Como evitar o resfriado no bebê

· 31 de outubro de 2018
Não há forma completamente eficaz de prevenir o resfriado no bebê. Apesar disso, existem alguns cuidados básicos que podem ajudar a minimizar o risco de contágio.

Para evitar o resfriado no bebê, basta levar em conta alguns cuidados básicos. Embora seja impossível evitar 100% a exposição aos vírus, algumas recomendações podem ser muito úteis para minimizar o risco, especialmente em dias frios.

É importante considerar que o sistema imunológico do bebê é delicado e ainda não está totalmente desenvolvido. Por isso, estar perto de pessoas doentes ou manter-se em ambientes de risco, pode desencadear os sintomas característicos desta doença.

O mais preocupante é que as dificuldades respiratórias causam algumas complicações, porque o bebê não consegue descansar bem fica suscetível a doenças mais cuidadosas, como bronquite ou pneumonia. Quais são as medidas para evitar o resfriado no bebê? Anote!

Sintomas para reconhecer o resfriado no bebê

Sintomas para reconhecer o resfriado no bebê

Os sintomas do resfriado em um bebê podem ser semelhantes aos da gripe ou outras doenças respiratórias. No entanto, eles geralmente transcorrem sem febre alta e, embora requeiram atenção, não representam algo sério. Os resfriados mais comuns incluem:

  • Muco transparente que, com os dias, adquire uma cor amarelada ou esverdeada.
  • Espirros constantes
  • Dor de garganta leve
  • Perda de apetite
  • Problemas de sono
  • Respiração inquieta ou chiado.
  • Decadência geral.
  • Tosse branda
  • Diarreia e vômito.

Leia também: Como preparar xaropes naturais e expectorantes para descongestionar as vias respiratórias

Dicas para evitar o resfriado no bebê

As recomendações para evitar um resfriado em um bebê são fáceis de aplicar e têm a ver com o estilo de vida. Embora não possam ser evitados todos os resfriados, consegue-se reduzir o número de contágios ao longo do ano. A seguir nós repassamos os mais importantes:

Amamentar

Dicas para evitar o resfriado no bebê: Amamentar

A amamentação materna é uma das melhores soluções naturais para fortalecer as defesas dos bebês. Portanto, a alimentação constante é fundamental para a prevenção de resfriados. O leite materno contém anticorpos que criam uma barreira contra os germes.

Evitar o contato com enfermos

Na medida do possível, tente evitar que o bebê entre em contato com uma pessoa com gripe ou resfriado. Uma vez que o risco de infecção é alto, a exposição ao mesmo ambiente pode desencadear a doença.

Mantenha o bebê aquecido

As mudanças súbitas de temperatura são um fator de risco para doenças respiratórias na infância. Por isso, para evitar o resfriado em um bebê deve-se manter uma temperatura regular, de preferência quente. Claro, você não deve abrigar o bebê em excesso.

Alimente-o de forma saudável

Como evitar o resfriado no bebê: alimente-o de forma saudável

Se o bebê já está no estágio em que ele pode começar a comer alimentos, pode lhe ser dado frutas e legumes, como um preventivo de doenças. Neste caso particular, são recomendados aqueles vegetais que fornecem vitamina C, que são fundamentais para a saúde do sistema imunológico.

Lave suas mãos com frequência

Uma das medidas mais eficazes para evitar o resfriado no bebê é lavar as mãos constantemente, especialmente antes de ter qualquer contato ele. Tenha em mente que as mãos tocam em muitas superfícies que podem conter germes. Portanto, elas são uma via principal de contágio.

Evite lugares fechados

Em tempos de resfriados é melhor evitar lugares fechados, como shopping centers, restaurantes, ou creches. Os ambientes desses lugares facilitam a propagação do vírus, já que ali pode haver uma ou várias pessoas doentes.

Garanta uma boa hidratação

Como evitar o resfriado no bebê: uma boa hidratação

Durante os primeiros seis meses de vida o leite materno ou de fórmula assegura a hidratação ideal. No entanto, após esse período é essencial incorporar outras bebidas hidratantes, como a água ou sucos de frutas.

Evite a fumaça de cigarro

A fumaça que o cigarro emite  é um dos piores inimigos da saúde respiratória dos bebês. Por isso, quando os pais fumam dentro de casa há mais risco de resfriados, bronquite, e insuficiência respiratória. Recomenda-se evitar qualquer exposição do bebê à fumaça do cigarro.

Ventile a casa

O ar em casa precisa ser “renovado” constantemente, porque pode acumular partículas prejudiciais, e vírus que afetam a saúde do bebê. Consequentemente, é essencial abrir portas e janelas alguns minutos por dia, e fazer uma boa higiene geral  e limpeza, para remover a poeira.

Veja também: 8 coisas que você nunca deve fazer com um bebê recém-nascido

Evite a medicação

Um medicamento sem supervisão do pediatra pode ter efeitos negativos sobre a saúde do bebê. Não é correto administrar medicamentos ao primeiro sinal de resfriado. De fato, muitos profissionais sugerem outros cuidados antes de recorrer aos remédios.

Você percebe algum dos sintomas de resfriado no seu bebê? Observe-o constantemente, e verifique sua temperatura. Se houver febre ou qualquer sinal de alerta, consulte um médico.