Como ensinar crianças a engolir comprimidos e remédios

As crianças precisam aprender a engolir comprimidos para tomar certos medicamentos no futuro. Descubra como você pode ajudar seu filho nesse aprendizado.
Como ensinar crianças a engolir comprimidos e remédios

Última atualização: 26 dezembro, 2021

Todos nós, em vários momentos da vida, precisamos recorrer ao uso de comprimidos, seja para o alívio de uma dor específica, seja para fazer um tratamento sob prescrição médica. Por isso, compartilhamos algumas dicas para ensinar as crianças a engolir comprimidos.

Afinal, a capacidade de ingerir medicamentos em cápsulas é essencial. Para os adultos já é uma ação simples e automática ao qual não prestamos atenção, mas para os pequenos pode ser complicada.

Durante os primeiros anos de vida do seu filho, não terá de lidar com esta situação, uma vez que os medicamentos para crianças geralmente são apresentados na forma líquida (xarope) ou em comprimidos para mastigar.

No entanto, à medida que seu filho cresce, será importante incentivá-lo a experimentar e praticar, pois essas outras alternativas nem sempre estarão disponíveis. Se você não sabe por onde começar, preste atenção às seguintes sugestões.

Por que ensinar as crianças a engolir comprimidos?

Como ensinar as crianças a engolir comprimidos e medicamentos
Todos nós precisamos tomar uma pílula em algum momento de nossas vidas. É por isso que esse aprendizado é tão importante.

Em primeiro lugar, é importante deixar claro por que é necessário ensinar as crianças a tomar comprimidos. Essa clareza nos motivará a iniciar o processo, pois é possível que acabemos deixando-o de lado, se pensamos que elas são muito pequenas ou se elas resistirem.

Lembre-se de que esse aprendizado será muito útil para elas por toda a vida. Nem todos os medicamentos podem ser tomados na forma líquida, nem podem ser triturados; na verdade, fazer isso muitas vezes reduz sua eficácia, altera sua função e pode levar a complicações.

Se seu filho aprender na hora, com sua ajuda e sua orientação, ele já terá dado um passo que não esquecerá. Ao contrário, se por algum motivo você adiar a aprendizagem, ela terá que ser adquirida no futuro, talvez sob maior pressão ou com mais medo.

Tentar e conseguir também aumentará sua autoestima e sua confiança em suas habilidades. Portanto, quando chegar a hora, não hesite em acompanhá-lo nesse processo. Certo?

Como ensinar as crianças a engolir comprimidos?

Uma questão inicial a ser considerada é a idade apropriada para ensinar as crianças a engolir comprimidos. Não existe uma única resposta correta e sempre dependerá da maturidade e disposição da criança (é preferível abordar o assunto quando seu filho estiver aberto e motivado a tentar).

No entanto, ele deve ter pelo menos quatro ou cinco anos, pois antes dessa época pode ser perigoso. Agora, se você decidiu iniciar este processo, mantenha as seguintes considerações em mente para concluí-lo com êxito.

A hora e lugar certos

Além de esperar que a criança atinja a idade adequada, é preciso buscar os momentos mais propícios para começar a ensiná-la a engolir comprimidos. Por exemplo, tente fazer em sua própria casa, nos momentos em que estiver calmo, relaxado e sem pressa e quando não houver outras distrações.

Seu filho deve colocar toda a atenção no que vai fazer, ou seja, ele nao pode assistir TV ou brincar ao mesmo tempo. Por outro lado, é preferível começar a treinar com ele quando ele estiver saudável.

Se você tentar ensiná-lo a tomar comprimidos quando estiver doente, seu humor e disposição ficarão muito piores. Além disso, você se sentirá pressionado porque precisará do remédio para curar. É melhor evitar essas complicações.

O que usar durante o treinamento?

Como ensinar as crianças a engolir comprimidos e medicamentos
O treinamento pode ser feito com confetes comestíveis, gotas de chocolate ou pequenos doces.

Uma criança não aprende a passar um comprimido em um único dia e não pode receber medicamentos sem motivo ou razão. Assim, para o treino pode começar por utilizar alimentos pequenos e atraentes como confetes para bolos.

À medida que a criança ganha confiança, ela pode passar para outras opções mais volumosas, como gotas de chocolate ou alguns doces. Finalmente, é possível fazer o treinamento final com pílulas de verdade, como multivitaminas adequadas à idade.

Instruções e supervisão claras

Esta é uma experiência nova para seu filho e pode causar alguns medos e dúvidas. Portanto, para facilitar o processo, tente oferecer instruções sequenciais, simples e claras. Vá acompanhando-o em cada passo e sirva-lhe de exemplo. Você pode orientá-lo com instruções semelhantes às seguintes:

  • Peça-lhe para ficar em uma posição adequada (ele deve estar sentado ou em pé, suas costas devem estar retas e sua cabeça ereta e ligeiramente inclinada para trás)
  • Dê-lhe um copo d’água e incentive-o a tomar um gole, a praticar o movimento de engolir.
  • Agora, peça-lhe que pegue o confete, doce ou pastilha e coloque-o no centro da língua.
  • Finalmente, ele tem que beber água novamente para passar a pílula. Ele pode continuar bebendo se sentir que a pílula ainda não passou.

Paciência e perseverança

Lembre-se de que para que o aprendizado seja concluído, serão necessários vários dias ou semanas. Assim, você pode passar alguns minutos por dia praticando e progredindo. Em qualquer caso, certifique-se de recompensar seu filho por seus esforços e tentativas, mesmo que ele ainda não tenha alcançado o resultado final. A chave é ser persistente.

Quando falar com um profissional?

Como regra geral, ao ensinar crianças a engolir comprimidos, a maioria delas aprende sem problemas. No entanto, alguns pequenos podem encontrar dificuldades especiais. Por exemplo, se eles não confiam em si mesmos, eles ficam muito nervosos ou têm medo de mudanças e novos desafios.

Se eles tiveram experiências ruins no passado ao tentar medicamentos, eles podem mostrar grande relutância em tentar novamente; e o mesmo acontece se tiverem sofrido um episódio de engasgo com a comida.

Além disso, crianças que são especialmente sensíveis a certas texturas ou que têm problemas de desenvolvimento, distúrbios de deglutição ou comportamento podem presentar uma dificuldade maior.

Nestes casos, não convém forçar a criança e gerar discussões desagradáveis e constantes. É preferível consultar um especialista e seguir suas recomendações a esse respeito.

Em suma, esta é apenas uma das lições que devemos transmitir aos nossos filhos ao longo do seu crescimento. E, como todo mundo, paciência, compreensão e motivação são fundamentais. Lembre-se de que o que é simples para nós pode ser um desafio para eles.

This might interest you...
6 dicas para ensinar as crianças a ler em casa
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
6 dicas para ensinar as crianças a ler em casa

Entre as dicas para ensinar as crianças a ler em casa está a promoção de experiências com a linguagem que surjam de forma afetiva.



  • Apolo Carvajal, F., González Martínez, M., Capilla Santamaría, E., Cáliz Hernández, B., Cañamares Orbis, I., Martínez Casanova, N., … & Cruz Martos, E. (2016). Adecuación de la medicación oral en personas institucionalizadas en residencias de mayores a los que se les tritura la medicación: Estudio ADECUA. Farmacia Hospitalaria40(6), 514-528.
  • de Lucas-Taracena, M. T., & Montañés-Rada, F. (2005). Fobia a atragantarse en la infancia y adolescencia. Rev. psiquiatr. infanto-juv, 92-101.
  • Munyo, A., Palermo, S., Castellanos, L., & Heguerte, V. (2020). Trastornos de la deglución en recién nacidos, lactantes y niños. Abordaje fonoaudiológico. Archivos de Pediatría del Uruguay91(3), 161-165.