Devemos esquecer a traição e salvar a relação?

· 23 de novembro de 2018
A traição pode quebrar até os mais sólidos vínculos, mas quando se trata de amor, perdoar abre novos caminhos e faz com que a relação fique ainda mais fortalecida.

Talvez você esteja passando por uma situação difícil. Às vezes, nas relações, acontecem affairs. As chances são infinitas quando falamos em se ter uma aventura.

Uma terceira pessoa apareceu em sua relação? É possível salvar o relacionamento esquecendo a traição?

O adultério existe desde que o casamento foi inventado. Inclusive, durante muito tempo, os homens tiveram licença para trair sem consequências; apoiados por teorias biológicas e evolutivas que justificavam sua necessidade de serem infiéis.

O avanço da sociedade permitiu condenar este ato, devido à importância do casamento como base da sociedade.

Enfrentar e lidar com uma traição não é tarefa simples, e em muitos casos, pode significar a ruptura da relação; porém, se existe interesse de ambas partes em continuar, não se tem razão para terminar o relacionamento.

O assunto é como os envolvidos resolvem o problema, pois determinadas atitudes podem criar obstáculos na reconciliação.

É possível recuperar-se de uma traição?

Mulher cometendo traição com um homem

A confiança é a base de toda relação. Requer tempo e esforço construí-la, mas para rompê-la é uma questão de segundos.

Você foi traído? É normal passar por momentos de negação, choque, ira, raiva, depressão, desespero e confusão. No entanto, depois das primeiras emoções, é possível entrar no dilema: Salvar a relação significa esquecer a infidelidade?

Existem dois aspectos que devem ser considerados para dar uma segunda chance para o infiel. O primeiro é o amor e o outro é o arrependimento. Caso ame seu parceiro e este se encontrar sinceramente arrependido, são condições de extrema importância para superar a situação.

Caso tenha decidido salvar sua relação, siga estes outros conselhos:

Conversem

A comunicação é a chave de todas as relações. Sente-se com seu parceiro e conversem. Pergunte o que aconteceu para precisar buscar outra pessoa. Evite que as emoções te controlem.

Passem um tempo separados

Tomar um descanso do compromisso pode ser essencial para salvar um casamento. Passar um tempo afastado um do outro pode ajudar a analisar quais são os verdadeiros problemas da relação. 

Façam mudanças

Já choraram, já brigaram e já gritaram. Agora é preciso curar tudo isso. Vão para a praia ou algum local que ainda não conhecem.

Pensem nas coisas que os aproximaram no início. Dependendo das razões pelas quais seu parceiro tenha sido infiel, tente realizar mudanças.

Não perca: 10 coisas que casais saudáveis fazem juntos

Busque terapia de casal

Se, apesar de colocarem em prática os conselhos anteriores, não conseguiram superar a situação, busque terapia de casal.

Participe da terapia, siga as sugestões de um profissional e salve sua relação.

Quais são as causas da traição?

Casal cometendo uma traição

Mesmo que cada caso tenha componentes específicos, existem razões comuns para as infidelidades. Quais são as causas que levam as pessoas a serem infiéis?

  • Desamor: percebe-se que o amor acabou porque já não existe intensidade sexual e romântica como nos primeiros passos da relação.
  • Insegurança: a pessoa se sente inferior com relação ao parceiro, e a infidelidade serve para reafirmar seu valor no mercado amoroso; assim como para aumentar a autoestima.
  • Monotonia: ainda que a relação possa ser satisfatória em termos gerais, em algum momento, algumas das partes fica entediada e quer provar algo diferente.

Descubra: Como manter a atração pelo parceiro?

Existe um lado positivo?

Mesmo que, às vezes, seja difícil de compreender, a traição pode ter um aspecto positivo. Pode significar renovação do relacionamento. Graças a este caos, alguns casais encontram um novo começo, têm conversas profundas com honestidade e abertura, como não tinham há décadas.

Estar a ponto de perder algo importante consegue revalorizar a relação, e os parceiros sexualmente apáticos reavivam a faísca. O medo da perda reforça o desejo.

As aventuras podem ter uma dupla perspectiva: por um lado, dano e traição, e por outro lado, crescimento e autodescobrimento.

Assim, é possível salvar o relacionamento esquecendo a traição e começando um novo caminho.

Em resumo, lembre-se de que para conseguir uma recuperação é fundamental que ambos estejam dispostos.

Batista da Costa, C., & Mara Bosetto Cenci, C. (2014). A Relação Conjugal Diante da Infidelidade: A Perspectiva do Homem Infiel. Pensando Famílias.