Como perder peso com a raiz de gengibre?

· 6 de março de 2019
Um ingrediente que pode nos ajudar a atingir o objetivo de evitar excesso de peso é a raiz de gengibre. Interessado em saber de que maneira? Confira.

Um ingrediente que pode nos ajudar a atingir o objetivo de evitar excesso de peso é a raiz de gengibre. Interessado em saber de que maneira? Confira.

Controlar o peso não corresponde somente a uma questão de vaidade. É também um fator muito importante no que diz respeito a manter o organismo limpo e livre de doenças.

Nesse sentido, é importante manter uma vida ativa, exercitar-se com regularidade e manter uma dieta equilibrada.

O uso do gengibre em medicina não é novo. De fato, Galeno, médico grego anterior ao século V, um dos pais da medicina, já o utilizava em distintos tratamentos. Na Ásia o gengibre foi apreciado durante séculos por suas propriedades curativas.

Ainda que se possa consumir de várias formas, seja em doces ou como ingredientes em pratos sofisticados, o chá de gengibre também é uma forma muito popular – ainda que mais suave – de consumir essa raiz. Em seguida, aprenda como prepará-lo e como isso te ajudará a perder peso.

Como preparar o chá de raiz de gengibre?

É muito simples. Tudo que você precisa é de um pouco de gengibre e água. Se preferir, também pode adicionar algum tipo de adoçante. Se esse é o caso, recomendamos que seja de origem natural, como por exemplo o mel.

  1. Primeiro passo – Ferva 3 copos d’água
  2. Segundo passo – Lave e escorra cerca de 90 gramas de raiz de gengibre
  3. Terceiro passo – Descasque o gengibre e corte-o em pedaços pequenos
  4. Quarto passo – Coloque o gengibre em um bule ou algum outro recipiente com tampa
  5. Quinto passo – Adicione agua fervente e deixe a mistura em repouso, coberta, durante aproximadamente 10 minutos
  6. Último passo – Ferva o chá e sirva

Leia também: Delicioso chá de gengibre e cúrcuma para perder peso

O chá de gengibre no organismo

O chá de gengibre favorece o controle e a perda de peso de diferentes formas. Algumas pesquisas, por exemplo, sugerem que o gengibre reduz a inflamação e promove a sensibilidade à glicose; fatores que intervém na perda de peso.

Além do mais, acredita-se também que o gengibre intervém no aumento dos níveis de serotonina, um neurotransmissor que, entre outras funções, intervém no controle do apetite, o que faz com que o consumo de gengibre nos cause uma sensação de saciedade que evita com que continuemos a comer.

Por outro lado, também é útil para o propósito devido a suas propriedades digestivas.

Assim, acredita-se que os compostos do gengibre estimulam a produção de suco gástrico, fortalecem os músculos intestinais e incrementam as contrações musculares no estômago, o que ajuda na mobilidade dos alimentos no organismo com maior facilidade.

Isso não apenas reduz o mal estar associado à indigestão, como também favorece a melhor absorção de nutrientes e eliminação de resíduos do organismo, o que evita o aumento de peso.

Finalmente, dois componentes presentes no gengibre, a gengiberina e o gingerol, melhoram o metabolismo, ao estimular o incremento no gasto de energia e a oxidação das gorduras.

Assim, como durante os exercícios, o consumo de gengibre incrementa o calor corporal e queima calorias, o que facilita e acelera a perda de peso.

Pode te interessar: Saiba como fazer uma limonada detox com gengibre e maçã

Perca peso naturalmente com gengibre

Consumir gengibre, seja em chá ou em qualquer outra forma, é uma maneira muito saudável de manter o organismo saudável e perder peso.

Mas como com todo alimento ou remédio natural, é necessário cuidado no momento de consumi-lo: o gengibre não é recomendado durante os períodos de gestação e produção de leite materno, nem para pessoas com problemas de coagulação sanguínea.

Se você quer perder peso, incorporar essa raiz à sua dieta e manter uma rotina regular de exercícios pode trazer resultados assombrosos.

Imagem oferecida por Joana Petrova

  • TERMOGÊNICOS, O. Informativo Técnico.
  • DE PREPARO, M. O. D. O. PA. 09.24. 0000-Limão, Mel e Gengibre.
  • Baldin, N., & Acosta, P. M. R. (2017). Representações Sociais do uso popular de plantas medicinais: experiência em uma comunidade rural. Revista de Educação Pública, 27(64), 159-178.