Como cuidar dos rins e da bexiga

A cada três dias devemos dar um descanso aos rins e dispensar os alimentos que os irritam, como os ultraprocessados. Da mesma forma, aumentaremos o consumo de vegetais crus e sucos de vegetais.
Como cuidar dos rins e da bexiga

Última atualização: 04 Setembro, 2021

Cuidar dos rins e da bexiga é essencial para a saúde do nosso corpo. Eles não são apenas parte do sistema urinário, mas também do sistema linfático. Portanto, eles trabalham em conjunto com o fígado para eliminar as toxinas do corpo e eliminar os resíduos encontrados nas células, embora também cumpram muitas outras funções.

Na esfera popular, quando falamos em toxinas, o fazemos para nos referir a uma das causas de vários problemas de saúde. Na verdade, a corrente sanguínea pode ser invadida por toxinas de alimentos, agrotóxicos, elementos da poluição ambiental e até o próprio estresse, e isso influencia o nosso estado de saúde e qualidade de vida.

Como os rins e o fígado são essenciais para nos livrarmos de toxinas e outras impurezas, é necessário cuidar deles diariamente para que não fiquem sobrecarregados e possam desempenhar suas funções. Por outro lado, você também deve cuidar da sua bexiga. Em última análise, é nela que fica armazenada a urina que terá de ser expelida.

Vamos ver mais detalhes a seguir.

Problemas renais e urinários mais comuns

Mulher com vontade de urinar

Os problemas renais e urinários mais comuns são:

  • Infecções
  • Bloqueio na uretra.
  • Dificuldade em filtrar o sangue.
  • Problemas de controle da bexiga: déficits de incontinência ou retenção.
  • Alterações na parede da bexiga (ela não consegue mais reter a quantidade de urina que antes).

Cada um desses problemas tem consequências diferentes para a saúde e requer diagnóstico e tratamento precoces, para evitar que a situação do paciente se agrave e seja mais complicada de tratar.

Quando consultar um médico?

Além de fazer um ou dois exames anuais para verificar se está tudo em ordem e tratar pontualmente o que for necessário, será fundamental ir ao médico caso perceba os seguintes incômodos, especialmente se com o tempo eles se intensificarem e se manifestarem junto com outros.

  • Dor ao urinar.
  • Dor na região lombar.
  • Retenção aguda de urina.
  • Perda involuntária de urina.
  • Hematúria (sangue na urina).
  • Vontade contínua de urinar.
  • Febre, calafrios, vômitos e cansaço extremo.

Depois que o médico o avaliar e fizer o diagnóstico, será fundamental seguir suas instruções para a recuperação. Da mesma forma, será essencial manter bons hábitos de vida. Isso inclui evitar a automedicação.

Diretrizes para cuidar dos rins e da bexiga

Cuidar bem da alimentação é fundamental para manter a saúde dos rins e da bexiga em boas condições. Por isso, não devemos ignorar esse aspecto no caso de haver algum problema no sistema renal.

A seguir, compartilharemos algumas orientações que você pode incluir em sua rotina, desde que seu médico autorize. Lembre-se de que nem todas as pessoas são iguais e que o que pode beneficiar alguns pode não funcionar para outros.

Se você tiver alguma dúvida, consulte seu médico.

Beba bastante água todos os dias

A água é o líquido que mais nos beneficia. Por esse motivo, é extremamente importante consumi-lo em quantidades suficientes diariamente.

Não devemos esquecer que a quantidade de água que devemos beber diariamente depende de fatores como sexo, idade, estilo de vida e saúde. Assim, um idoso terá necessidades de hidratação diferentes das que um atleta, criança ou adolescente pode ter.

Além da água potável, é importante garantir a qualidade das bebidas complementares. Se consumirmos café, bebidas industrializadas e álcool, estaremos prejudicando a nossa saúde.

Portanto, antes de qualquer bebida industrializada, dê prioridade a:

  • Sucos de frutas (principalmente de cranberry): seu efeito antioxidante ajuda a cuidar do sistema urinário e a prevenir infecções, evitando que as bactérias se prendam à parede da bexiga.
  • Água de coco: hidratante, refrescante e nutritiva, a água de coco também é uma ótima alternativa.
  • Águas de frutas (caseiras): bebidas feitas em casa, sem açúcar, adoçantes ou qualquer outro tipo de substância artificial podem ajudar a complementar a hidratação e cuidar do sistema renal.
  • Infusões de ervas: algumas infusões (camomila, hortelã, etc.) podem ser alternativas melhores do que um refrigerante ou bebida alcoólica. Porém, se você está sob algum tipo de tratamento farmacológico, é melhor consultar seu médico para saber qual é a opção mais recomendada.

Infusões de ervas para os rins e a bexiga

Como indica a sabedoria popular, existem algumas ervas que podem nos ajudar a manter a saúde dos rins e da bexiga, tais como:

  • Urtiga e dente-de-leão: são diuréticos, limpam os rins e ajudam a eliminar o ácido úrico.
  • Salsa: ajuda a limpar os rins. Para preparar, ferva um molho de salsa por 10 minutos em 2 litros de água. Depois, deixe descansar, coe e coloque na geladeira. Tente consumir em cinco dias e depois pare por uma semana.

Vegetais adequados para seus rins e bexiga

Incluir vegetais na dieta

Comer frutas e vegetais crus é essencial para a saúde de todo o corpo e, portanto, para o bem-estar geral. A razão? Eles fornecem vários nutrientes, água, fibras e enzimas que perdemos ao cozinhá-los e que são essenciais para o processo de limpeza do corpo.

Por isso, recomendamos que você os consuma crus, sempre que possível. A seguir, mostramos os vegetais ideais para cuidar da bexiga e dos rins.

  • Aspargos: refrescantes e ricos em água e fibras, esses alimentos possuem propriedades diuréticas que estimulam o funcionamento dos rins, eliminando toxinas e estimulando a evacuação da urina.
  • Espinafre: rico em minerais e vitaminas que não só nutrem o corpo, mas também auxiliam nos processos de desintoxicação, incluindo a limpeza do sistema renal.
  • Aipo: é um alimento perfeito para saladas ou mesmo para ser consumido em infusão. É diurético e rico em minerais.
  • Beterraba: rica em várias vitaminas e minerais, além de água e fibras. Por isso, é considerada um excelente desintoxicante dos rins.
  • Feijão branco: fornece carboidratos, fibras e vários nutrientes excelentes para os rins.

É importante ressaltar que esses alimentos devem sempre ser incluídos em uma dieta balanceada. Nunca devem ser consumidos exclusivamente, pois isso pode levar a uma descompensação do organismo.

Apostar na comida de verdade, minimizar o consumo de gorduras saturadas e ultraprocessadas em geral, manter um consumo moderado de sal e açúcar, evitar o álcool e seguir as recomendações do médico nos ajudará a cuidar da nossa saúde em geral, incluindo fígado, rins e bexiga.

Pode interessar a você...
Como os rins funcionam?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como os rins funcionam?

Saiba tudo sobre como os rins funcionam. Estes órgãos são responsáveis por eliminar substâncias residuais do nosso corpo por meio da urina.



  • Avendaño, L. Hernando. Nefrología clínica. Ed. Médica Panamericana, 2008.
  • Fogo, Agnes B., and Michael Kashgarian. Atlas diagnóstico de patología renal. Elsevier, 2006.
  • Huerta, Carlos. “La herbolaria: mito o realidad.” CONABIO. Biodiversitas 12 (1997): 1-7.