Mudanças de humor na adolescência: sua origem e soluções

Você já se perguntou como lidar com seus filhos e suas emoções durante essa fase? No artigo a seguir, fornecemos algumas dicas para entender o novo período que eles estão experimentando.
Mudanças de humor na adolescência: sua origem e soluções

Última atualização: 21 Janeiro, 2021

As mudanças de humor na adolescência são uma consequência lógica das intensas mudanças que os jovens vivenciam durante esse período. Todas elas influenciam seu desenvolvimento emocional e psicológico.

A maioria dos pais temem se ver afetados por essa instabilidade emocional. De fato, a adolescência é considerada uma das etapas mais estressantes para os pais. No entanto, com as ferramentas adequadas, pode ser um processo de crescimento positivo para todos.

A origem das mudanças de humor na adolescência

Nessa fase tem início o processo de amadurecimento físico, mental e sexual. Essas mudanças geram uma nova visão do ambiente, tanto familiar quanto social e, portanto, as famosas mudanças de humor.

Geralmente, essas oscilações emocionais causam espanto, ansiedade, medo e angústia. Portanto, saber o tipo de desafios que os adolescentes enfrentam pode facilitar o caminho.

Menina de mau humor na adolescência

Mudanças físicas

As mudanças mais notórias são o crescimento dos pelos púbicos e nas axilas e o aparecimento dos caracteres sexuais secundários. Nos meninos, ocorre a mudança de voz, o desenvolvimento dos testículos e a primeira ejaculação. Nas meninas, ocorre o aumento dos seios e a primeira menstruação, entre outros aspectos.

Segundo um estudo realizado por uma equipe do Hospital de Móstoles (Madrid), durante essa fase há o aumento da consciência corporal, da atração e até da excitação sexual. A aparência física e a imagem pessoal passam se tornar importantes para eles.

De fato, é a fase em que a aparência, a reputação e o círculo de amigos começam a ter uma importância maior, maior até do que a família.

Mudanças cognoscitivas

Outra peça fundamental para a formação da identidade é o desenvolvimento do pensamento abstrato. A capacidade de racionalizar lhes permite contemplar vários pontos de vida e mesmo antecipar as consequências das ações alheias e próprias.

Esse raciocínio lhes ajuda a conviver melhor com seus pais e com a sociedade no geral. Os adolescentes começam a compreender com maior profundidade as normas sociais e os papéis que podem desempenhar em cada contexto.

Transformações no comportamento

A busca pela liberdade é uma constante na adolescência. Contudo, considerando que pensam como adultos, mas carecem de experiência própria, é necessário que ainda sejam estabelecidos certos limites. Justamente esse é o ponto que costuma criar conflitos entre pais e filhos.

Os adolescentes refletem seu caos interno através de mudanças repentinas, bagunça no quarto, altos e baixos emocionais, etc. Além disso, passam mais horas dormindo. Isso se deve a uma maior necessidade fisiológica de descanso por causa do desgaste energético e hormonal. Por essa razão, é importante que sejamos compreensivos.

Como ajudar o filho adolescente

Em um boletim publicado pelo Departamento de Educação dos Estados Unidos, os autores indicam algumas qualidades da criação que os pais podem colocar em prática para superar com sucesso as mudanças de humor na adolescência de seus filhos.

1. Fortalecer laços desde a infância

Os adolescentes precisam da mesma quantidade de amor e atenção que as crianças. Por isso, é importante cultivar uma boa relação com os filhos desde pequenos, para que você possa orientá-lo.

A relação entre pais e filhos mudará, mas pode ser uma mudança muito construtiva e agradável.

2. Demonstrar amor

Os pais formam um vínculo muito especial com os adolescentes quando são figuras amorosas que mostram interesse autêntico pelo bem-estar do jovem. Por meio do exemplo, eles aprendem a amar e a cuidar de outras pessoas.

Apesar de sua indiferença ou crítica para com os pais ou professores, os jovens precisam de amor, compreensão e aceitação. Em um ambiente com essas características, será mais fácil lidar com as mudanças de humor na adolescência.

3. Dar apoio

Algo muito importante para os adolescentes é sentir que podem contar com seus pais. Além disso, precisam saber que temos consciência de seus esforços e suas conquistas.

Também precisam reforçar sua identidade e os pais são as melhores pessoas para impulsionar a confiança dos jovens em si mesmos. Assim, é possível ajudá-los a alcançar suas metas.

4. Marcar limites

Fixar regras e normas é essencial para oferecer segurança emocional. Além disso, são uma excelente ferramenta para supervisioná-los e lhes dar estrutura na vida.

A dificuldade se encontra em encontrar o equilíbrio, sem sermos autoritários ao impor regras inflexíveis ou sermos muito indulgentes ou permissivos. O ideal é fixar limites claros com boas explicações.

5. Dar um bom exemplo

Os adolescentes tentarão compreender e observar o comportamento das pessoas ao seu redor. Por isso, é essencial ser coerente com suas ações e com o que você tenta passar para o seu filho. Os pais são os primeiros referenciais na busca pela identidade.

Demonstrar respeito

Às vezes, esquecemos que os filhos precisam ser tratados com respeito. Reconhecer sua autonomia, mesmo que as preferências deles não sejam as nossas, é essencial.

Tente compreender seus pontos de vista, bem como seus sentimentos e necessidades. No final das contas, os adolescentes estão se tornando adultos e passando por um processo de adaptação e aprendizagem.