Como fazer um enema em casa e quais são os riscos?

Os enemas anais são mais comuns do que se pensa; no entanto, existem precauções a serem consideradas. Aprenda a fazer um enema em casa corretamente.
Como fazer um enema em casa e quais são os riscos?

Última atualização: 30 março, 2022

Por várias razões, algumas pessoas precisam fazer um enema em casa, que também é conhecido como lavagem anal, para ajudar a limpar o material fecal do reto. Isso faz parte da preparação para alguns procedimentos médicos, como um método para aliviar a constipação ou como uma etapa de limpeza antes do sexo anal.

Em geral, essa é uma prática habitual e recorrente mas ainda pouco comentada, pois existe um tabu. Continue lendo e aprenda tudo o que você precisa saber sobre como fazer um enema em casa.

O que é um enema?

Também conhecido como ducha anal ou limpeza do cólon, um enema é um procedimento no qual grandes quantidades de água pressurizada são introduzidas pelo ânus através de um tubo ou bulbo. O fluido é então expelido junto com as fezes, até que saia um líquido claro. Neste momento, o reto, cólon e parte do intestino delgado estão limpos.

Segundo informações da Clínica Mayo , há quem defenda que o uso de enemas pode ajudar a desintoxicar o organismo, aumentar a energia e melhorar o sistema imunológico. No entanto, não existem evidências médicas para apoiar tais benefícios.

Os enemas podem ser uma boa maneira de auxiliar no combate à constipação, pois ajudam a aliviar o desconforto e facilitam a expulsão das fezes. É um procedimento recomendado para pessoas com constipação crônica, embora não possa ser repetido muitas vezes, pois o corpo tende a se acostumar e o peristaltismo normal pode se tornar mais lento.

Tipos de enemas

Os enemas podem ser classificados em duas grandes categorias, de acordo com sua finalidade. Alguns são indicados para a realização em casa, enquanto outros são exclusivamente de uso profissional.

Tudo depende de para que e como eles serão usados. Aprenda a diferenciá-los de forma simples e saiba para qual situação é aconselhável usar cada um deles.

Constipação que será tratada com um enema caseiro.
Os enemas podem aliviar a constipação, mas as causas devem ser sempre investigadas para a realização de um tratamento adequado.

1. Enemas de limpeza

Também chamados de enemas de evacuação, são o tipo mais frequente e comum de enemas anais. É um enema que pode ser feito com segurança em casa.

Eles são administrados para limpar o cólon, o reto e parte dos intestinos de qualquer matéria fecal que possa ser encontrada lá. Neste tipo de enemas, geralmente são usadas água pura ou soluções salinas.

Os enemas de limpeza são recomendados em casos de constipação, para obter amostras de fezes, antes de um exame radiológico do reto ou como método de preparação para uma relação sexual anal. Geralmente o líquido é retido por 2 ou 3 minutos antes de ser expelido completamente, e o procedimento é repetido até que a água saia clara e limpa.

2. Enemas de retenção

A diferença entre o enema de limpeza e o de retenção é que no primeiro o paciente evacua a água quase imediatamente, enquanto no segundo ele deve reter o líquido por menos de 30 minutos. Nesse tipo de enema, alguns medicamentos geralmente são administrados no reto misturados com a água, quando não podem ser administrados por via oral.

Além de medicamentos, geralmente são introduzidas substâncias nutritivas. Em ambas situações, o enema de retenção deve ser realizado por profissionais para garantir que as doses estejam corretas.

Antes de realizar o enema de retenção deve ser feito um de limpeza, para que os medicamentos fornecidos cheguem rapidamente à corrente sanguínea.

Como fazer um enema em casa corretamente?

Cada pessoa pode ter sua própria maneira de faze um enema em casa. Desde o instrumento usado até a posição mais confortável.

Estas são algumas recomendações gerais para realizar um enema caseiro de forma fácil e segura, que será de grande ajuda quando se realiza este procedimento pela primeira vez:

  1. Escolha a sua ferramenta preferida: tenha à mão o enema de farmácia ou o bulbo anal com o qual irá realizar a lavagem, previamente desinfetado.
  2. Encha-o com água morna: lembre-se de cuidar da temperatura para não gerar uma mudança repentina ou desconfortável assim que o líquido entrar no corpo.
  3. Lubrifique a ponta plástica: com a ajuda de vaselina ou algum lubrificante, unte a ponta da ferramenta com a qual você fará o enema para facilitar sua entrada.
  4. Fique em uma posição confortável: algumas das mais recomendadas são deitar de lado com as pernas dobradas, deitar de costas com as pernas no peito ou agachar.
  5. Insira suavemente a ponta: insira suavemente a ponta do enema ou bulbo no ânus, tomando muito cuidado para não fazer movimentos agressivos.
  6. Abra ou pressione a ferramenta: se for um enema de farmácia, pendure-o a 90 centímetros do chão, vire de lado ou para cima e abra a torneira para permitir que a água entre. Se estiver usando um bulbo, é mais confortável agachar e pressioná-lo suavemente.
  7. Aguarde alguns minutos: fique na posição escolhida e tente manter a água. Espere até sentir vontade de evacuar.
  8. Repita a lavagem: repita o enema 3 a 4 vezes, até que a água saia clara e limpa. Lembre-se de não introduzir mais de 250 mililitros de água em cada enema.
Bulbo para enema em casa.
Os bulbos para enemas caseiros são comercializados quase sempre em tamanho padrão.

Riscos e precauções com os enemas caseiros

Embora seja verdade que os enemas são um procedimento muito útil e que pode ser realizado no conforto do lar, não se deve abusar deles. O uso excessivo pode ter repercussões na saúde que acabam prejudicando a flora intestinal.

A seguir estão algumas precauções para tirar o máximo proveito dos enemas e não correr riscos desnecessários:

  • O uso de enemas de café ou água com sabão deve ser evitado, pois irritam o intestino e podem causar dor e desconforto abdominal.
  • Eles não são recomendados em situações em que é perigoso aumentar o peristaltismo intestinal ou movimentos intestinais naturais, como apendicite ou perfuração intestinal.
  • Pode ser prejudicial em pacientes com desequilíbrio hidroeletrolítico. Por exemplo, se houver insuficiência renal.
  • Em algumas pessoas, um enema realizado de forma errada pode causar náusea, dor abdominal, proctite ou coceira anal.

Fazer um enema em casa é coisa séria

Depois de conhecer os benefícios e os cuidados dos enemas, realize-os com atenção para não correr nenhum risco. Lembre-se de não abusar deles e só usá-los quando necessário.

Se o principal problema for a constipação, procure alternativas naturais primeiro e depois considere fazer um enema eventual. Consulte o seu médico se a constipação durar mais de uma semana.

Pode interessar a você...
Como limpar o intestino de forma natural
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Como limpar o intestino de forma natural

No artigo de hoje você aprenderá a limpar o intestino de forma natural, para que os outros órgãos do seu organismo funcionem perfeitamente. Descubr...



  • Antonio, Karla Alejandra Santos Jasso Benjamín, and Cantoral Marina Jorge Maza Valle. “Volumen ideal para realizar enemas evacuantes en niños.” Revista Mexicana de Cirugía Pediátrica 18.2 (2014): 63-69.
  • Alparo Herrera, Indhira, and Nelson Ramírez Rodríguez. “Constipación crónica, a propósito de dos casos.” Revista de la Sociedad Boliviana de Pediatría 50.3 (2011): 170-174.
  • Squire, R., et al. “The clinical application of the Malone antegrade colonic enema.” Journal of pediatric surgery 28.8 (1993): 1012-1015.
  • Graf, Joy L., et al. “The antegrade continence enema procedure: a review of the literature.” Journal of pediatric surgery 33.8 (1998): 1294-1296.