Dor no sacro ilíaco: quando ficar sentado é insuportável

12 Outubro, 2020
Visto que a dor no sacro ilíaco pode decorrer de diferentes causas, é importante consultar um médico antes de tomar qualquer medicamento ou se submeter a um tratamento alternativo.

Há um ponto muito delicado em nossas costas que se situa exatamente onde a coluna e a pélvis se conectam. É uma articulação forte que é responsável por suportar o peso da metade superior do corpo humano. Se ficar inflamada, ocorrerá uma dor intensa e aguda nesse local chamado de sacro ilíaco.

A referida inflamação é denominada “sacroileíte” e é sentida principalmente ao se sentar e se levantar, assim como ao executar outros movimentos. Pode piorar pouco a pouco, até chegar ao ponto em que ficar sentado se torna quase insuportável para a pessoa.

Há também quem acredite que esse tipo de condição articular é uma consequência direta do estilo de vida sedentário. No entanto, isso não é totalmente verdade. De fato, a dor no sacro ilíaco pode estar associada a várias questões, como:

  • Artrite.
  • Gravidez.
  • Traumatismos.
  • Processos infecciosos.

A dor do sacro ilíaco pode aparecer por causa de uma hérnia de disco?

Febre, uma dor aguda na parte inferior das costas que desce pelo quadril, chegando até os glúteos e as coxas… E se for uma hérnia de disco?

Em geral, um paciente com sacroileíte sente um desconforto cada vez mais intenso quando se levanta de manhã da cama ou quando fica sentado por algumas horas. Portanto, não é aconselhável esperar que piore, sendo necessário marcar uma consulta com o médico o mais rápido possível.

Algo que deve ser levado em consideração desde o início é que esse tipo de inflamação localizada em uma ou em ambas as articulações sacroilíacas não é fácil de diagnosticar.

Como comentamos anteriormente, é comum que a dor seja associada a outros problemas de saúde, como uma hérnia de disco ou até mesmo a clássica dor lombar.

Tipos de dor no sacro ilíaco

  • Uma delas tem a ver com uma simples inflamação localizada nas articulações que compõem o sacro.
  • A outra está relacionada a um movimento em falso ou movimentos incorretos realizados durante muito tempo.

Por exemplo, se você tem um problema no tornozelo devido a uma lesão ou entorse e caminha incorretamente por um tempo, a região do sacro ilíaco se ressente e a dor aparece (sem inflamação).

Outros incômodos relacionados

  • Febre.
  • Rigidez nas costas.
  • Dor na área da região lombar que irradia para as extremidades inferiores.
  • Desconforto intenso ao subir escadas, sentar, girar na cama e caminhar mais do que o normal.

Quais seriam as possíveis causas?

As causas da sacroileíte podem ser muito diversas, por isso o médico deve fazer uma avaliação completa no paciente para detectar qual pode ser a causa do problema.

Algumas das possíveis causas são:

  • Lúpus
  • Psoríase.
  • Artrite ou artrose.
  • Infecções como a osteomielite.
  • Infecções nas vias urinárias.
  • Doença de Crohn (devido a seus processos inflamatórios).
  • Lesões nessa área. Uma queda forte, por exemplo, costuma ser uma das causas mais comuns.
  • Gravidez e, principalmente, o peso do bebê sobre essa região da mulher pode trazer uma dor intensa no sacro.

Qual é o tratamento da sacroileíte?

A fisioterapia e os exercícios podem ser suficientes para alguns pacientes com radiculopatia. No entanto, existem alguns que precisam de medicamentos e outras intervenções.

Antes de recorrer a qualquer tratamento, mesmo que seja caseiro ou natural, é necessário obter uma avaliação médica, realizar radiografias, ressonância magnética, exames analíticos e passar por um exame físico para que o médico possa realizar o diagnóstico.

As abordagens terapêuticas mais comuns – e gerais  para reduzir a dor e a inflamação incluem as seguintes estratégias:

  • Natação.
  • Fisioterapia.
  • Medicamentos anti-inflamatórios, relaxantes musculares ou infiltrações de cortisona.
  • Desnervação por radiofrequência. Essa opção deve ser avaliada por um especialista e se baseia na destruição do tecido nervoso que causa dor nas articulações.
  • Implantação de um estimulador elétrico na área problemática também é outra opção que deve ser avaliada pelo especialista.

A dor no saco ilíaco persiste? Consulte seu médico

Para concluir, como vimos, a dor no sacro ilíaco pode ter várias origens. Por isso mesmo, é muito importante procurar um médico para realizar uma avaliação. Com base nisso, você poderá obter um diagnóstico e tratamento adequados para começar a melhorar.

Lembre-se de que junto com o tratamento prescrito pelo profissional, será fundamental manter bons hábitos de vida para poder agregar bem-estar à sua vida e não mais desconfortos.