Dieta eficaz para combater o colesterol ruim

15 de julho de 2018
Fazer parte do grupo de pessoas afetadas pelo colesterol ruim é algo preocupante. Com esta dieta saudável, seus indicadores elevados diminuirão e você regulará essa condição.

Hipercolesterolemia é o termo médico usado para designar níveis elevados de colesterol. Esta é uma das condições de saúde mais comuns atualmente. Seu desfecho pode ser fatal a longo prazo, uma vez que gera sérios problemas cardíacos. Pensando nisso, neste artigo falaremos sobre uma dieta eficaz para combater o colesterol ruim.

Em grande medida, a suscetibilidade ao colesterol elevado depende de fatores genéticos. No entanto, o elemento mais incidente no desenvolvimento da hipercolesterolemia é a má alimentação e a falta de atividade física.

A dieta que vamos apresentar também pode ser aplicada se você já tiver valores um pouco altos ou inadequados.

O que você deve saber sobre o colesterol

Em termos gerais, é uma molécula gordurosa necessária para a vida. É encontrada no sangue e nas células de animais e pessoas. Nosso corpo precisa de hormônios, ácidos biliares, vitamina D e outras substâncias.

No entanto, um aumento desses valores no sangue pode ser perigoso para o bem-estar físico. Isso ocorre porque ele começa a se acumular nas artérias, impedindo a circulação adequada do sangue, o que resulta no que conhecemos como hipertensão arterial.

Homem com pressão alta

Além disso, o acúmulo de colesterol pode obstruir completamente a artéria, o que causa a morte celular dos tecidos que pararam de receber sangue. Da mesma forma, pode causar trombos, um tipo de placa que começa a viajar através do sangue.

Estes trombos podem chegar à uma artéria muito fina e bloqueá-la, o que resulta no que é geralmente chamado de ACV (acidente vascular cerebral) ou infarto do miocárdio, quando a artéria afetada é a coronária.

Tipos de colesterol

Como é uma molécula de gordura, não pode viajar livremente no sangue, que é aquoso. Portanto, é transportado com um elemento chamado lipoproteína. Dependendo do tipo de lipoproteína, diremos que o colesterol é bom ou ruim.

  • Lipoproteínas de baixa densidade: se encarrega de levar o colesterol ao sangue e aos tecidos.
  • Lipoproteínas de alta densidade: é responsável por coletar o colesterol estagnado nos tecidos, levando-os diretamente ao fígado para serem eliminados.

O colesterol de baixa densidade é o que devemos diminuir porque ele bloqueia as artérias. É por isso que é conhecido como colesterol “ruim”. Por sua vez, o colesterol de alta densidade é considerado “bom”, já que favorece a limpeza do colesterol ruim.

Quer saber mais? Leia: Os 6 melhores alimentos para aumentar os níveis de colesterol bom (HDL)

Alimentos ricos em colesterol

A base para evitar ou diminuir valores altos é uma dieta adequada. Para isso, devemos saber quais alimentos contêm colesterol e quais não contêm. Alguns dos produtos alimentares com níveis mais elevados deste elemento são os seguintes:

Carne vermelha

  • Carnes vermelhas, embutidos e vísceras.
  • Amêijoas, mexilhões e camarões.
  • Gema de ovos.
  • Leite integral, iogurtes integrais, queijos gordurosos, nata e creme de leite.
  • Manteiga.

Alimentos sem colesterol

Felizmente, existem compostos que podem ser usados ​​para evitar os indicadores elevados desta molécula ou ajudá-lo a combater o colesterol ruim se você já o tiver:

  • Fibra: possui propriedades que impedem a absorção do colesterol no intestino.
  • Antioxidantes: evitam que se eles se fixem nas artérias.
  • Ácidos graxos insaturados: eles aumentam a produção do que conhecemos como colesterol bom.

Dieta para combater o colesterol ruim

Aqui estão algumas dicas para construir uma dieta que permita reduzir o colesterol ruim.

Leia também: 5 táticas naturais para controlar o colesterol alto

Alimentação saudável para o coração

  • Abundância de frutas e vegetais: é recomendável que você coma 5 porções diárias de frutas e vegetais, pois eles fornecerão fibras e antioxidantes.
  • Aumentar o consumo de peixe: o peixe é rico em ômega 3, que reduz o colesterol. O ideal é consumir peixe branco 4 vezes por semana e peixe oleoso duas vezes por semana.
  • Reduzir a ingestão de carne vermelha: a carne vermelha, devido ao seu alto teor de colesterol, deve ser ingerida apenas uma vez por semana.
  • Consumir oleaginosas: as oleaginosas possuem ácidos graxos poli-insaturados, que reduzem essa molécula.
  • Consumir cereais integrais e leguminosas: estes produtos impedem a absorção deste elemento graças ao seu teor de fibras. Tente consumir grãos integrais e leguminosas diariamente.
  • Consumir um mínimo de açúcar: este elemento pode elevar os níveis de colesterol, por isso é importante minimizar o consumo.
  • Evitar frituras: seus compostos em excesso são prejudiciais se você quiser controlar seus níveis de colesterol ruim.
  • Ingerir azeite de oliva: mesmo sendo uma gordura, ela é poli-insaturada, por isso é recomendada no lugar dos óleos animais. Você também pode consumir óleo de girassol e canola.
  • Moderar o consumo de ovos: dê preferência à clara do ovo, pois ela não contém o colesterol.

Por fim, complemente sua dieta com atividade física diária. Também tenha em mente que, se você tiver níveis elevados de colesterol, a medicação pode ser necessária, então o ideal é pedir o aconselhamento de um médico.

Recomendados para você