Dia Europeu da Fonoaudiologia: o que é a Fonoaudiologia?

Os distúrbios da comunicação impedem o bem-estar social e reduzem a natureza do desenvolvimento coletivo do homem. É isso que a Fonoaudiologia busca combater com as suas estratégias. Saiba mais a seguir!
Dia Europeu da Fonoaudiologia: o que é a Fonoaudiologia?

Última atualização: 13 Julho, 2021

O Dia Europeu da Fonoaudiologia – comemorado no dia 6 de março de cada ano – é um lembrete e um incentivo à importância da comunicação. Mas o que é a terapia da fala? Em essência, é conhecida como a disciplina responsável pela avaliação, diagnóstico, prevenção, investigação e tratamento das dificuldades de comunicação nos seres humanos.

Também conhecida como “terapia da linguagem”, não tem restrições quanto à idade da pessoa, uma vez que a compreensão e a expressão da linguagem podem ser abordadas em diferentes etapas. Dessa forma, a comemoração do dia busca trazer informações sobre os distúrbios de comunicação que existem e como eles podem ser tratados.

Em quais problemas a terapia da fala pode se concentrar?

As áreas de atuação da Fonoaudiologia são extensas, pois os problemas de linguagem, fala, voz, audição, comunicação e deglutição são de sua competência comunicativa.

Problemas de linguagem

Este ramo cobre problemas de linguagem abrangentes e expressivos, bem como mistos. Muitas vezes ocorrem complicações e atrasos na externalização das ideias, bem como na sua assimilação. Algumas dificuldades desse tipo são disfasia, dislexia (legastenia) e afasia.

Problemas de fala

Trata-se dos incômodos que partem da articulação e da emissão de sons que são compreendidos pelo receptor. A disfemia (gagueira) e a disartria se aplicam a essas complicações. Esta última é uma deficiência na articulação dos sons devido à paralisia dos centros nervosos que controlam os órgãos da fonação.

Problemas de voz

A voz parte da vibração das cordas vocais, mas o uso incorreto pode levar a grandes dificuldades. As consequências dos maus hábitos vocais podem ser a perda parcial ou total do timbre normal da voz, edema de Reinke, pólipos e nódulos.

Problema de audição

Está relacionado a pessoas com deficiência auditiva ou crianças que fizeram implante coclear. A reabilitação acústica precisa focar no ritmo e na intensidade que a voz deve ter para se comunicar de forma eficaz.

Problemas de comunicação

A comunicação requer estratégias e métodos que sejam fluidos e claros nas ideias que são formuladas. Também existe a expressão de sentimentos como parte deste ramo. Resumindo, os conhecidos sistemas de comunicação alternativa são levados em consideração.

Problemas de deglutição

Os conflitos de deglutição podem ser no esôfago, faringe, boca e vários nervos. Porém, o fonoaudiólogo se concentra na avaliação da faringe e da deglutição oral, bem como na mobilidade e sensibilidade da área.

Problemas de deglutição
Por meio da terapia fonoaudiológica, são abordados os problemas relacionados à fala, comunicação, deglutição, entre outros.

Objetivos da celebração do Dia Europeu da Fonoaudiologia

Os objetivos do Dia Europeu da Fonoaudiologia são dar visibilidade à disciplina e conscientizar sobre a importância da comunicação em qualquer idade. Desde 2004, o Comitê Permanente de Articulação de Fonoaudiólogos (CPLOL) definiu o dia 6 de março para que a onda expansiva de comunicação alcançasse todos os cantos.

Outro ponto nevrálgico da comemoração é encontrar uma forma de ajudar as pessoas com deficiência de comunicação para que possam alcançar o bem-estar que a socialização proporciona. O lema desta temporada é “A comunicação é tudo, e a terapia da fala e da linguagem é a chave.”

Temas do Dia Europeu da Fonoaudiologia

Todos os anos, o Dia Europeu da Fonoaudiologia incide em diferentes temas de ajuda para promover soluções para os problemas de comunicação.

Multilinguismo

O tema de 2014 foi o multilinguismo e abordou as estratégias adequadas para que as opções de comunicação em um ambiente multicultural sejam expandidas em vez de limitadas. A ênfase foi colocada na importância do apoio dos pais ou parentes próximos para favorecer uma linguagem adequada.

Distúrbios neurológicos adquiridos da comunicação

Em 2015, buscou-se valorizar e sensibilizar os casos de distúrbios neurológicos adquiridos da comunicação. Isso incluiu pessoas com dificuldades no sistema nervoso central, que tiveram seus canais de comunicação reduzidos devido à perda de funções que não tinham conflitos no passado.

Dispraxia

Em 2016, chamou a atenção para a dispraxia verbalÉ um transtorno que prejudica o planejamento fonético e fonológico. No entanto, por meio da terapia da fala, a condição da pessoa afetada pode ser significativamente melhorada e as suas possibilidades na sociedade aumentadas.

Disfagia

A preocupação em 2017 foi com a dificuldade de engolir algum alimento após a mastigação. Está relacionada aos problemas de deglutição já mencionados.

Comunicação aumentativa e alternativa

Uma das estratégias mais interessantes dos fonoaudiólogos aconteceu em 2018, uma vez que a comunicação aumentativa e alternativa foi exaltada. Nada mais é do que qualquer contribuição ou complemento ao discurso que facilite a compreensão do interlocutor. Inclui escrita, gestos com auxílio das extremidades, expressões faciais muito marcadas, entre outros.

Transtornos do espectro autista

Os transtornos do espectro autista (TEA) formam parte de um transtorno neurológico que impede a comunicação normal e a interação social. Esse tema abordado em 2019 é muito delicado para o fonoaudiólogo, pois há dificuldade em saber com certeza o que se passa na cabeça do paciente.

Dificuldades de leitura e escrita

Em 2020, as deficiências de leitura e escrita ganharam corpo. A seleção do tema esteve relacionada ao fato de que muitos pais encaram as dificuldades de aprendizagem de forma leviana e não percebem que a causa pode estar nos problemas de comunicação. Desta forma, crianças e adultos são rotulados quando existem determinadas formas de tratamento da Fonoaudiologia.

Tecnologias digitais de teleprática

Desta vez, em 2021, o isolamento físico resultado da pandemia fez com que as rotinas e costumes da maioria das pessoas mudasse. Isso deu origem a um novo normal que se estabeleceu mais do que o esperado, onde as tecnologias de teleprática digital se tornaram presentes.

Nesse sentido, o setor fonoaudiológico quer dar cada vez mais espaço à referida teleprática para que a evolução dos afetados não pare e o trabalho seja feito com segurança.

Tecnologias digitais de teleprática
Em 2021, o Dia Europeu da Fonoaudiologia promoveu a teleprática para dar continuidade aos processos dos pacientes apesar das medidas de quarentena.

Um dos objetivos do Dia Europeu da Fonoaudiologia é explicar quando é a hora de ir a um fonoaudiólogo para tratar as dificuldades de comunicação. Portanto, a ida a um fonoaudiólogo deve ser considerada quando ocorrer o seguinte:

  • Inconvenientes incessantes para engolir.
  • Dificuldades associadas à voz.
  • Deficiência em compreender e interpretar as informações fornecidas.
  • Uso de linguagem incoerente e falta de ilação.
  • Problemas para articular sons básicos.
  • Modulação confusa.

O que lembrar sobre o Dia Europeu da Fonoaudiologia?

O Dia Europeu da Fonoaudiologia deixa como reflexão e recomendação o fato de se atentar para comportamentos comunicativos estranhos. Assim, a detecção precoce de um problema pode aumentar as chances de evolução com o tratamento.

Em resumo, o objetivo é que a maioria dos distúrbios de comunicação existentes seja tratada, visando melhorar a qualidade de vida e as relações sociais. A comunicação é, sem dúvida, uma janela de oportunidades.

Pode interessar a você...
6 exercícios para ajudar crianças com problemas de linguagem
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
6 exercícios para ajudar crianças com problemas de linguagem

A leitura pode ser uma boa ferramenta para ajudar crianças com problemas de linguagem, pois as ajuda com o vocabulário e as estruturas sintáticas.