Como usar o louro para tratar a diabetes

O louro deve ser consumido com moderação. Se você estiver seguindo algum tratamento ou tiver alguma dúvida, consulte o seu médico antes de consumir qualquer remédio à base dessa planta.
Como usar o louro para tratar a diabetes

Última atualização: 05 Fevereiro, 2021

As folhas de louro são amplamente utilizadas na culinária para temperar e dar sabor aos alimentos. Principalmente na cozinha mediterrânea. Na verdade, é comum que sejam usados ​​em preparações como sopas, guisados ​​e pratos de carne (branca ou vermelha). Embora algumas pessoas os utilize também em ensopados, pratos com frutos do mar e até em algumas sobremesas, como o arroz doce.

É importante destacar que as folhas costumam ser utilizadas em pequenas quantidades e sempre secas, caso contrário são tóxicas e, portanto, prejudiciais à saúde.

Contudo, no campo da medicina alternativa, é comum ouvir dizer que o louro pode ser um remédio útil, pois se intui que em sua composição existem substâncias e bioativos que ajudariam a melhorar a saúde. Por isso, há quem use as folhas para fazer uma infusão para regular os níveis de glicose no sangue e controlar a diabetes.

Obviamente, uma infusão de folha de louro não é um tratamento de primeira linha. Em vez disso, viria a ser um suplemento de uso ocasional, desde que o médico o autorize. Vamos ver mais sobre isso abaixo.

O que é a diabetes?

A dificuldade ou a incapacidade do pâncreas de produzir ou utilizar eficientemente a insulina é conhecida como diabetes. Por esse motivo, os níveis de glicose no sangue aumentam. Os tipos de diabetes mais conhecidos são o 1 e o 2.

A diabetes tipo 1 é aquela em que o corpo não consegue produzir insulina, por isso é necessária a administração diária do hormônio. Essa doença ocorre com maior frequência em crianças e jovens.

Já a diabetes tipo 2 ocorre quando o corpo não usa a insulina corretamente para reduzir o nível de açúcar no sangue. É o tipo mais comum e seu aparecimento se deve, entre outras razões, a maus hábitos alimentares, excesso de peso e sedentarismo.

A diabetes é uma doença crônica e seu tratamento deve ser feito por um médico. Não deve ser tratada exclusivamente com remédios naturais, pois isso pode afetar gravemente a saúde do paciente e colocá-la em risco.

Quando o pâncreas para de produzir insulina, ou essa substância não é usada corretamente, a diabetes se manifesta.

Dados mundiais sobre a diabetes

Os números continuam a subir, assim como a preocupação em diminuir a incidência da diabetes. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 422 milhões de adultos em todo o mundo tinham diabetes em 2014. Ou seja, 1 a cada 11 pessoas.

No ano de 2015, apenas nos Estados Unidos, cerca de 30,3 milhões de pessoas sofriam da doença, segundo a Associação Americana de Diabetes. Essa cifra equivale a 9,4% da população. Para esse mesmo ano, a diabetes foi a sétima causa de morte nos Estados Unidos.

O segredo é a prevenção e o controle. Manter uma dieta saudável, praticar exercícios e evitar o consumo de ultraprocessados, cigarro e álcool ajudará a reduzir significativamente os riscos. Da mesma forma, fazer consultas médicas regulares é essencial.

Descubra: A melhor dieta para diabéticos

Por que o louro contribuiria para o tratamento da diabetes?

Como indicamos no início, o louro é uma planta pertencente à família das lauráceas, muito utilizada como tempero para cozinhar e também por suas propriedades medicinais. Embora os estudos sobre seus efeitos na saúde ainda sejam limitados, há descobertas que sugerem que ele pode contribuir para o tratamento do diabetes.

Uma pesquisa publicada no Journal of Clinical Biochemistry and Nutrition determinou que as folhas de louro (Laurus nobilis) parecem melhorar a função da insulina e, portanto, são benéficas para pacientes com diabetes.

No entanto, como são necessários mais estudos, o consumo de louro não deve substituir o tratamento médico convencional. Na verdade, se você estiver tomando medicamentos, é melhor consultar seu médico antes de tomá-lo regularmente.

Se uma erva for consumida sem autorização médica, a saúde é colocada em risco, pois os compostos da planta podem causar interações com medicamentos de uso constante e até mesmo com alimentos que são consumidos regularmente, causando várias reações adversas.

Como usar o louro para tratar a diabetes?

Desde que o médico concorde, é possível incluir a infusão de folha de louro na dieta como complemento para regular a glicose. Mais uma vez, lembramos que não deve ser um substituto para o tratamento médico.

Ingredientes

  • 4 copos de água (1 litro)
  • 1 colher de sopa de folhas de louro (15 g)

De acordo com algumas hipóteses, as folhas de louro podem ser um adjuvante para pessoas com problemas de glicose. Porém, seu consumo sempre deve ser feito sob supervisão médica.

Preparo

  • Leve ao fogo um litro de água para ferver. Depois que entrar em ebulição, adicione as folhas de louro. Mantenha no fogo durante três ou cinco minutos.
  • Em seguida, deixe repousar durante cerca de dez minutos e coe a infusão antes de tomá-la. Recomenda-se não exceder a quantidade de duas xícaras por dia.

Descubra: 6 estratégias para reduzir os níveis de glicose rapidamente

Louro com moderação

O louro parece ter efeitos positivos no caso de diabetes. Contudo, seu uso deve ser moderado, pois em excesso pode causar alguns efeitos colaterais. De acordo com uma publicação em Contact Dermatitis, em algumas pessoas a planta pode causar dermatite, asma ou alergias. Pode até causar náuseas e irritação na mucosa do estômago.

O consumo de infusões é contraindicado para grávidas, pessoas com distúrbios da coagulação, doenças do rim e do fígado ou com úlceras gastrointestinais. Na verdade, é melhor se informar, mesmo se você tiver outros tipos de distúrbios. Leve isso em consideração!

Segundo os especialistas da Fundação Espanhola de Nutrição (FEN) “da fruta, [do louro], que se parece com uma pequena azeitona preta, extrai-se uma substância muito aromática constituída por pinho e cineol, princípios utilizados na farmacologia” portanto, seria muito mais seguro usar um medicamento do que uma infusão para complementar o tratamento do diabetes.

Pode interessar a você...
Sintomas da diabetes gestacional pouco conhecidos
Mejor con SaludLeerlo en Mejor con Salud
Sintomas da diabetes gestacional pouco conhecidos

A diabetes gestacional está associada a complicações vasculares, como retinopatia, neuropatia ou doença vascular. É por isso que é necessária uma mudança no estilo de vida imediatamente. Conheça aqui alguns dos sintomas da diabetes gestacional pouco conhecidos.



  • Khan, A., Zaman, G., & Anderson, R. A. (2009). Bay Leaves Improve Glucose and Lipid Profile of People with Type 2 Diabetes. Journal of Clinical Biochemistry and Nutrition. https://doi.org/10.3164/jcbn.08-188
  • Taufiqurrohman. (2015). Indonesian Bay Leaves As Antidiabetic for Type 2 Diabetes Mellitus. Jurnal Majority.
  • Sahin Basak S, Candan F. Effect of Laurus nobilis L. Essential Oil and its Main Components on α-glucosidase and Reactive Oxygen Species Scavenging Activity. Iran J Pharm Res. 2013;12(2):367–379.