Curling: o que você deve saber sobre esse esporte de inverno

O curling é um esporte de inverno extremamente simples. Continue lendo e aprenda mais sobre a sua história e prática.
Curling: o que você deve saber sobre esse esporte de inverno

Última atualização: 04 Julho, 2021

Nas altas latitudes, quando as condições de temperatura e precipitação contribuem, aumentam as possibilidades de realizar certas atividades, entre elas o curling.

Junto com o esqui, a patinação no gelo e o snowboarding, o curling faz parte do conjunto dos chamados esportes de inverno, embora também possa ser praticado em pistas artificiais pensadas para isso.

Requer muita força e alguma habilidade, mas muito mais companheirismo, precisão e estratégia. Não é à toa que é chamado de xadrez dos esportes de inverno.

É oportuno ressaltar que realizar qualquer tipo de atividade física no inverno traz benefícios, uma vez que o corpo gasta calorias a mais. Além disso, é uma época em que as pessoas tendem a ficar sedentárias.

Um pouco sobre a história do curling

Não existe consenso sobre a origem do nome curling. Pode estar relacionado aos verbos to curr (‘curar’ em inglês) ou to curl (‘curvar’ ou ‘enrolar’). Era chamado de roaring game (‘jogo que ruge’). A maioria das fontes concorda que tudo teve início na Escócia.

Embora não haja uma data exata da sua criação, acredita-se que tenha sido no século XVI. Nesse sentido, foram encontrados diversos indícios relacionados à sua prática. Por exemplo, há uma pedra de curling gravada com a data de 1511.

O primeiro documento em que o esporte é mencionado é de 1540, com algumas anotações em latim de John McQuhin. Cenas de um jogo semelhante também podem ser vistas em quadros do pintor flamengo Pieter Brueghel, o Velho.

O jogo era disputado em um lago ou lagoa congelada. Em 1716 foi construída a primeira pista, no Kilsyth Curling Club, na Escócia. O tamanho e o peso das pedras variavam entre 2 e 10 quilos.

Em 1807 o curling chegou à América, junto com os emigrantes escoceses que fundaram o Royal Montreal Curling Club nessa cidade canadense. No século XX, foi elevado à categoria de esporte olímpico.

Esporte de inverno
As pedras usadas para o esporte também têm sua história, pois foram encontrados objetos antigos que cumpriam essa função.

Como jogar curling?

O curling é um esporte coletivo praticado em uma pista de patinação no gelo retangular e bastante estreita. Tem cerca de 45 metros (145 pés) de comprimento por 4,5 metros (15 pés) de largura.

Duas equipes de 4 jogadores se enfrentam. São lançadas 8 pedras em cada rodada, 2 por jogador, que podem utilizar um tipo de vassoura, varrendo o gelo para modificar a trajetória do lançamento.

O princípio é semelhante ao do boliche, pois o objetivo é fazer as pedras deslizarem para que fiquem o mais próximo possível do alvo (chamado de tee), que fica no outro extremo da pista.

Os membros de cada equipe lançam em ordem, alternando com os do outro lado. Para atingir seu objetivo, podem ser realizados diferentes tipos de arremessos:

  • Deixar a pedra o mais próximo possível da posição planejada (draw).
  • Bater nas pedras do time adversário para tirá-las da posição (takeout).
  • Posicionar novas pedras de forma a proteger as suas, para que a equipe adversária não consiga atingi-las.

Em relação à pontuação, são contabilizadas as pedras mais próximas do centro. Se a segunda pedra mais próxima da pedra central for da outra equipe, será marcado apenas um ponto.

O curling é jogado em um determinado número de rodadas ou ends.  Uma partida pode ter de 8 a 10 ends. Naturalmente, o time que fizer mais pontos vence, mas se ao final dos ends previstos houver empate, é jogada uma rodada adicional.

Atualmente, há um limite de tempo para realizar os lançamentos. Para isso, cada equipe tem no máximo 60 minutos.

Também pode ser do seu interesse: Praticar esporte acompanhado ou sozinho?

Como são formados os times no curling?

No curling, cada equipe é composta por 4 membros. No entanto, os jogadores são diferenciados de acordo com sua função específica.

Lead

É ele quem lança na primeira rodada, ou seja, a primeira e a segunda pedras. Por esse motivo, pode-se dizer que o seu lançamento é mais fácil, uma vez que não existem outras pedras. No entanto, o resto do jogo dependerá da sua colocação.

Assim que o lead termina seus arremessos, ele passa a ajudar seus companheiros, varrendo com a vassoura para facilitar o deslizamento.

Second

Como o próprio nome indica, é o jogador da segunda rodada, por isso arremessa a terceira e a quarta pedra. Em seguida, ele também varre ou ajuda a varrer os arremessos dos próximos companheiros de equipe a jogar.

Third ou vice skip

Além de arremessar a quinta e a sexta pedras e varrer o primeiro jogador, ele marca as jogadas e participa da formulação da estratégia.

É como se fosse o vice-capitão do time. Na verdade, quando o skip arremessa, é o vice skip quem exerce as funções de capitão, guiando os jogadores que varrem.

Skip

É o capitão e o jogador fundamental. Em geral, costuma ser o mais experiente. Ao longo dos ends, ele define a estratégia junto com a equipe, indicando a jogada e as varridas.

Como seus arremessos são as duas últimas pedras, ele tem que fazer os lançamentos mais difíceis, já que a pista está muito cheia e é necessário ter muito cuidado.

Quais são os instrumentos usados curling?

Na prática do curling, além de pedras e das vassouras, são utilizadas algumas outras ferramentas:

  • Pedras: têm, aproximadamente, vinte quilos. São 2 jogos de 8 pedras cada, de cores diferentes. São feitas de granito sólido. Têm uma alça na parte superior.
  • Vassoura: serve para varrer a superfície sobre a qual as pedras deslizam, auxiliando em seu deslocamento, velocidade e direção.
  • Slider: essa palavra pode ser traduzida como ‘deslizador’. É um bloco que é colocado sob os sapatos do jogador para que ele possa deslizar.

Nas regras oficiais não existem normas ou indicações sobre o que cada jogador deve vestir. Apenas nos campeonatos deve haver uma certa uniformidade.

Curling
O alvo é o centro para o qual as pedras são lançadas no curling.

Existem contraindicações para a sua prática?

O curling, acima de tudo, é um jogo de estratégia. Na verdade, há estudos em que a tomada de decisão é analisada como um fator importante dentro do jogo.

Não há limitação de idade ou condição. É um jogo para que todos possam desfrutar, não só do aspecto físico, mas também dos benefícios psicológicos que o esporte proporciona.

Porém, como em todas as atividades esportivas, é necessário tomar precauções para evitar lesões. Nesse caso, podem ocorrer quedas porque a superfície é escorregadia. Além disso, é necessário ter cuidado com as pedras.

Há poucas situações em que o curling é contraindicado. Um desses casos é se você tiver lombalgia aguda, já que se abaixar para arremessar as pedras exige um pouco da cintura.

Por fim, de acordo com diversos estudos, pessoas asmáticas e alérgicas devem ter cautela ao praticar esportes de inverno, pois eles podem representar um risco maior para elas.

Pode interessar a você...
Rotina de inverno para peles oleosas
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Rotina de inverno para peles oleosas

O frio e o vento têm efeitos negativos sobre a pele. Por que é importante manter uma rotina de inverno para peles oleosas? Aqui contamos os detalhe...



  • Alcaraz-Ibáñez M, Pérez-Romero A, Aguilar-Parra J, Trigueros R. Deportes de invierno adaptados: salud, diversión y competición sin barreras. En Gallego J, Alcaraz-Ibáñez M, Aguilar-Parra H, Cangas A. IV Congreso internacional de Deporte Inclusivo. Almería: Universidad de Almería, 2015.
  • Bradley JL. The sports science of curling: a practical review. J Sports Sci Med. 2009; 8(4): 495-500.
  • Drobnic F. Asma y actividad deportiva. Apuntes: Educación física y deportes. 1994; 38(4): 100-103.
  • Real Federación Española de Deportes de Hielo [En línea]. España: En el Top 10 mundial de la modalidad mixta de curling; 2020. [Fecha de   acceso: 24 de febrero de 2021]. URL disponible en: https://www.rfedh.es/espana-en-el-top-10-mundial-de-la-modalidad-mixta-de-curling/
  • Reeser J, Berg R. Self reported injury patterns among competitive curlers in the United States: a preliminary investigation into the epidemiology of curling injuries. British Journal of Sports Medicine. 2004; 38(5): http://dx.doi.org/10.1136/bjsm.2003.010298
  • Wieting S, Lamoureux D. Curling in Canada. Sport in Society. 2001; 4(2): 140-156.