No que consiste a dieta paleolítica?

Antes de adotar a dieta paleolítica é importante consultar um nutricionista para saber se ela é viável no seu caso, principalmente se você tiver algum tipo de deficiência nutricional.

Você já ouviu falar sobre a dieta paleolítica? Você sabe do que se trata? Se você respondeu “sim” à primeira pergunta, mas “não” à segunda, ou se não tiver certeza, não se preocupe. A dieta paleolítica se tornou uma moda que às vezes seguimos mesmo sem entendê-la completamente.

A boa notícia é que ela tem efeitos positivos que vale a pena conhecer. Então, continue lendo pois vamos falar um pouco sobre isso.

O que é a dieta paleolítica?

Vamos começar com o básico: entender no que consiste a dieta paleolítica e de onde vem esse estilo de alimentação. A dieta paleolítica tenta copiar a alimentação que o ser humano costumava seguir quando era caçador, antes da atual civilização.

Isto se baseia na ideia de que esses primeiros humanos estavam livres das doenças modernas que nos afetam nos dias atuais: diabetes, problemas cardíacos e câncer, só para mencionar algumas.

Devido a esta concepção, esta dieta é baseada no consumo de:

  • Carnes e seus derivados menos processados
  • Vegetais naturais
  • Frutas orgânicas e sazonais
  • Sementes e oleaginosas de boa qualidade

Os alimentos que estão completamente fora da lista são:

  • Qualquer carne e derivado processado, congelado ou que tenha sido tratado de qualquer forma
  • Grãos processados
  • Açúcares químicos
  • Qualquer comida que não seja encontrada na natureza

A dieta paleolítica em benefício da tolerância à glicose

Intolerância à glicose

Um dos aspectos em que consiste a dieta paleolítica é reduzir a quantidade de calorias consumidas, mas aumentando sua qualidade. Isso se traduz diretamente em uma melhoria nos níveis de glicose no sangue e na eliminação de gordura.

Embora você continue a comer carne e gordura, elas serão naturais e de boa qualidade. Portanto, você obterá os benefícios de que precisa sem acrescentar problemas à sua saúde.

Isso foi comprovado em um estudo que comparou a mudança nas pessoas que seguiam a dieta mediterrânea e adotaram a dieta paleolítica. Também foi visto que a gordura corporal diminuiu e um peso mais saudável foi alcançado; até 5 quilos a menos.

Redução dos níveis de pressão arterial

Outro estudo descobriu que, além de ajudar a perder quilos extras, a dieta paleolítica também reduz a pressão arterial sistólica. Esta é uma boa notícia se o seu médico lhe recomendou monitorá-la ou se você já está tendo sérios problemas com ela.

Claro, lembre-se de que para manter o efeito, é necessário entender o que é a dieta paleolítica e segui-la por um longo período de tempo. Muito deste efeito é devido ao fato de que o sal é um dos alimentos descartados nesta dieta.

A gordura acumulada nos órgãos internos é reduzida

Pessoa obesa

Outro dos estudos que foram feitos para entender no que consiste a dieta paleolítica mostrou que as células e os órgãos internos desintoxicam e reduzem a quantidade de gordura acumulada. Isso resulta em menos doenças, inflamação e problemas relacionados à síndrome metabólica.

Você notará o efeito na perda de centímetros nas medidas de sua cintura. No caso específico do estudo, uma perda de 4,5 kg no peso corporal, redução do colesterol, glicose sérica e pressão foram detectados.

O que você deve considerar ao seguir a dieta paleolítica?

Embora tenhamos citado estudos relevantes, há algumas coisas que você deve levar em conta antes de seguir esta dieta:

  • Os resultados não são decisivos porque ainda não foram realizados estudos suficientes. Isso significa que pode haver aspectos negativos que ainda não conhecemos. No entanto, fazer esta dieta com a revisão do seu nutricionista ainda é uma boa opção.
  • Você deve sempre levar em consideração sua condição física e médica. É normal que, ao adotar a dieta paleolítica, de repente você tenha tonturas e alguns outros desconfortos físicos.

Embora você deva aprender a reconhecer estes sintomas para agir a tempo, eles são normais. Eles ocorrem devido à eliminação dos carboidratos e açúcares, entre outros.

  • Nem sempre será fácil seguir esta dieta, basicamente porque o mundo atual não está projetado para a vida que era seguida há milhares de anos. Isso significa que você terá que aprender a tomar decisões inteligentes em relação ao que come, quando e onde.

Vale a pena iniciar uma dieta paleolítica?

Alimentos saudáveis e naturais

Sim, contanto que você faça isso com a supervisão de um especialista em saúde ou nutrição. Lembre-se de que algumas pessoas devem evitar carnes por razões médicas (aqueles que sofrem de doenças renais, por exemplo).

Então, antes de fazer mudanças radicais, converse com seu médico para ver se essa dieta é viável para você.

Categorias: Perder peso Tags:
Recomendados para você