Como escolher um animal de estimação ideal para uma família?

27 de agosto de 2019
A escolha de um animal de estimação para a família requer uma tarefa conjunta e responsável para garantir uma convivência saudável e feliz para todos, uma vez que será um membro dela.

Chegou a hora de escolher uma mascote para se juntar à família. A maioria acredita que a adoção de um animalzinho é muito positiva para todos. Mas, como escolher um animal de estimação ideal para a família?

As crianças, em particular, desfrutam e aprendem muito quando têm um animal como companheiro em casa. Então, é muito importante saber qual tipo de animal de estimação podemos adotar. Não depende apenas dos gostos de cada um, mas de outros fatores, como hábitos domésticos, saúde, etc.

Escolha um animal de estimação ideal: avalie as possibilidades da família

Antes de sair em busca do animal de estimação ideal você tem que conversar e concordar com certos pontos. Isso facilita os tempos de decisão e escolha.

1. Orçamento para o cuidado

Um animal de estimação precisa de cuidados próprios relacionados a alimentos, exames veterinários, vacinas e assim por diante. Existem alguns animais que requerem mais atenção do que outros para viver de forma saudável.

  • Você precisa saber quanto dinheiro você tem por mês para pagar por esse custo extra. Dessa forma, certifique-se de escolher um animal de estimação que será realmente feliz e assim, evitará dores de cabeça.

Leia este artigo: Alimentação de cães e gatos: descubra os preferidos

2. Estilo de vida da família

Ao adotar um animal de estimação, você também precisa pensar no tempo que vai dedicar a ele. Se os membros da família vão para a escola ou trabalham fora e a maior parte do tempo a casa está vazia, esse animal estaria sozinho.

Além disso, outro ponto importante a levar em conta é se a família faz muitas viagens durante o ano. É necessário fazer uma série de perguntas: quem cuidará do bichinho quando não estivermos em casa? É possível levar o animal de estimação nas viagens?

Em casas onde há crianças pequenas, você deve escolher um animal de estimação que seja capaz de conviver com elas. Nem todos são recomendados e muito menos se causam algum tipo de alergia devido aos pelos. Há também outros que são muito benéficos para o seu crescimento.

3. Todos serão responsáveis

Acontece com frequência que alguns querem com todo fervor ter animais de estimação, mas outros simplesmente não querem saber nada sobre a ideia. Portanto, é essencial discutir e combinar com os termos referentes ao cuidado.

Talvez seja melhor especificar quem será responsável pelos seus cuidados e higiene para evitar discussões futuras. O que geralmente acontece é que todos terminam apaixonados pelo bichinho mas ninguém quer cuidar dele.

O cachorro pode ser um animal de estimação ideal

4. O espaço físico é fundamental para o animal de estimação ideal

Os metros quadrados do ambiente são uma condição para escolher um animal de estimação. Animais grandes e ativos não ficarão confortáveis ​​em um apartamento, por exemplo. Nesses casos, pode ser conveniente pensar em um aquário, que, aliás, também decora o local.

Quando a casa tem um bom jardim, podem optar por cães, que além de oferecer segurança, podem brincar livremente. E se pensam em animais exóticos, você precisa ler os regulamentos em vigor na sua região. Da mesma forma, é necessário verificar se eles têm tudo o que é necessário para a sua manutenção.

Descubra: Animais de Estimação: Você sabe por que são tão bons para a saúde física e mental?

5. Os passeios não podem faltar

Alguns animais de estimação são seres sociais que esperam seus passeios diários para estar em contato com o resto do mundo. Então, mesmo que todos na família tenham obrigações, alguém tem que levar a mascote para dar sua voltinha.

Nas manhãs ou tardes, dar um passeio com o animal, além de unir dono e animal, ajuda a que os dois se exercitem. É uma atividade que deve ser planejada e analisada. Se ninguém quiser realizar essa tarefa, muitos animais de estimação devem ser descartados como opção.

Os animais precisam de atenção

6. Todos os planos futuros devem incluir o animal de estimação

Parece que já é algo muito específico, no entanto, a escolha de um animal de estimação precisa dessas abordagens anteriores. Imaginar o futuro da família e suas mudanças é essencial para saber se o animal poderá continuar com você.

Se estiverem pensando em se mudar, terão que optar por residências onde aceitem animais e assim com cada ponto. Uma vez que o bichinho já faz parte da família, não pode ser abandonado.

Escolher um animal de estimação ideal: alguns exemplos

Quando já estiverem procurando, o importante é indagar sobre a personalidade do animal. Algumas raças ou tipos de animais tendem a ser mais sociáveis ​​e outros mais solitários. Esses traços são marcantes e ajudam a pensar sobre sua adaptação à família.

1. Cães

Na maioria das vezes são animais muito sociáveis, afetuosos e leais. É muito fácil que se acostumem com um ambiente familiar e encontrem seu próprio lugar rapidamente. Algumas raças amam as crianças e se tornam seus melhores amigos logo que recebem a primeira demonstração de afeto.

Acontece também que marcam seu território e às vezes são muito ciumentos de seus donos. Por outro lado, eles precisam ser acompanhados a maior parte do tempo. A solidão não é, de modo algum, uma situação que lhes agrade e eles podem provar isso quebrando alguma coisa.

Além disso, cães maiores geralmente precisam de mais atividade física. É essencial proporcionar-lhes um local para correr e brincar ao ar livre ou mais horas de passeios.

2. Gatos

Os felinos são mais apropriados para aquelas famílias que possuem um espaço físico menor. Por outro lado, eles se dão bem com o silêncio e poucas pessoas ao seu redor. Eles podem ficar sozinhos por um tempo em casa e não sofrem a mesma ansiedade que outros animais de estimação.

Uma desvantagem dos gatos é que seu pelo é geralmente a causa de algumas alergias. No entanto, se todos são saudáveis ​​em casa, é uma boa opção que é mantida com pouco cuidado.

Escolher gatos como mascotes

3. Peixes

Os peixes não precisam de mais espaço do que um aquário que pode ser colocado em algum canto da casa. Seu cuidado é insignificante: basta a alimentação e a higiene de seu habitat.

Ter peixes é um bom exercício para ensinar às crianças a responsabilidade de cuidar de um animal de estimação. No entanto, você deve verificar que não os alimentem demais, para que não fiquem doentes.

4. Hamsters

Como os anteriores, eles também não precisam de muito cuidado, só precisamos manter seu lugar limpo e alimentá-los. Podem passar muito tempo correndo dentro de sua gaiola e certamente as crianças gostam de olhá-los enquanto brincam.

Conclusão

Escolher um animal de estimação ideal é uma tarefa divertida, mas que requer responsabilidade e bom senso. O ideal é que todos os membros da família tenham a oportunidade de expressar sua opinião e respeitar às dos demais.

Posteriormente, o ideal seria que todos pudessem participar dos cuidados com o animal de estimação escolhido quando chegue em casa. Desta forma, todos podem curtir seu bichinho de estimação e se sentir parte de uma equipe.

Por último, mas não menos importante: paciência, afeição e responsabilidade são a chave para alcançar uma convivência saudável e feliz.