Glândula tireoide: sinais que podem indicar que está com problemas

· 21 de outubro de 2015
Se ganhamos ou perdemos peso sem motivo, sofremos de dores musculares frequentes, se temos dificuldade de concentração e problemas de ansiedade ou tristeza excessiva, é provável que tenhamos algum problema relacionado à tireoide.

Caso você não saiba, a glândula tireoide desempenha um papel fundamental no organismo e no metabolismo. A tireoide tem a forma de uma borboleta e está localizada no pescoço, acima da clavícula. Se estiver desequilibrada, pode causar muitos problemas; descubra quais são no próximo a seguir.

A glândula tireoide: importante e esquecida

Muitos de nós não sabemos do impacto que esta glândula tem no nosso dia a dia até ela “dar problemas”. Em primeiro, ela é responsável por produzir muitos dos hormônios que controlam nossas atividades.

Os dois distúrbios mais frequentes da glândula tireoide são:

  • Hipertireoidismo: são produzidos mais hormônios do que o nosso organismo precisa.
  • Hipotireoidismo: não é produzida uma quantidade suficiente de hormônios.

Em relação às doenças relacionadas aos problemas da tireoide, podemos destacar as seguintes:

  • Bócio: aumento da glândula no pescoço
  • Câncer de tireoide
  • Nódulos na tireoide
  • Tireoidite: inflamação da glândula.

Cerca de 12% da população sofre de um problema da tireoide atualmente. Além disso, uma alta porcentagem também desenvolverá um desequilíbrio desse tipo ao longo de sua vida.

Leia também: 5 tratamentos para a tireoide que você pode fazer em casa

Sinais que podem indicar um problema na glândula tireoide

O corpo nos emite alertas o tempo todo, embora nem sempre os escutamos. É bom prestar atenção aos sinais que indicam um possível desequilíbrio na glândula tireoides. Por exemplo, estes são os mais importantes:

Fadiga e distúrbios do sono

A fadiga é o principal sintoma de problemas nesta glândula. Se você percebe que quer dormir o tempo todo, ou se, por mais que descanse por 10 horas seguidas você continua com sono, pode estar sofrendo de hipotireoidismo. Também se você sente que te falta força ou energia.

No caso de você não conseguir conciliar o sono ou se sentir muito ansioso ou desperto, pode ser devido ao hipertireoidismo. O motivo é que essa anomalia acelera o pulso e os batimentos cardíacos.

Sinais que podem indicar um problema na glândula tireoide

Mudanças de peso

Se você sofre com hipotireoidismo, poderá ganhar peso ou será muito difícil para você reduzi-lo. Por outro lado, se você não consegue ganhar peso, não importa o que coma, então seu problema pode estar relacionado ao hipertireoidismo.

Estado de ânimo

As alterações a nível mental são muito frequentes em pessoas com desequilíbrios na glândula tireoide. No caso do hipertireoidismo, essas alteração estão relacionadas à ansiedade, ataques de pânico, estar sempre a “mil por hora” e ter dificuldade de concentração.

Quando se trata de hipotireoidismo, depressão, tristeza e fadiga são comuns. Isso ocorre porque os níveis de serotonina são altos. Também pode haver casos de falta de memória.

Problemas intestinais

Aqueles que têm hipotireoidismo podem ter sérios problemas de constipação. Isso ocorre porque as mudanças na produção hormonal geram desaceleração nos processos digestivos. As pessoas que sofrem de hipertireoidismo podem ter diarreia ou sofrer da síndrome do cólon irritável.

Músculos e articulações

Os músculos e as articulações podem se ver afetados por um problema na glândula tireoide

Se seus músculos ficam dormentes repentinamente, se suas articulações doem ou se você sente seus pés ou mãos dormentes , pode ser devido a uma produção insuficiente do hormônio tireoidiano. Além disso, é possível sentir:

  • Rigidez
  • Dor
  • Inflamação
  • Fraqueza
  • Tendinite

Se ultimamente você está tendo dificuldade para segurar objetos com suas mãos, subir escadas ou alcançar armários altos, então seu problema pode ser o hipertireoidismo.

Sistema reprodutor

As mulheres com hipotireoidismo têm ciclos menstruais mais extensos, pesados e dolorosos. Também podem sofrer de infertilidade e desequilíbrios hormonais (como a TPM). Em ambos os sexos, há uma diminuição da libido.

Por outro lado, as mulheres com hipertireoidismo têm períodos menstruais mais curtos e com possíveis atrasos. Em paralelo, a fertilidade pode ser afetada.

Cabelo e pele

Possíveis indicativos de um problema na glândula tireoide

Se o seu cabelo estiver muito seco, quebradiço e caindo muito, pode ser devido a um mal funcionamento da glândula tireoide. Se, além disso, sua pele estiver seca e suas unhas frágeis, o diagnóstico mais preciso é o hipotireoidismo. No caso do hipertiroidismo, o cabelo também cai, mas somente o da cabeça, e a pele fica frágil ou delicada.

Temperatura corporal

Aqueles que sofrem de mãos e pés frios, calafrios ou temperatura inferior a 37 ° C, podem ter hipotireoidismo. Enquanto isso, pessoas que sentem muito calor ou que transpiram excessivamente, mesmo no inverno, é possível que sofram de hipertireoidismo.

Colesterol

No caso do hipotireoidismo, os níveis de LDL ou HDL são altos, inclusive estando de dieta. No hipertireoidismo, as pessoas apresentam percentuais anormalmente baixos de colesterol.

Pressão arterial

Alterações na pressão arterial podem indicar um problema na glândula tireoide

As pessoas com hipotireoidismo correm mais risco de sofrer hipertensão. O oposto ocorre com as que têm hipertireoidismo, já que, embora a pressão sistólica aumente, a diastólica reduz.

Pode te interessar: 5 alimentos naturais que ajudam a controlar a hipertensão

Coração

No hipotireoidismo, os pacientes têm uma frequência cardíaca mais lenta (cerca de 20 batimentos a menos por minuto que o normal). Por outro lado, ao sofrer de hipertiroidismo, o coração pode bater muito rápido e palpitações podem ser sentidas.

Pescoço

O bócio é uma das causas mais frequentes de problemas da tireoide. Este aumento da glândula resulta em um inchaço ou protuberância na região do pescoço e que também gera disfonia. Pode aparecer tanto no hipertireoidismo quanto no hipotireoidismo.

Existe uma propensão para ter problemas de tireoide?

Fatores de propensão para problemas da glândula tireoide

Existem três fatores de risco que aumentam as possibilidades de sofrer desequilíbrios na glândula tireoide:

  • Antecedentes familiares
  • Sexo e idade: é mais frequente nas mulheres e nas com mais de 40 anos.
  • Fumar: o cigarro contém componentes tóxicos e prejudiciais à glândula.

Em suma, levar uma vida saudável contribuirá em grande medida para evitar esses problemas relacionados à glândula tireoide. Claro, antes de qualquer anormalidade ou se você detectar um dos sinais comentados anteriormente, procure um médico para um diagnóstico profissional.