Qual é a relação entre a disfunção erétil e a diabetes?

Uma das complicações da diabetes nos homens é o desenvolvimento da disfunção erétil. Saiba qual é a relação entre elas a seguir.
Qual é a relação entre a disfunção erétil e a diabetes?

Última atualização: 01 Abril, 2021

A diabetes é uma doença que, embora muitos não saibam, afeta praticamente todo o nosso organismo. No caso dos homens, o aspecto sexual também pode ser afetado, já que a diabetes pode ser a causa de distúrbios como a disfunção erétil. O que fazer para enfrentar estas doenças? 

A diabetes é uma patologia que consiste no fato de o nosso corpo não produzir insulina suficiente ou não ser capaz de utilizá-la corretamente. A insulina é a substância que permite que a glicose passe para dentro das nossas células. Quando isso acontece, os níveis de glicose no sangue aumentam.

Por outro lado, a disfunção erétil ocorre quando o homem é incapaz de conseguir uma ereção. Em alguns casos, ele tem ereção, mas não consegue mantê-la por um tempo suficiente para fazer sexo.

Infelizmente, a diabetes é uma doença cuja incidência está aumentando dramaticamente. Além disso, sabemos que ela aumenta o risco de disfunção erétil em até três vezes. Por isso, neste artigo explicamos como ambas as patologias estão relacionadas e o que fazer para melhorar a situação.

Como a disfunção erétil e a diabetes estão relacionadas?

Casal com problemas na cama
Os homens com diabetes apresentam um risco até três vezes maior de sofrer de problemas sexuais, como a disfunção erétil.

Como já mencionamos, a diabetes (especialmente do tipo 2) aumenta consideravelmente o risco de sofrer de disfunção erétil. A disfunção é uma situação que aumenta sua incidência à medida que o homem envelhece.

Na verdade, vários estudos afirmam que esse problema afeta quase 50% dos homens com mais de 60 anos de idade. É algo multifatorial que acaba causando problemas na autoestima e nas relações de quem o sofre.

A diabetes causa altos níveis de glicose no sangue. Quando esses níveis não são controlados de perto, a glicose acaba danificando os tecidos, principalmente os vasos sanguíneos e os nervos.

Esta é a primeira maneira pela qual a diabetes está relacionada à disfunção erétil. Ao alterar os nervos, as sensações procedentes do pênis também são modificadas. Ou seja, a sensibilidade fica bastante reduzida e, com ela, a capacidade de ter uma ereção.

Além disso, as ereções ocorrem porque os vasos sanguíneos do pênis se enchem de sangue. Quando ocorre um dano nesses vasos, fica muito mais difícil que as mesmas ocorram.

Por outro lado, parece que a diabetes também lesa as fibras musculares do pênis, impedindo que elas relaxem. Por não ser capaz de se distender, torna-se mais difícil encher o tecido de sangue, assim como os vasos sanguíneos.

Outros fatores que influenciam a disfunção erétil

Explicamos como a diabetes está diretamente relacionada à disfunção erétil. No entanto, existem outros aspectos importantes para entender essa relação. Como bem sabemos, a diabetes está associada a muitas outras patologias.

É importante saber que a diabetes anda de mãos dadas com outros problemas de saúde, como obesidade, pressão arterial elevada, doenças cardíacas, alterações lipídicas, etc… Todos eles podem aumentar o risco de sofrer de disfunção erétil.

Devemos destacar o fato de que qualquer problema no aparelho circulatório afetará a possibilidade de ter uma ereção. Portanto, uma pessoa que, além da diabetes, tenha alguma outra doença, como a hipertensão, terá um alto risco de disfunção.

Você pode estar interessado: Como a diabetes afeta a saúde mental?

O que podemos fazer para evitar a disfunção erétil?

Homem tomando viagra
A linha de tratamento contra a disfunção erétil deve ser indicada por um médico. Em geral, inclui mudanças no estilo de vida e alguns medicamentos.

A diabetes é uma doença influenciada por muitos fatores. Para o tratamento, além dos medicamentos, levar um estilo de vida saudável é muito importante. É essencial fazer exercícios e manter uma dieta adequada.

Essas medidas podem ajudar significativamente a melhorar a disfunção erétil. Da mesma forma, o álcool e o cigarro devem ser evitados, pois está comprovado que também agravam a patologia.

Além disso, existem certos medicamentos e dispositivos que ajudam a conseguir uma ereção, caso a situação não seja resolvida com essas medidas. O medicamento mais conhecido é o sildenafil (Viagra), embora existam muitos outros.

A bomba de vácuo é um tipo de tubo colocado sobre o pênis. Inclui uma bomba que estimula a chegada do sangue ao pênis e permite a ereção. É importante consultar um médico para que ele ajude o paciente a escolher a melhor solução.

Conclusão

A diabetes pode causar disfunção erétil pois pode afetar tanto os nervos quanto os vasos sanguíneos do pênis. O ideal é que, nesta situação, o paciente consulte um médico para encontrar a melhor solução para o problema.

Pode interessar a você...
Como a diabetes afeta a visão?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como a diabetes afeta a visão?

O diabético é um doente crônico, e todo o seu organismo é alterado pela doença. Descubra como a diabetes afeta a visão neste artigo.