Cuidado com a artrose

· 26 de outubro de 2013
A artrose nada mais é do que um dos distúrbios mais frequentes das articulações do corpo humano. 

A artrose nada mais é do que um dos distúrbios mais frequentes das articulações do corpo humano. Tudo isso ocorre devido ao desgaste das articulações.

Entenda melhor: a cartilagem é um tecido fino que reveste os nossos ossos nas articulações, permitindo o melhor deslize dos mesmos.

Por ser um tecido fino e muito frágil, a cartilagem pode se desgastar e até mesmo quebrar. Com isso, os ossos friccionam entre si, causado inchaço e dor.

A principal causa ainda é desconhecida, mas está diretamente relacionada com o envelhecimento. Normalmente seus sintomas aparecem por volta da conhecida terceira idade.

É uma doença muito comum em ambos os sexos até os 55 anos de vida. Após este período, a doença incide mais sobre as mulheres.

Leia também: Dicas para prevenir a artrose a partir dos 35 anos

Seniorensport im Fitnesscenter
A artrose é uma doença muito comum em ambos os sexos até os cinquenta e cinco anos de idade, após este período é mais incidente em mulheres.

Fatores relacionados ao desenvolvimento da artrose

  • Há indícios que relacionam a artrose com a genética;
  • Lesões nas articulações;
  • Não estar dentro do peso ideal, ou seja, estar com sobrepeso também ajuda no desenvolvimento da doença.

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns para quem sofre com esta doença são a rigidez e dor nas articulações. Com o passar do tempo, as articulações tendem a ficar cada vez mais rígidas e duras.

É possível em casos mais avançados ouvir o som de um atrito ao mover as articulações.

É muito comum, logo pela manhã, sentir dores. Este episódio é denominado rigidez matutina.

O tempo de duração da dor não é muito longo, aproximadamente trinta minutos, mas estas dores são caracterizadas por sua intensidade.

Descubra: 7 alimentos saudáveis para pacientes com artrose

Claro que com o passar das horas, sua dor pode se intensificar ainda mais com os esforços que fizer com suas articulações. E quando menos se espera, quando você estiver relaxado, ou até mesmo dormindo, a dor reaparece.

Há casos mais raros, em que pacientes apresentam o diagnóstico de artrose, porém não apresentam nenhum tipo de sintoma.

Cuide-se

É de extrema importância que você realize exames para ter um diagnóstico preciso da doença. Ainda não há exames de sangue que ajudem no diagnóstico. Porém, há uma série de outros exames que ajudam a detectar a doença.

Para se ter uma ideia, o exame físico é capaz de mostrar como está a movimentação de sua articulação e se o funcionamento está correto.

O tratamento

Infelizmente, ainda não há cura para a artrose, mas seus sintomas podem ser controlados. É necessário que você veja com seu médico o melhor tratamento, pois atualmente existem terapias alternativas para amenizar a dor, sem ser necessária uma intervenção cirúrgica.

O tratamento é feito à base de analgésicos e anti-inflamatórios.

Mudança de hábito

Feet of jogging person

Exercícios ajudam a manter o movimento das articulações. A natação, em particular, é muito eficaz. Você mesmo pode ter soluções alternativas para amenizar os sintomas:

  • Proteja suas articulações;
  • Emagreça, se for o realmente necessário;
  • Tenha uma dieta balanceada;
  • E faça repouso sempre que puder.
  • Flugsrud, G. B., Nordsletten, L., Reinholt, F. P., Risberg, M. A., Rydevik, K., & Uhlig, T. (2010). Artrose. Tidsskrift for Den Norske Laegeforening. https://doi.org/10.4045/tidsskr.09.1054
  • Serrano, S., Marques, J. P., & Pinheiro, J. (2014). Artrose e Exercício Físico. Revista de Medicina Desportiva.