Como substituir o pão em seus sanduíches, opções sem glúten

Se você parou de comer glúten por qualquer motivo, apresentamos 7 opções de receitas originais sem glúten para substituir o pão de trigo. Você vai adorar!
Como substituir o pão em seus sanduíches, opções sem glúten

Última atualização: 12 Maio, 2021

Você eliminou o glúten da sua dieta por razões de saúde e não sabe como substituir o pão em seus sanduíches? Descubra 7 alternativas sem glúten ao pão de trigo para saborear receitas originais, diferentes e muito saudáveis.

Desse modo, você poderá continuar tomando o seu café da manhã ou lanche todos os dias. Para isso, neste artigo, vamos compartilhar opções sem glúten para variar durante a semana com base em legumes, algas, farinha de leguminosas e tubérculos, etc.

Sanduíches sem glúten

As pessoas que decidiram parar de comer glúten, seja qual for o motivo, devem saber que há uma variedade de alternativas ao pão de trigo no momento da preparação de sanduíches.

Embora cada vez mais padarias incorporem pães de cereais sem glúten (trigo sarraceno, grão-de-bico, aveia, milho, quinoa, etc.), também podemos experimentar outras maneiras para substituir o pão em seus sanduíches tradicionais.

Talvez nunca nos tenha ocorrido envolver queijo e tomate em folhas de alface nem fazer crepes de mandioca ou fatias de algas nori desidratadas. No entanto, ao experimentar diferentes sabores e texturas, podemos saborear receitas variadas e muito saudáveis ​​todos os dias. A seguir, destacamos sete alternativas ao pão de farinha de trigo.

1. Folhas de alface

 

Além de comer sem glúten, se você estiver procurando opções leves e com vegetais para acompanhar diferentes tipos de guarnições, recomendamos que você opte por um alimento leve e natural: as folhas de alface.

Talvez você não saiba, mas há muitas variedades de alface, entre as quais recomendamos que você escolha as de folhas grandes e elásticas, que são as mais apropriadas para fazer os enrolados com o recheio que quiser.

Lembre-se de que esse vegetal contém uma quantidade significativa de fibra, um nutriente que se mostrou benéfico para a saúde digestiva.

2. Folhas de alga nori

Nas lojas de produtos asiáticos, podemos encontrar folhas de alga nori desidratadas, pois são comumente utilizadas na fabricação do famoso sushi. Essas algas estão prontas para o consumo e não requerem nenhum tipo de cozimento. Embora estejam secas, quando entram em contato com alimentos úmidos, tornam-se flexíveis, de maneira que podemos recheá-las com qualquer alimento.

Seu sabor é intenso e salgado, e pode nos lembrar o gosto dos peixes. Combinam muito bem com abacate, salmão defumado, milho, azeitonas, etc. Além disso, são fonte de ferro. Esse mineral é essencial para prevenir o desenvolvimento de anemia, de acordo com um estudo publicado em The Medical Clinics of North America.

3. Farinha de grão-de-bico

Opção de comida sem glúten

farinha de grão-de-bico é uma das farinhas sem glúten mais populares para substituir a farinha de trigo. Além disso, tem a grande vantagem de que não precisa do ovo para compactar os alimentos. Com essa farinha podemos fazer pães, crepes, biscoitos, etc. Além disso, essa farinha é muito nutritiva, rica em proteínas e fibras, tornando-se um alimento muito mais completo do que o trigo refinado.

4. Amido de mandioca

A mandioca é um tubérculo comum na culinária latino-americana. Pode ser comparada com a batata, a batata-doce e outros tubérculos, tanto pela textura quanto por seus valores nutricionais.

O amido de mandioca é o ingrediente sem glúten com o qual podemos fazer pães, panquecas, biscoitos, etc. Ele traz muita elasticidade às massas e sua textura e sabor são muito agradáveis.

Recomendamos que você leia: Combata a artrite comendo mandioca

5. Panquecas de arroz e milho

 

As panquecas de arroz e milho estão presentes, hoje em dia, em qualquer supermercado. Embora elas tenham pouco sabor, são um alimento saciante e crocante com o qual podemos acompanhar qualquer molho ou aperitivo. 

6. Folhas de arroz

As folhas de arroz são um ingrediente muito comum na cozinha asiática. Destacam-se por sua rigidez e sua cor transparente, mas se tornam flexíveis quando molhadas com água. Desse modo, podemos recheá-las com todos os tipos de ingredientes para depois comê-las crus, fritas ou assas. 

Uma das receitas mais famosas são os rolinhos de primavera recheados de repolho, cenoura, soja, carne, etc.

7. Trigo sarraceno

 

O trigo sarraceno é um alimento sem glúten. Além disso, fornece quantidades significativas de antioxidantes.

O trigo sarraceno, apesar do nome, não pertence à família de cereais com glúten que conhecemos. Também se chama trigo mourisco ou trigo preto, e é um alimento rico em nutrientes. Além disso, esse alimento contém minerais como o potássio, capazes de reduzir a pressão arterial. É isso o que afirmam os especialistas em nutrição.

Com o trigo sarraceno, podem ser preparadas as famosas galettes da França ou Bélgica, que são panquecas salgadas de uma cor mais escura do que as doces (de farinha de trigo) e que geralmente são recheadas com presunto, queijo, champignon, ovos, etc.

Com a farinha de trigo sarraceno, também podemos fazer pães muito saborosos, bem como massa de pizza.

Utilize alternativas ao pão

Você ficou com vontade de preparar algumas das opções mencionadas? Dessa forma, poderá preparar receitas sem glúten muito saborosas, adequadas para pessoas com doença celíaca.



  • Holscher HD., Dietary fiber and prebiotics and the gastrointestinal microbiota. Gut Microbes, 2017. 8 (2): 172-184.
  • DeLoughery TG., Iron deficiency anemia. Med Clin North Am, 2017. 101 (2): 319-332.
  • Chmielewski J., Carmody JB., Dietary sodium, dietary potassium, and systolic blood pressure in US adolescents. J Clin Hypertens, 2017. 19 (9): 904-909.