Combata a artrite comendo mandioca

· 14 de agosto de 2015
A mandioca é parecida com a batata, e em muitas receitas se substituem. Graças a esse tubérculo, pode-se reduzir a dor, o inchaço e a rigidez causados pela artrite.

A mandioca é um tubérculo cultivado principalmente em países tropicais da América, Ásia e África, ainda que hoje em dia seja possível encontrá-la em muitas quitandas em todo o mundo.

Nesse sentido, neste artigo, explicaremos por que a mandioca não é só um alimento com valores nutricionais muito interessantes, mas também por que é muito recomendável para tratar os sintomas da artrite de maneira natural.

Sobre a mandioca

Este tubérculo que por fora tem o aspecto de um tronco procede de um arbusto e tem um alto teor de carboidratos completos, uma propriedade que o converte em um alimento muito energético.

Por seus valores nutricionais, sua textura e seu sabor é comparado frequentemente com a batata e a batata doce, e inclusive, pode-se substituir um pelo outro em múltiplas receitas.

Mandioca-frita-500x334

Mandioca e artrite

De acordo com alguns estudos, a mandioca contém um componente, a saponina, que é capaz de melhorar o estado das articulações que estão afetadas pela artrite, pois limita ou freia sua deterioração.

Outra grande vantagem da mandioca é que evita os efeitos secundários que a medicação convencional tem sobre o sistema digestivo.

Consumindo a mandioca diariamente, pode-se reduzir a dor, o inchaço e a rigidez causados por essa doença.

Leia mais: A melhor dieta para pacientes com artrite

Quem mais pode consumir?

A mandioca é um alimento muito popular em muitos países onde é cultivada com facilidade. Além disso, seu preço é muito mais econômico que os de outros alimentos, de modo que é imprescindível na dieta.

Além disso, destaca-se por seu poder energético, que a transforma na opção ideal para crianças, adolescentes, atletas e pessoas que estão expostas a esforços importantes.

Também tem a vantagem de ser de fácil digestão e, inclusive, é benéfica para quem sofre de transtornos digestivos como gastrite, acidez, úlceras ou colite.

Mandioca-para-artrite500x334

Como consumi-la?

Pode-se consumir a mandioca como suplemento ou também como alimento:

  • Como suplemento: deve-se comê-la durante três meses, faça um descanso de outros três, e volte a repetir o tratamento. Também pode-se comê-la durante os surtos agudos.
  • Se optar por consumi-la como alimento, pode-se cozinhá-la do mesmo modo que faria com a batata: em omelete, refogada, ao forno, etc. Também se pode fritar, mas ainda que seja um prato delicioso, não será tão benéfico para a saúde.

É importante destacar que a mandioca não é só livre de glúten, como também faz parte de muitas receitas para celíacos.

Com farinha e amido de mandioca, pode-se elaborar pães e bolos, cuja textura e sabor são deliciosos e estão ao nível dos que são preparados com outras farinhas.

Saiba mais: Receitas para celíacos, sem glúten e cheias de carboidratos

Pãezinhos de mandioca

Ingredientes:

  • 300 ml de água.
  • 150 ml de azeite de oliva extra virgem.
  • 3 ovos.
  • 2 colheres de sopa (10 g) de sal marinho.
  • 300 g de queijo fresco.
  • 500 g de amido de mandioca.
  • Temperos opcionais: alho, pimentão, pimenta, etc.

Preparo:

  • Primeiramente, pré-aqueça o forno a 200 graus por 15 minutos.
  • Em seguida, bata todos os ingredientes até conseguir uma textura fina e homogênea.
  • Preencha menos da metade das formas para pães, previamente untadas com azeite para que não grudem. As formas de silicone são as mais adequadas.
  • Asse durante 25 minutos a 200 graus na parte inferior do forno para que cresça com facilidade.
  • Por fim, coma quente.

Outros alimentos benéficos

Cebolas-para-artrite500x334

A seguir enumeramos alguns alimentos que também são benéficos para combater a artrite:

  • Cúrcuma: excelente especiaria para tratar as inflamações e a dor.
  • Água de mar: rica em minerais que fortalecem os ossos e as articulações.
  • Brócolis: anti-inflamatório, anticancerígeno, alcalinizante e antioxidante. Deve-se cozinhá-lo durante o tempo certo para que não perca sua cor verde e, portanto, suas propriedades.
  • Alcaçuz: este tronco é conhecido também pela cortisona natural e ainda por evitar os efeitos secundários desta medicação.
  • Cebola: a cebola reduz as inflamações, pois limpa os rins de toxinas.
  • Maca-peruana: esta surpreendente raiz dos Andes reduz as dores e a inflamação e também regula os níveis hormonais, que podem influenciar alguns tipos de artrite.
  • Alho: o alho é um alimento medicinal para múltiplas doenças, dentre elas a artrite. Um bom tratamento consiste em realizar a antiga cura tibetana do alho.
  • Chá verde: esta excelente bebida é rica em antioxidantes e flavonoides que ajudam a reduzir a inflamação.
  • Melo, D. S. D., Corrêa, A. D., Marcos, F. C. A., Sousa, R. V. D., Abreu, C. M. P. D., & Santos, C. D. D. (2007). Efeitos da farinha de folhas de mandioca sobre a peroxidação lipídica, o perfil lipídico sangüíneo e o peso do fígado de ratos. Ciência e Agrotecnologia.
  • Séfora de MELO, D., Duarte CORRÊA, A., Almeida MARCOS, F. C., de SOUSA, R. V., Patto de ABREU, C. M., & dos SANTOS, C. D. (2008). Efeitos da farinha de folhas de mandioca sobre a atividade das enzimas AST, ALT, FA e lipídios hepáticos de ratos Wistar. Ciência e Tecnologia de Alimentos28(1).
  • Nunes, P. S., Rodriguez, A. L., Baptista, R. R., da Luz Dias, R., Chaves, D. M., Dalla Rosa, T., ... & da Silva, W. A. (2011). Índice glicêmico de um repositor energético à base de amido de mandioca. Revista da Graduação.
  • Stephan, M. P. Pão de mandioca isento de glúten e lactose adequado para celíacos e/ou praticantes de atividade esportivas. In Embrapa Agroindústria de Alimentos-Resumo em anais de congresso (ALICE). In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE NUTRIÇÃO ESPECIAL E EXPO SEM GLÚTEN, Rio de Janeiro, 2018.[Anais..]. Rio de Janeiro: CBAN, 2018. Não paginado..