Principais doenças transmitidas por mosquitos

As doenças transmitidas por mosquitos são muito comuns em países com climas tropicais. Neste artigo, vamos explicar quais são os sintomas e as opções de tratamento de todas estas patologias para que você possa identificá-las.
Principais doenças transmitidas por mosquitos

Última atualização: 16 Abril, 2021

Muitas infecções causadas por bactérias, vírus e parasitas são transmitidas por insetos. Um dos maiores vetores em todo o mundo são os mosquitos. A seguir, falaremos sobre as principais doenças transmitidas por mosquitos e como elas podem ser tratadas.

Atualmente, as doenças transmitidas por insetos são um sério problema de saúde pública em vários países. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, elas matam 700 mil pessoas por ano em todo o mundo. Apesar dos esforços para controlá-las, vários fatores ambientais e sociais complicam esta tarefa.

As doenças transmitidas por mosquitos

Todos os insetos capazes de transmitir doenças são conhecidos como vetores. Destacam-se alguns artrópodes como os mosquitos, as moscas, os triatomíneos e os carrapatos. Todos estes transportam os micro-organismos que causam infecções de um hospedeiro para o outro.

A transmissão de patógenos pode ser biológica e mecânica, ou seja, relacionada ou não à ingestão de sangue do inseto. Nesse sentido, quando o inseto é biológico, será necessário que o vírus, parasita ou bactéria complete seu ciclo de vida.

De todos os vetores existentes, os mosquitos são os mais conhecidos. Isso talvez se deva ao grande número de doenças que eles podem transmitir. Todas elas são transmitidas biologicamente, ou seja, o mosquito deve ingerir sangue de um paciente doente para se tornar um vetor.

Existem 3 gêneros diferentes de mosquitos. Todos eles têm características diferentes e são capazes de transmitir doenças específicas. Os 3 gêneros conhecidos são Anopheles, Aedes e Culex.

Usar repelente
O uso de repelentes é indicado como medida preventiva para frear os vetores.

Malária

Uma das principais doenças transmitidas por mosquitos é o paludismo ou malária. Esta palavra faz referência ao mau ar e é conhecida desta maneira porque acreditava-se que a mesma era transmitida através do ambiente.

Esta infecção é provocada por parasitas do gênero Plasmodium, embora as espécies possam mudar dependendo da localização geográfica. Eles são transmitidos por mosquitos do gênero Anopheles, por isso é muito comum observar a doença em países de clima tropical.

O ciclo de vida desses parasitas é complexo. A principal complicação é a anemia, pois eles infectam os glóbulos vermelhos do hospedeiro, se multiplicam dentro deles e, após 48 ou 72 horas, os rompem.

Sintomas

As manifestações clínicas aparecem entre 10 e 15 dias após a picada do mosquito. O principal sintoma em pessoas com malária é a febre acima de 38 °C, intercalada com períodos em que a temperatura se mantém normal.

Além disso, também pode ocorrer icterícia (coloração amarelada da pele e mucosas), calafrios e transpiração intensa, dores musculares, náuseas e vômitos, fraqueza generalizada e convulsões graves.

Tratamento

O tratamento da infecção varia dependendo da espécie que a causar. Tendo em vista que os agentes etiológicos mais frequentes são o P. vivax e o P. falciparum, o tratamento será baseado no uso de cloroquina associada à primaquina.

Quando há suspeita de resistência à cloroquina, a mesma poderá ser combinada com alguns derivados da artemisinina, com antibióticos (doxiciclina ou clindamicina) ou com mefloquina e artesunato. Além disso, fluidos intravenosos podem ser necessários.

Dengue

Outra das doenças mais comuns transmitidas por mosquitos é a dengue. Essa infecção é provocada pelo vírus da dengue, que pertence à família Flaviviridae. Possui 4 sorotipos diferentes chamados DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.

Esse vírus é transmitido por mosquitos do gênero Aedes, em grande parte pela espécie Aedes aegypti. Esta é uma doença característica de países tropicais e subtropicais. No entanto, de acordo com estudos da OMS, já houve casos em todo o mundo e ocorrem até 390 milhões de infecções por ano.

Sintomas

O período de incubação do vírus no corpo humano pode variar entre 4 e 10 dias após a picada. O principal sintoma apresentado é febre acima de 40 °C, contínua e sem predominância horária. Em algumas ocasiões há também erupção corporal e inchaço dos gânglios linfáticos.

Como se isso não bastasse, muitos pacientes apresentam os seguintes sintomas:

  • Dor nos músculos, ossos e articulações.
  • Fraqueza no corpo
  • Dor atrás dos olhos
  • Náusea e vomitos

Tratamento

Atualmente não existe um tratamento específico para a dengue, por isso a opção terapêutica será voltada para o tratamento dos sintomas. O principal medicamento utilizado é o acetaminofeno ou paracetamol para reduzir a febre, além da reposição adequada de líquidos.

Os sintomas e a própria infecção geralmente desaparecem entre 2 a 7 dias. No entanto, se houver complicações, deve ser mantida sob constante supervisão médica.

Febre amarela

Esta é uma das doenças transmitidas por mosquitos mais perigosas e mortais que existem. É bastante comum na América Latina e na África Subsaariana. É causada pelo vírus da febre amarela, que pertence à família Flaviviridae.

A febre amarela é transmitida, em grande parte, por mosquitos do gênero Aedes, especificamente da espécie Aedes aegypti, embora aqueles que pertencem ao gênero Haemogogus também sejam capazes de transmiti-la.

Essa infecção deve seu nome à icterícia que alguns pacientes apresentam, de modo que a pele pode ficar amarelada. 15% dos infectados desenvolvem complicações graves e, em média, metade deles morre em 7 a 10 dias.

Sintomas

Os sintomas da doença podem aparecer entre 3 a 6 dias após a picada do mosquito. É conveniente dividi-la em duas fases: uma aguda e outra tóxica. Cada uma terá uma sintomatologia diferente.

  • Fase aguda: é o período inicial da doença, no qual os pacientes apresentam febre, dores musculares, náuseas, vômitos e perda de apetite. No entanto, os sinais desaparecem em 3 a 4 dias.
  • Fase tóxica: uma pequena parte dos pacientes pode entrar na fase tóxica após o desaparecimento dos sintomas da fase aguda. Nesse ponto, há um comprometimento sistêmico, resultando em insuficiência hepática, renal e cardíaca.

Tratamento

Infelizmente não existe um tratamento antiviral específico para a febre amarela. No entanto, o atendimento imediato reduz o risco de complicações. Dessa forma, é necessário atacar precocemente todos os sintomas, de modo que a febre seja reduzida e a reposição adequada de líquidos seja realizada.

Existe uma imunização para a sua prevenção. Uma única dose da vacina é suficiente para conferir imunidade e proteção por toda a vida.

Zika

Exame para detectar zika virus
A zika teve surtos recentes que destacaram a sua importância na epidemiologia atual.

A zika é uma infecção viral descoberta na década de 1940. É causada por um flavivírus e transmitida por mosquitos do gênero Aedes. Esta doença é comum em países de clima tropical na América Latina, África e Ásia.

Na atualidade, surtos desta doença foram registrados em mais de 83 países ao redor do mundo. Embora não costume ser fatal, pode causar abortos espontâneos e defeitos congênitos graves, como a microcefalia, lesões articulares e oculares, lesões cerebrais e redução dos movimentos do corpo em mulheres grávidas.

Sintomas

Os sintomas desta doença são muito leves. Na verdade, a maioria dos pacientes é assintomática. Nos casos em que a apresentação clínica é evidente, os sintomas geralmente aparecem entre 3 e 14 dias após a picada do mosquito, com febre baixa, erupções cutâneas, dores nas articulações e músculos, fraqueza geral e olhos vermelhos.

Foram reportados alguns poucos casos em que o vírus da Zika estava relacionado a danos nos nervos periféricos e ao aparecimento da síndrome de Guillain-Barré.

Tratamento

Como os sintomas não são graves, nenhum tratamento específico é necessário. Basta diminuir a febre e as dores musculares. Além disso, os sintomas desaparecem espontaneamente após uma semana.

Chikungunya

Esta é uma infecção causada pelo vírus chikungunya, e é transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti. No entanto, outras espécies do mesmo gênero também podem ser portadoras do vírus.

A palavra chikungunya vem da África e sua tradução literal é “encurvado de dor”. Isso se deve às fortes dores musculares que causa. Antes de 2013 a patologia só era encontrada na Ásia, África, Europa e Oceano Índico. No entanto, no final daquele ano, vários surtos foram registrados em países da América Latina e Caribe.

Sintomas

Os sintomas da chikungunya geralmente não variam muito daqueles causados ​​por outras doenças transmitidas por mosquitos. Entre 3 e 7 dias após serem picados por um mosquito infectado, os pacientes podem apresentar os seguintes sintomas:

  • Febre alta: superior a 39 °C.
  • Dor: forte nos músculos e articulações com dor de cabeça.
  • Inflamação: nas articulações e nódulos linfáticos.
  • Erupções cutâneas.

Tratamento

Assim como acontece com a Zika, esta doença não tem um tratamento específico e os sintomas geralmente desaparecem dentro de uma semana. No entanto, é recomendável beber bastante líquido, descansar e reduzir a febre com antipiréticos, como o paracetamol.

Doenças transmitidas por mosquitos
A dedetização de residências e ambientes de trabalho é importante em regiões com alta circulação dessas doenças.

Como prevenir as doenças transmitidas por mosquitos?

Se você mora em países de clima tropical onde essas doenças são endêmicas, o mais aconselhável é o uso constante de repelente. Além disso, o uso de mosquiteiros à noite evita as picadas durante o sono. No caso específico da febre amarela, é necessário estar com a vacinação em dia.

Por outro lado, a melhor forma de prevenir esse tipo de infecção é erradicar o habitat do vetor. Para isso, é necessário eliminar todos os tipos de fontes de água parada em casa, visto que este é o seu meio de reprodução. Outra dica útil é a dedetização constante da área residencial e de trabalho.

Pode interessar a você...
Pomada caseira para aliviar picadas de mosquito
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Pomada caseira para aliviar picadas de mosquito

Algumas substâncias, como os óleos essenciais de lavanda, camomila, citronela e amêndoas são ótimas para aliviar a coceira das picadas de mosquito.



  • Organización Mundial de la Salud. Enfermedades transmitidas por vectores [Internet]. Who.int. 2020. Available from: https://www.who.int/es/news-room/fact-sheets/detail/vector-borne-
  • Varo, Rosauro, et al. “Adjunctive therapy for severe malaria: a review and critical appraisal.” Malaria journal 17.1 (2018): 1-18.diseases#:~:text=Los%20mosquitos%20son%20los%20vectores,tambi%C3%A9n%20son%20vectores%20de%20enfermedades.
  • Ganeshkumar, Parasuraman, et al. “Dengue infection in India: A systematic review and meta-analysis.” PLoS neglected tropical diseases 12.7 (2018): e0006618.
  • Vyas J. Malaria [Internet]. MedlinePlus Medical Encyclopedia. 2019. Available from: https://medlineplus.gov/ency/article/000621.htm.
  • Comité de Medicamentos de la Asociación Española de Pediatría. Pediamécum. Edición 2015. ISSN 2531-2464. Disponible en: https://www.aeped.es/comite-medicamentos/pediamecum/primaquina.
  • Padilla, Julio César, et al. “Epidemiología de las principales enfermedades transmitidas por vectores en Colombia, 1990-2016.” Biomédica 37 (2017): 27-40.
  • Mehta, Ravi, et al. “The neurological complications of chikungunya virus: a systematic review.” Reviews in medical virology 28.3 (2018): e1978.
  • Valdés, Miguel Ángel Serra. “Yellow Fever: It worth a review in the current epidemiological context.” MediSur 15.1 (2017): 63-70.
  • Centers for Disease Control and Prevention. Symptoms and Treatment | Dengue | CDC [Internet]. Cdc.gov. 2020. Available from: https://www.cdc.gov/dengue/symptoms/index.html.
  • Abushouk, Abdelrahman Ibrahim, Ahmed Negida, and Hussien Ahmed. “An updated review of Zika virus.” Journal of Clinical Virology 84 (2016): 53-58.
  • Plourde, Anna R., and Evan M. Bloch. “A literature review of Zika virus.” Emerging infectious diseases 22.7 (2016): 1185.
  • Organización Panamericana de la Salud. Fiebre amarilla – OPS/OMS [Internet]. Paho.org. Available from: https://www.paho.org/es/temas/fiebre-amarilla.
  • Moreno Payo, Virginia. “Malaria: aparición de formas farmacorresistentes a artemisinina en P. falciparum.” (2016).
  • Personal de Mayo Clinic. Fiebre amarilla – Síntomas y causas [Internet]. Mayo Clinic. 2019. Available from: https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/yellow-fever/symptoms-causes/syc-20353045.
  • Centers for Disease Control and Prevention. Zika Symptoms [Internet]. CDC. 2019. Available from: https://www.cdc.gov/zika/symptoms/symptoms.html.
  • Vyas J. Chikungunya virus [Internet]. MedlinePlus Medical Encyclopedia. 2019. Available from: https://medlineplus.gov/ency/patientinstructions/000821.htm