Como usar o alho para combater a perda de visão?

· 2 de setembro de 2016
Você sabia que os compostos sulfurosos do alho são ideais para reduzir a hipertensão e os níveis de colesterol altos? Que, por outro lado, estão relacionados com o dano ocular?

O enfraquecimento da visão é um dos problemas de saúde que costumam chegar com a idade. Uma alta porcentagem sofre algum tipo de dificuldade associada à velhice.

Alguns ignoram a situação e somente chegam a dar atenção suficiente quando as condições já avançaram muito e são quase irreversíveis.

Por isso, os médicos e especialistas indicam melhorar os hábitos de vida, especialmente aqueles relacionados com a alimentação.

Os olhos precisam de ácidos graxos essenciais, vitaminas e antioxidantes para funcionar em ótimo estado e evitar seu deterioramento.

Dessa forma, é interessante revisar os hábitos alimentares e adicionar à dieta alimentos que beneficiem de forma direta.

Por exemplo, consumir alho amassado todos os dias pode prevenir a degeneração macular.

Isso se deve ao seu alto aporte de compostos sulfurosos e minerais essenciais que trazem proteção às membranas do olho. 

O que é a degeneração macular?

Consumir alho para os olhos

A degeneração macular é uma doença visual que se caracteriza pela destruição lenta da visão central e aguda que dificulta a visualização de detalhes finos e a habilidade de leitura.

É mais comum nos indivíduos com mais de 60 anos, porém também podem aparecer casos em idades inferiores.

Esta degeneração acontece quando a mácula colapsa ou sofre algum tipo de lesão. Isso costuma ser parte natural do processo de envelhecimento, mas pode ser acelerado por maus hábitos e o desenvolvimento de certas doenças.

Os pacientes com este transtorno experimentam visão borrada, zonas escuras ou distorção na visão central e, às vezes, uma perda permanente da visão central.

Como o alho pode ajudar os pacientes com degeneração macular?

O alho se popularizou como um dos melhores alimentos para cuidar da visão dado ao seu alto conteúdo de nutrientes e propriedades.

Seus compostos derivados do enxofre, assim como o selênio e as vitaminas, agem a favor dos pacientes com degeneração macular, reduzindo seus sintomas.

Sua poderosa ação antioxidantes e anti-inflamatória protege as células da visão e impede que se destruam pela ação dos radicais livres.

Por outro lado, é um dos melhores alimentos para controlar a hipertensão e o colesterol alto no sangue, duas condições extremamente relacionadas com o dano ocular e a perda da visão.

Saiba mais: 6 conselhos para manter os olhos saudáveis

A pressão arterial e sua relação com os olhos

O alho para o sangue

Os pacientes com pressão arterial alta tem mais chances de ter problemas visuais. Em suma, isso se deve à restrição que o fluxo sanguíneo sofre, causando um impacto negativo sobre a atividade da retina.

Esta parte dos olhos depende dos níveis de oxigênio para um bom funcionamento, por isso um fluxo restringido compromete a saúde visual.

O alho favorece a fluidez do sangue e reduz a pressão sistólica a níveis estáveis.

O colesterol e a saúde visual

O excesso de colesterol na corrente sanguínea desencadeia reações perigosas a nível cardiovascular e está relacionado com a acumulação de depósitos de gordura abaixo da retina.

Além disso, esta substância lipídica reduz a capacidade visual e, a longo prazo, pode levar a perda da visão.

O alho contém substâncias com enxofre e poderosos antioxidantes que impedem a síntese de colesterol ruim e total.

Leia mais: 5 sinais que os olhos dão sobre a saúde

Como preparar alho amassado para cuidar da visão?

Alho

O alho amassado é preparado com uma ferramenta da cozinha chamado espremedor de alho. Esta ferramenta conta com uma pequena alavanca que serve para pressionar os dentes até obter uma pasta espessa.

Além disso, pode-se utilizar outras opções como cortar em lâminas ou mesmo triturar em um socador de alhos.

Modo de consumo

  • Para obter estes benefícios do alho recomendamos o consumo diário de um ou dois dentes.
  • Este sempre deverá estar cru, já que cozido chega a perder até 90% de suas propriedades.
  • De forma opcional pode-se combinar com um pouco de suco de limão e azeite de oliva.

Por fim, com que regularidade inclui o alho em sua dieta? Agora que já sabe de seus benefícios para a saúde visual, deixe de desculpas e consuma-o de forma contínua.

  • Reina, L. D. C. B., Montanari, C. A., Donnici, C. L., Diógenes, I. C. N., & de Sousa Moreira, Í. (2002). Interação de compostos organossulfurados derivados do alho com o citocromo-c: um estudo eletroquímico. Quim. Nova25(1), 5-9.
  • Leonêz, A. C. (2009). Alho: alimento e saúde.
  • Mariutti, L. R. B., & Bragagnolo, N. (2009). A oxidação lipídica em carne de frango e o impacto da adição de sálvia (Salvia officinalis, L.) e de alho (Allium sativum, L.) como antioxidantes naturais. Revista do Instituto Adolfo Lutz68(1), 1-11.
  • Queiroz, Y. S. D. (2010). Efeito do processamento do alho (Allium sativum L.) sobre os seus compostos bioativos e potencial antioxidante in vitro e in vivo (Doctoral dissertation, Universidade de São Paulo).
  • Basho, S. M., & Bin, M. C. (2010). Propriedades dos alimentos funcionais e seu papel na prevenção e controle da hipertensão e diabetes. Interbio4(1), 48-58.
  • Singi, G., Damasceno, D. D., D’Andréa, E. D., & Silva, G. A. (2005). Efeitos agudos dos extratos hidroalcoólicos do alho (Allium sativum L.) e do capim-limão (Cymbopogon citratus (DC) Stapf) sobre a pressão arterial média de ratos anestesiados. Rev Bras Farmacogn15(2), 94-97.