Como podemos depurar as nossas emoções?

Nem todas as nossas emoções negativas são prejudiciais, mas devemos saber controlá-las. Os altos e baixos e a falta de controle das nossas reações podem ser prejudiciais para o nosso bem-estar emocional. Saiba mais a seguir.
Como podemos depurar as nossas emoções?

Última atualização: 20 Outubro, 2021

O detox emocional é um conceito pouco conhecido, mas muito necessário para manter o bem-estar interior. Muitas vezes, este aspecto é ignorado em detrimento da saúde física, algo totalmente errado.

Se não nos sentirmos bem a nível emocional, dificilmente poderemos ter uma existência plena, feliz e completa. Portanto, é importante que, de vez em quando, ajudemos nossa mente a depurar as nossas emoções.

5 emoções tóxicas que acumulamos com frequência

Nem todas as emoções negativas são prejudiciais. Por exemplo, a tristeza e a raiva cumprem uma certa função, apesar da sua má reputação.

No entanto, a falta de controle de qualquer uma das nossas reações, mesmo de alegria, pode ser prejudicial para o bem-estar emocional.

Entender as emoções

Por isso, o importante é controlar as nossas emoções para que elas não nos prejudiquem. Assim, uma irritação pode se manter como tal, sem dar lugar a uma explosão de raiva; a tristeza, por outro lado, tem que ser controlada para que não se transforme em depressão.

Da mesma forma, não podemos permitir que o ressentimento, a culpa ou a insatisfação se transformem em estados emocionais permanentes. O efeito cumulativo é altamente tóxico para a nossa saúde. Vamos ver mais detalhes a seguir:

  • Raiva. Pode ajudar a nos proteger, mas a verdade é que é um extremo que não devemos ultrapassar. Pode levar à agressão verbal ou física em situações extremas.
  • Ressentimento. Ser incapaz de virar a página e perdoar nos faz ficar presos ao passado. Ele determina a nossa vida presente e futura e a condiciona a uma dor emocional constante.
  • Insatisfação. Sentir-se insatisfeito pode nos ajudar a melhorar. No entanto, quando esse estado emocional é constante, perdemos nossos sonhos de vista e nos bloqueamos. Isso nos faz ficar estagnados e perpetuar o desconforto.
  • Culpa. Sentir-se culpado enche nossas mentes de constantes censuras, reclamações, arrependimentos e preocupações.
  • Medo. É útil para nos alertar sobre a possibilidade da nossa integridade ser comprometida. No entanto, pode atrapalhar nosso progresso e se tornar uma limitação quando perde o sentido.

Como fazer um detox emocional?

Em primeiro lugar, devemos deixar claro que precisamos de tempo para fazer um detox emocional. Além disso, assim como quando bebemos muito álcool, teremos um período de ressaca. Essa ressaca emocional é composta por culpa, raiva contínua, dificuldade para dormir, tristeza, etc.

Sabendo disso, seremos capazes de parar de “beber das emoções negativas” e iniciaremos o processo de limpeza emocional de que tanto precisamos. Os sintomas desaparecerão e nossos sentidos serão fiéis à realidade.

1. Torne-se um observador consciente das suas emoções

Precisamos entender que, quando estamos sob a influência das nossas emoções e inseguranças, nos deterioramos muito. Não estamos interpretando as coisas com precisão e somos muito propensos a dizer ou fazer coisas das quais podemos nos arrepender mais tarde.

Diante desses problemas, o importante é que tenhamos consciência de que somos egocêntricos. Depurar nossas emoções, aceitá-las e reconhecê-las leva à reflexão.

Muitas vezes nos sentimos insatisfeitos, com raiva ou culpados? Reagimos desproporcionalmente quando o que esperamos não acontece?

Podemos começar a escrever um diário emocional e anotar as emoções que experimentamos a cada dia e a sua intensidade. Vamos investigar essas reações e nomeá-las. Com certeza ficaremos surpresos.

Se aprendermos a identificar as nossas emoções rapidamente, ficaremos cientes do nosso estado de embriaguez, o que nos permitirá uma retirada a tempo que se mostrará extraordinariamente vantajosa para o nosso equilíbrio vital.

Ser você mesmo

2. Dê a si mesmo permissão para vivenciar as suas emoções

Parece difícil aceitar e vivenciar as nossas emoções porque, ao longo das nossas vidas, tentamos escondê-las e negá-las. Precisamos aprender a não temê-las e a ser honestos com nós mesmos.

Esta é a única forma de gerenciá-las e não permitir que o inverso aconteça.

Recomendamos que você leia: Aprenda a eliminar os pensamentos negativos

3. Faça uma dieta emocional

Vamos parar de consumir aquelas emoções que percebemos que nos machucam. Vamos esquecer a reclamação e a vitimização, a raiva, o ressentimento, a culpa, o medo ou qualquer uma das emoções que nos incomodam.

Caminhar pela vida pode ser difícil para uma pessoa intoxicada pelas suas emoções. No entanto, é ainda mais difícil pensar em seguir em frente, sem boicotar seu progresso ou a realização dos seus objetivos.

A única maneira de superar esse desejo é tomar consciência de que existe a possibilidade de haver algo dentro de nós que alimenta o medo. Depurar as nossas emoções nos ajudará a aprender que merecemos atingir os nossos objetivos.

Temer nossas realizações tem a ver, em grande parte, com a nossa incapacidade de tolerar a incerteza. Estamos doentes de certeza porque não confiamos na nossa capacidade de lidar com o que está por vir.

Por isso, é aconselhável que, de vez em quando, façamos esse processo de limpeza emocional, para não deixar que o desconforto gerado pela intoxicação afete o nosso bem-estar.

Sejamos mais flexíveis e seremos mais felizes

Precisamos ter tudo amarrado, recolocado e verificado mil vezes. Isso gera um acúmulo de toxinas que desequilibra nosso interior e nos impede de estar em paz com nós mesmos.

Se estivermos embriagados, lembremo-nos de que só existe uma pessoa neste mundo que nos impedirá de alcançar o alto, e essa pessoa somos nós mesmos. Vamos tentar fazer um detox emocional para vencer os nossos demônios.

Pode interessar a você...
Qual é a importância de expressar as nossas emoções?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Qual é a importância de expressar as nossas emoções?

Você já se perguntou alguma vez qual é a importância de expressar nossas emoções? Se reter as emoções é algo bom ou ruim? Confira a resposta.



  • Molerio Pérez Osana, García Romagosa Georgina. Influencia del estrés y las emociones en la hipertensión arterial esencial. Rev cubana med  [Internet]. 2004  Jun [citado  2018  Dic  18] ;  43( 2-3 ). Disponible en: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-75232004000200007&lng=es.
  • Piqueras Rodríguez, José Antonio, Ramos Linares, Victoriano, Martínez González, Agustín Ernesto, Oblitas Guadalupe, Luis Armando, EMOCIONES NEGATIVAS Y SU IMPACTO EN LA SALUD MENTAL Y FÍSICA. Suma Psicológica [en linea] 2009, 16 (Diciembre-Sin mes) : [Fecha de consulta: 18 de diciembre de 2018] Disponible en:<http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=134213131007ISSN 0121-4381
  • Sánchez Ureña Braulio, Ureña Bonilla Pedro. Complejo ira – hostilidad y mecanismos de afrontamiento en pacientes que han sufrido un evento cardiovascular. Rev. costarric. cardiol  [Internet]. 2011  June [cited  2018  Dec  18] ;  13( 1 ): 13-18. Available from: http://www.scielo.sa.cr/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1409-41422011000100003&lng=en.