são encontrados em todas essas áreas.

Para a colocação dos implantes, deve ser aberto um espaço sob a glândula mamária, como uma bolsa. Isso é feito cortando todos os tecidos anteriores. A grande maioria das próteses é implantada sob o músculo peitoral. É um pouco mais agressivo, mas permite a amamentação mais tarde.

De qualquer forma, como mencionamos, toda essa área apresenta nervos. As incisões podem alterar as terminações nervosas que transmitem sensibilidade. Portanto, é normal que a sensibilidade no seio seja alterada após a cirurgia.

Dor no seio após o aumento da mama

Embora seja verdade que a sensibilidade costuma se alterar nas semanas após a intervenção, a maioria das mulheres recupera a normalidade sensorial com o tempo. Os nervos se regeneram facilmente.

No entanto, tanto a dor no seio quanto as pontadas no local são comuns. Além disso, devemos ter em mente que a pele precisa se esticar para acomodar o implante. Músculos e tecidos precisam ser curados, então a dor é normal.

Muitas mulheres explicam que, após o aumento da mama, fica difícil realizarem suas atividades diárias, como se vestir ou pentear o cabelo, especialmente se as próteses foram colocadas sob o músculo. No entanto, outras afirmam que é uma dor suportável.

O que fazer diante desse tipo de dor?

Mulher lendo bula de analgésico
Em alguns casos, o cirurgião pode sugerir tomar medicamentos analgésicos para aliviar a dor após a cirurgia plástica da mama.

Devemos enfatizar novamente que a dor no seio é algo fisiológico e natural durante a readaptação dos tecidos. Além disso, as incisões e os pontos precisam cicatrizar adequadamente. Todo o processo leva tempo.

Porém, se a dor no seio persistir por muito tempo, é importante avaliá-la. Pode ser que tenham ocorrido algumas complicações durante a operação. Em todos os casos, os cirurgiões plásticos costumam sugerir checkups periódicos após as cirurgias.

Para melhorar a recuperação, existem algumas medidas simples. A primeira coisa é descansar o tempo que o cirurgião recomendar. Em geral, é recomendado evitar esforços e a prática de esportes intensos. Na verdade, é contraindicado fazer exercícios para a parte superior do corpo por um mês ou mais.

Além disso, é preferível dormir de costas e evitar pressão na área. Os seios não devem ser massageados, nem pressionados. Da mesma forma, o sutiã deve ser específico para fornecer um bom suporte para os seios.

Em alguns casos, principalmente após a intervenção, é aconselhável tomar analgésicos para as dores no seio. Qualquer dúvida a este respeito deve ser esclarecida pelo cirurgião responsável. 

It might interest you...
O que você deve saber antes da mastectomia?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O que você deve saber antes da mastectomia?

Há ocasiões em que o câncer de mama traz como consequência uma mastectomia. Não é a primeira opção, mas às vezes é a única que poderia salvar uma v...



  • Calderón, J. M., & Carriquiry, C. (2016). Actualidad en mamoplastía de aumento. Horizonte Médico (Lima), 16(2), 54–62. https://doi.org/10.24265/horizmed.2016.v16n2.10
  • Problemas a largo plazo tras una cirugía de aumento de pecho | AECEP. (n.d.). Retrieved May 20, 2020, from https://aecep.es/2016/11/16/problemas-a-corto-plazo-tras-una-intervencion-de-aumento-de-pecho-ii/
  • Ramachandran K. Breast augmentation. Indian J Plast Surg. 2008;41(Suppl):S41-S47.
  • Takayanagi S. Augmentation mammaplasty using implants: a review. Arch Plast Surg. 2012;39(5):448-451. doi:10.5999/aps.2012.39.5.448
  • Broyles JM, Tuffaha SH, Williams EH, Glickman L, George TA, Lee Dellon A. Pain after breast surgery: Etiology, diagnosis, and definitive management. Microsurgery. 2016;36(7):535-538. doi:10.1002/micr.30055
  • Spivey TL, Gutowski ED, Zinboonyahgoon N, et al. Chronic Pain After Breast Surgery: A Prospective, Observational Study. Ann Surg Oncol. 2018;25(10):2917-2924. doi:10.1245/s10434-018-6644-x
  • Vadivelu N, Schreck M, Lopez J, Kodumudi G, Narayan D. Pain after mastectomy and breast reconstruction. Am Surg. 2008;74(4):285-296.
  • Urits I, Lavin C, Patel M, et al. Chronic Pain Following Cosmetic Breast Surgery: A Comprehensive Review. Pain Ther. 2020;9(1):71-82. doi:10.1007/s40122-020-00150-y
  • Ducic, I., Zakaria, H. M., Felder, J. M., & Fantus, S. (2014). Nerve Injuries in Aesthetic Breast Surgery: Systematic Review and Treatment Options. Aesthetic Surgery Journal, 34(6), 841–856. https://doi.org/10.1177/1090820×14536726