Como motivar crianças que estão em fase escolar

8 de setembro de 2019
Crianças motivadas aprendem muito melhor, pois na fase escolar são verdadeiras esponjas. Precisamos saber como incentivá-las para que se desenvolvam da melhor maneira.

Motivar crianças que estão em fase escolar, irá assegurar o conhecimento e aprendizado adequados ao longo do caminho. Além disso, evitará que elas fiquem entediadas e desmotivadas em uma idade tão precoce, repercutindo no processo de estudo a longo prazo.

Aprender se divertindo

Crianças motivadas

Se queremos motivar as crianças em seu estágio educacional, devemos esquecer as aulas tradicionais nas quais elas ainda devem ficar quietas, ouvindo o professor. Se isso é chato para os adultos, imagine como será para uma criança cheia de curiosidade que quer se movimentar o tempo todo.

Além disso, mesmo da nossa perspectiva de adultos, podemos estar cientes de que, se o aprendizado é divertido, ele é internalizado muito melhor. Portanto, fazer certos jogos e transformar a teoria em prática serão duas opções muito interessantes.

Vamos dar um exemplo muito simples. Se, em uma das aulas de conhecimento do meio ambiente, nosso filho está estudando os tipos de árvores que existem e isso não o motiva; se torna mais difícil que ele consiga aprender os conceitos. Então, há maneira melhor de conseguir aprender do que imergindo-o na natureza?

Como pais, podemos programar uma excursão a um parque ou a uma trilha natural. Enquanto apreciamos a paisagem, veremos os diferentes tipos de árvores que encontramos e tentaremos identificá-las. Nosso filho poderá tocá-los, cheirar suas folhas (eucalipto, por exemplo).

Leia também este artigo: 5 dicas para alcançar a felicidade

Crianças em fase escolar precisam de tempo

Atualmente, muitas crianças participam de muitas atividades extracurriculares que lhes tiram o tempo para brincar, se cansar ou não fazer nada. Isso não é bom para eles.

Que benefícios podem ser obtidos ao incentivar as crianças a aproveitar seu tempo livre? Bem, aqui estão alguns que, além disso, ajudarão em seu desenvolvimento pessoal:

  • Aprendem a decidir: as crianças devem aprender a ser mais autônomas e a tomar decisões, mesmo que sejam pequenas. Se não os deixarmos, no futuro, eles procurarão depender de outras pessoas para lhes dizer o que devem ou não fazer.
  • Desenvolvem sua curiosidade: os pequenos são terrivelmente curiosos porque tudo chama sua atenção. Se tiverem tempo livre, poderão deixar a curiosidade fluir e satisfazê-la.
  • Começam a saber escolher: nesse tempo para elas, as crianças devem conseguir escolher o que querem fazer. Várias opções aparecerão em sua cabeça, mas elas escolherão uma delas. Isso, no futuro, as ajudará a saber como escolher.

Leia este artigo: Brincadeiras conforme cada etapa de crescimento

Ouça suas necessidades

Menina em fase escolar se divertindo

Ter um filho não significa que saibamos tudo sobre ele desde o primeiro minuto. Temos que conhecê-lo e, acima de tudo, ouvir suas necessidades. Porque uma coisa é o que ele faz e outra o que ele quer. Vejamos um exemplo simples.

Juan é um garoto de 5 anos que gosta de jogar futebol com os pais. No entanto, quando os pais o matricularam em uma escolinha de futebol, Juan ficou triste, não conseguiu aproveitar as aulas e passou a demonstrar rejeição na hora de ir para a próxima aula.

Seus pais não entendem o que acontece. Mas, se soubessem ouvir Juan, não teriam dúvidas sobre o que acontece. Juan gosta de jogar futebol com eles porque gosta dos pais e se diverte com eles. Não é que ele esteja especialmente interessado em futebol, é que ele gosta de aproveitar o tempo que passa com seus pais.

Antes de apresentar uma criança a uma atividade, vamos perguntar se ela realmente deseja fazer isso ou se estaria interessado em tentar descobrir se gosta. As crianças podem e devem decidir em algumas situações, como a que vimos refletida no exemplo.

Motivar as crianças na fase escolar não é muito difícil. Com esses três elementos que abordamos, podemos começar a fazer com que elas desfrutem da fase em que estão.

Não pretendemos aqui que as crianças se tornam adultos antes do tempo. Não precisamos incutir nossas rotinas esmagadoras. Elas são crianças e estão em uma fase escolar, onde podem aprender se divertindo e desfrutando. Assim, não tiramos delas tão cedo a beleza da infância.