Alimentos sem glúten: bom para todos?

O problema com o glúten é que está presente em muitos mais alimentos do que pensamos, por isso que deveríamos verificar nosso grau de intolerância

Hoje em dia o discurso anti-glúten tem se tornado muito recorrente por parte dos defensores da alimentação natural e balanceada.

Muito além das modas alimentares, acusadores e partidários apresentam argumentos válidos a favor e contra esta substância presente em um grande número de alimentos.

O glúten é bom para todos que o consomem? A evidência parece mostrar que este componente altamente proteico pode ser prejudicial para certo grupo de pessoas.

O que é o glúten?

O glúten é uma substância proteica vegetal, presente principalmente no trigo e outros cereais. Quem o olha de esguelha, questiona o alto conteúdo calórico deste produto alimentar.

Existe quem tem a hipótese de que o organismo do ser humano ainda não está preparado para digerir e se adaptar adequadamente a esta substância e ao trigo em geral.

O que sim é certo é que existem pessoas que não se beneficiam com este alimento.

É o caso pontual das pessoas que sofrem de doença celíaca, uma doença digestiva que consiste basicamente na intolerância ao glúten.

Leia também: Como fazer biscoitos de sementes sem glúten e sem lactose

Você sabe se é celíaco?

Homem intolerante ao glúten

Fadiga, perda óssea, dores abdominais e intolerância à lactoseEstes são alguns dos sintomas que as pessoas com doença celíaca apresentam.

Mesmo que bem determinados, estes sinais são muito gerais e somente podemos ter certeza de ter a doença mediante exames médicos.

Somente na Espanha existem 450.000 pessoas adequadamente diagnosticadas. O problema é que muitos nem sequer apresentam sintomas maiores e existe pouca informação a respeito na população.

Esta doença não tem cura e pode durar a vida toda. O melhor tratamento para estes pacientes é manter uma rigorosa dieta livre de glúten.

Alimentos sem glúten

Nem sempre é fácil levar uma dieta alimentar sem trigo, entre outras coisas, pois o glúten se encontra em uma infinidade de produtos que consumimos cotidianamente.

É o caso de alimentos como:

  • Macarrão
  • Pão
  • Molhos
  • Farinha refinada
  • Cereais
  • Biscoitos
  • Cerveja

O ideal é ir retirando todos estes produtos alimentícios e compensar a dieta com outros fáceis de tolerar como:

  • Vegetais
  • Frutas
  • Verduras
  • Frango
  • Arroz

O desafio é poder fazer a mudança sem perder os nutrientes necessários ou perder peso.

Tem-se que levar em consideração que são numerosos os produtos comerciais que utilizam o trigo em sua composição.

De compras no supermercado: produtos sem glúten 

Farinha sem glúten

Temos que lembrar de que o glúten é utilizado para aumentar os valores nutricionais de produtos que não são compostos de trigo e outros cereais.

Por este sentido, tudo começa com nossos hábitos de compra e consumo.

A regra de outro é ler os ingredientes na embalagem dos alimentos. Felizmente, a maioria dos países exige que as empresas produtoras etiquetem “100% livre de glúten”.

O comprador somente deve ler e fazer a escolha.

Existem alimentos que não deveriam conter este nutriente e, no entanto, o possuem. É o caso de:

  • Molho de soja
  • Temperos de salada
  • Iogurtes
  • Frutos secos
  • Queijo azul
  • Embutidos
  • Algumas apresentações de frango

Logo, é preciso ter especial cuidado com os produtos integrais, já que, em geral, contêm glúten.

Contaminação cruzada

O próprio processo de cozinhar se modifica radicalmente devido ao risco de contaminação cruzada.

Este conceito se refere a alta probabilidade que temos de contaminar alimentos livres de glúten quando os cozinhamos com outros que sim contam com esta substância proteica.

Por exemplo, se fritamos berinjelas ou um frango com óleo previamente utilizado para fritar batatas ou pasteis, alguns restos do composto de trigo podem passar para o nosso alimento.

Também temos que tomar precauções com refeições em grupo ou familiares. Nem todas as pessoas seguirão uma rotina nutricional tão estrita. Terá quem precise comer sem glúten.

Visite este artigo: 5 sinais que indicam que deve eliminar o glúten de sua dieta

Alguns produtos toleráveis

Aveia que contém glúten

Existem alimentos com baixo conteúdo de glúten, como a aveia, que podem ser tolerados pelos celíacos.

É importante sermos cautelosos com o alto conteúdo do produto susceptível a provocar alergia. Também é bom fazer testes com aqueles que podemos consumir ocasionalmente.

Além da doença celíaca, os afetados por alergias, inflamações intestinais, diabetes e cardiopatias seguem dietas baixas em trigo.

Não podemos dizer que o glúten é ruim porque sim. Grande parte da população mundial não mostra maiores reações ao consumi-lo diariamente.

No entanto, existe uma relação visível entre esta substância e alguns quadros clínicos negativos.

Imagem principal cortesia de © wikiHow.com

Recomendados para você