Cúrcuma para a acne: benefícios e modo de uso

19 Janeiro, 2020
Uma máscara de cúrcuma para a acne pode ajudar a reduzir as espinhas. No entanto, o ingrediente deve ser usado com precaução, já que em certos casos pode causar alergias.
 

A cúrcuma tem um composto bioativo chamado curcumina, que lhe confere sua cor característica, assim como grande parte de suas propriedades. Esta substância age como anti-inflamatório e antioxidante, sendo útil tanto a nível interno como em seu uso tópico.

Dessa maneira, não é nada estranho que seus extratos estejam sendo utilizados na dermatologia. Ainda que as pesquisas sobre suas propriedades continuem sendo realizadas, atualmente tem sido aceita como um complemento natural para problemas como a acne. Prove-a!

Por que utilizar a cúrcuma para a acne?

Cùrcuma

A curcumina tem mostrado efeitos antibacterianos úteis no manejo dermatológico de afecções como a acne.

Os benefícios de utilizar cúrcuma para a acne são variados e interessantes. Primeiramente, cabe destacar sua ação antibacteriana capaz de combater microrganismos como a P. acnes, quando combinada com o ácido láurico. Seu efeito se compara com o de fármacos como a eritromicina e a clindamicina.

Por outro lado, essa maravilhosa especiaria tem efeitos anti-inflamatórios que incidem de maneira positiva sobre os problemas dermatológicos. Ainda que sejam requeridas mais evidências científicas para comprovar sua ação contra a acne, os dados anedóticos sugerem uma ação efetiva.

 

A cúrcuma e seus antioxidantes também têm outros efeitos importantes na hora de tratar a acne. Em suma, sua aplicação tópica ajuda a reparar os tecidos, minimizando a presença de cicatrizesAinda, estimula a produção de colágeno e reduz o risco de rugas prematuras.

Descubra: Entenda um pouco mais sobre a acne

Outros benefícios da cúrcuma para a pele

Diferentemente de outros tratamentos convencionais, usar a cúrcuma para o tratamento da acne produz outros efeitos importantes sobre a saúde da pele. Em resumo, graças ao seu teor de curcumina, vitaminas e minerais, é um bom complemento para promover o bem-estar cutâneo.

  • Além disso, contribui para aumentar o brilho natural da pele.
  • Favorece a cicatrização de feridas.
  • Ainda, é um bom complemento para enfrentar os episódios de psoríase.
  • Ajuda no tratamento da sarna.
  • Minimiza o estresse oxidativo, bem como previne o envelhecimento prematuro.

Tratamento de cúrcuma para a acne

Cùrcuma em pó

Mesmo que ainda não tenha sido provado científicamente, quando combinada com o óleo de coco, a cúrcuma potencializaria seus efeitos antimicrobianos.

Para aproveitar ao máximo as propriedades da cúrcuma, propomos misturá-la com óleo de coco. Este ingrediente natural contém ácido láurico, reconhecido por seu efeito antimicrobiano útil no tratamento da acne.

 

Ademais, o óleo de coco tem sido amplamente estudado no campo da dermatologia, já que hidrata a pele e apoia o tratamento de doenças como a psoríase, bem como o eczema. Inclusive, assim como a cúrcuma, apoia o processo de cicatrização e regeneração, minimizando a ação negativa dos radicais livres.

Ingredientes

  • 1 colher de cúrcuma em pó (15 g)
  • 2 colheres de óleo de coco orgânico (30 g)
  • 1 colher de mel de abelhas (15 g)

Modo de preparo

  • Primeiramente, verta a cúrcuma em pó em um recipiente limpo.
  • Em seguida, adicione o óleo de coco e o mel de abelhas.
  • Depois, mexa por alguns minutos até obter uma mistura homogênea.

Modo de aplicação

  • Antes de espalhar a máscara sobre as áreas afetadas pela acne, é importante retirar qualquer resíduo de maquiagem ou sujeira.
  • Assim que o rosto estiver limpo, comece a aplicar o produto.
  • Assegure-se de cobrir por completo as áreas problemáticas.
  • Deixe o produto agir por 15 minutos e, em seguida, enxague com água morna.
  • Repita sua aplicação no mínimo 3 vezes na semana.

Nota: os resultados contra a acne não são notados de imediato. Por isso, é importante ser constante com o tratamento para alcançar os efeitos desejados.

Não deixe de ler: Dieta para controlar a acne – quais alimentos devo evitar?

Precauções

Ainda que o tratamento de cúrcuma para a acne possa ser eficaz, não se deve ignorar que pode produzir efeitos secundários. Dessa maneira, quando aplicar o produto de forma tópica, é possível manchar temporariamente a pele ou deixar um leve resíduo amarelado. Costuma desaparecer com uma boa rotina de limpeza.

 

Agora, às vezes os componentes produzem alergias ou dermatite de contatoUma revisão feita no ano 2015 descobriu que a curcumina é um alérgeno e pode causar irritação, avermelhamento, assim como inchaço nas pessoas que não a toleram.

Pelo dito anteriormente, o ideal é fazer um pequeno teste antes de provar a totalidade do tratamento. Simplesmente coloque um pouco de cúrcuma no antebraço ou uma das áreas da pele. Se após 24 horas não ocorrerem reações desfavoráveis, é seguro usá-la.

Resumindo…

A cúrcuma pode ser uma boa aliada para a acne, especialmente quando combinada com o óleo de coco. Contudo, deve ser utilizada com precaução, já que em certas pessoas pode causar alergia. Apesar disso, ainda é uma boa opção para apoiar outros tratamentos convencionais com o mesmo fim.

 
  • Liu, C.-H., & Huang, H.-Y. (2013). In Vitro Anti-Propionibacterium Activity by Curcumin Containing Vesicle System. Chemical and Pharmaceutical Bulletin. https://doi.org/10.1248/cpb.c12-01043
  • Gupta, S. C., Kismali, G., & Aggarwal, B. B. (2013). Curcumin, a component of turmeric: From farm to pharmacy. BioFactors. https://doi.org/10.1002/biof.1079
  • Akbik, D., Ghadiri, M., Chrzanowski, W., & Rohanizadeh, R. (2014). Curcumin as a wound healing agent. Life Sciences. https://doi.org/10.1016/j.lfs.2014.08.016
  • Thangapazham, R. L., Sharad, S., & Maheshwari, R. K. (2013). Skin regenerative potentials of curcumin. BioFactors. https://doi.org/10.1002/biof.1078
  • Thangapazham, R. L., Sharma, A., & Maheshwari, R. K. (2007). Beneficial role of curcumin in skin diseases. Advances in Experimental Medicine and Biology. https://doi.org/10.1007/978-0-387-46401-5_15
  • Ferreira, L. A. M., Alves, R. J., Carneiro, G., Silva, E. L., Trindade, V., de Carvalho, M. A. R., … Goulart, C. (2014). Solid Lipid Nanoparticles Loaded with Retinoic Acid and Lauric Acid as an Alternative for Topical Treatment of Acne Vulgaris. Journal of Nanoscience and Nanotechnology. https://doi.org/10.1166/jnn.2015.9184
  • Chaudhari, S. P., Tam, A. Y., Barr, J. A., & Tan, J. (2015). Curcumin: A contact allergen. Journal of Clinical and Aesthetic Dermatology.