Descubra como você pode combater a obesidade em crianças

· 16 de outubro de 2018
A obesidade infantil é um problema que envolve toda a família, lembre-se de acompanhar a criança e contribuir para seu desenvolvimento saudável.

Combater a obesidade em crianças é atualmente uma preocupação das políticas públicas de muitos governos e ainda não foi erradicada. No século XXI, a obesidade em crianças representa um dos problemas mais graves da saúde pública do mundo, assegurou um relatório publicado em 2016 pela organização Mundial da saúde (OMS).

Há muitos fatores envolvidos nesta situação. Para começar, recomendamos que encare a situação com a maior calma possível, o importante é conseguir ajuda a criança. Falar com ela e explicar o problema é o ideal.

Como você pode combater a obesidade em crianças

Fast food é o principal gatilho da obesidade em crianças

De acordo com a OMS, no mundo existem 41 milhões de crianças com sobrepeso. Este conflito tem despertado alarmes das autoridades de saúde. É natural que você queira encontrar a solução rapidamente, mas combater a obesidade em crianças é um processo demorado.

Nós asseguramos que a obesidade infantil não é resolvida de um dia para o outro. Às vezes nem em meses. Você precisa de confiança no processo para, entre outras coisas, transmiti-la para seu filho. Pesquise, leia muito, consulte um especialista e depois converse com ele. Se você explicar com muito amor, ele entenderá perfeitamente.

Este deve ser o primeiro passo. A seguir, aprofundaremos sobre a importância de escolher uma alimentação adequada e de fazer atividade física. Estes dois itens, associados ao conhecimento, fazem uma fórmula ideal para conseguir combater a obesidade.

Pode te interessar: 6 tipos de obesidade e suas causas

Por que a obesidade é um problema para a saúde das crianças?

São várias as complicações que a criança pode sofrer se não controlar seu peso. Entre elas podemos mencionar:

  • Doenças cardiovasculares: causadas por níveis altos de colesterol e hipertensão arterial.
  • Diabetes do tipo 2: em crianças e adolescentes, esta doença é devastadora, porque começam as restrições alimentares severas, aparece uma resistência ao açúcar e surgem doenças renais.
  • A esteatose hepática: trata-se de uma alta concentração de gordura no fígado. É necessário controlar o sobrepeso a tempo e evitar complicações.
  • Apneia do sono: esta condição é rara em crianças, mas pode aparecer. É um problema respiratório onde ocorre uma interrupção da respiração por 10 segundos durante o sono.
  • Asma: esta doença bloqueia as vias respiratórias e dificulta o processo normal da respiração.

Riscos sociais

A obesidade em crianças se detecta na infância

Da mesma maneira, existem muitos riscos psicossociais que começam com a discriminação por parte das pessoas que rodeiam à criança, nos espaços onde se desenvolve habitualmente. De acordo com o Centro para o Controle e Prevenção de Doenças, as crianças com sobrepeso se tornam objeto de chacotas que podem causar:

  • Estresse Psicológico
  • Estigmatização social.
  • Baixa autoestima.
  • Problemas acadêmicos.
  • Conflitos com os seus pares.

O trabalho em casa é extremamente importante

Após a consulta com o especialista, de mostrar empatia com o seu filho e explicar as consequências geradas pela obesidade, vem o trabalho em casa. Tudo começa dando o exemplo. Combater a obesidade em crianças é um esforço em equipe.

Se ele precisar de uma alimentação saudável, alimente-se você também dessa forma. Se ele precisar fazer exercício físico, acompanhe-o, dê o exemplo. Crie nele hábitos saudáveis, mas para enraizá-los em sua rotina você também os deve adotar. Toda a família deve mudar seus hábitos de vida.

Equilibrar as calorias

A dieta que seu filho deve ter para perder peso deve ser guiada por um especialista. Lembre-se de que o objetivo é encontrar seu peso ideal, mas sem interferir em seu processo normal de crescimento e desenvolvimento.

Nesse sentido, é importante controlar as calorias. O objetivo é criar consciência sobre a importância de adicionar as suas refeições alimentos baixos em calorias. Prepare versões mais chamativas de seus pratos preferidos, usando verduras e hortaliças, reduzindo o açúcar e os carboidratos. Você pode fazer o seguinte:

  • Incluir produtos lácteos pobres em gordura.
  • Adicionar proteína na forma de carnes magras, peixes, aves e grãos.
  • As frutas são uma fonte rica de nutrientes. Substitua os refrigerantes por vitaminas à base de frutas, e nos lanches ofereça fruta cortada.
  • Substituir a farinha por suas versões integrais. O arroz integral é um excelente aliado.
  • Servir pequenas porções. Assim, acelerará o seu metabolismo.
  • Incluir todos os membros da família nesse hábito de vida.
  • Eliminar do plano alimentar as gorduras saturadas e o açúcar processado.
  • Encorajar a beber bastante água.

Pode te interessar também: Qual é o leite mais saudável para crianças?

A observação é importante

Como um pai responsável, é importante estar ciente de todos os processos que afetam à criança. Afinal de contas, para que ela chegasse ao sobrepeso tinha que ter passado por várias fases que foram despercebidas.  Monitore seu crescimento e procure detectar a tempo se a criança pode chegar a sofrer de obesidade.

Se esta condição estiver se manifestando, é hora de consultar o especialista e aplicar as mudanças. As crianças precisam de apoio, não as obrigue, ensine-as o quão significativo é cada passo para que o objetivo de perder peso seja atingido.

Combater a obesidade em crianças é possível, sempre que todos os membros da família estejam focados no mesmo objetivo.