Citalopram: usos e efeitos

O citalopram tem menos efeitos colaterais intensos do que outros medicamentos antidepressivos, como os antidepressivos tricíclicos. Mesmo assim, esta droga também causa uma série de reações indesejadas a serem considerar ao iniciar o tratamento com ela.
Citalopram: usos e efeitos

Última atualização: 03 Fevereiro, 2021

O citalopram é um medicamento antidepressivo que pertence à família de inibidores de recaptação de serotonina (ISRS). Este medicamento foi desenvolvido em 1989. É um antidepressivo derivado da feniletilamina.

Farmacocinética: o que acontece com a citalopram no organismo?

Metabolismo dos antibióticos

A farmacocinética inclui os processos de absorção, distribuição, metabolismo e eliminação de uma droga. O citalopram é administrado oralmente. É muito bem absorvido e tem uma biodisponibilidade de 80%. Isso significa que, da dose administrada, 80% estará disponível para desencadear a ação.

Atinge a concentração máxima de plasma dentro de 4 horas da administração. Além disso, pode ser tomado com alimentos, pois a comida não afeta a absorção deste medicamento.

Por outro lado, em termos de sua distribuição, requer que as proteínas plasmáticas sejam distribuídas pelo corpo. Especificamente, ele está 80% ligado a essas moléculas, por isso deve-se ter cuidado se ele for administrado juntamente com outros medicamentos que também se unem muito às proteínas plasmáticas: eles podem interagir e desencadear uma reação tóxica.

Finalmente, a maior parte da dose é metabolizada no fígado. Aproximadamente 65% é eliminada nas fezes e 35% na urina.

Por outro lado, é importante ressaltar que pacientes idosos podem ter órgãos que funcionam pior, o que aumentará o tempo de eliminação e metabolização da droga. Por causa disso, às vezes é necessário reduzir a dose.

Para que o citalopram é usado?

Este antidepressivo, além de ser indicado para o tratamento de sintomas de ansiedade, foi aprovado, graças a diferentes estudos, para combater outras doenças. Estas incluem as seguintes:

  • Transtorno de ansiedade social e transtorno de pânico.
  • Transtorno obsessivo compulsivo ou TOC.
  • Doença de Huntington.
  • Transtorno disfórico pré-menstrual.

Embora o uso esteja aprovado para estas doenças, a realidade é que ele também é usado para tratar outros transtornos. Por exemplo, pode ser indicado para o tratamento de ansiedade, alcoolismo ou distúrbios alimentares.

Como o citalopram atua no nosso corpo?

Citalopram

Como discutido no início do artigo, o citalopram é um antidepressivo que deve sua ação à sua capacidade de inibir a recaptação de serotonina no sistema nervoso central. Além disso, como outros medicamentos da sua família, este antidepressivo, quando acionado seletivamente, não afeta em quase nada a ação de outros neurotransmissores.

Esse recurso torna as reações adversas menores. É um medicamento que provoca menos sedação, menos efeitos anticolinérgicos, e tem menos efeitos cardiovasculares do que outros tipos de antidepressivos.

Embora o mecanismo de ação do citalopram não seja totalmente conhecido, acredita-se que ele iniba a recaptação da serotonina na membrana do neurônio. A serotonina é um neurotransmissor fundamental para o sistema nervoso central; controla muitos estados do corpo, tais como:

  • O humor: dizem ser a substância da felicidade. Em estados depressivos este neurotransmissor é diminuído, então, inibindo sua recaptação, aumenta-se a concentração dele no espaço sináptico e isso aumenta seus efeitos.
  • Raiva e agressividade.
  • Apetite: portanto, também é utilizado para alguns transtornos alimentares, como mencionado acima.
  • Memória e atenção.
  • Sexualidade.

Efeitos colaterais

Médico receitando medicamentos

O citalopram tem menos efeitos colaterais intensos do que outros medicamentos antidepressivos, como antidepressivos tricíclicos. Mesmo assim, este fármaco também tem uma série de reações indesejadas a serem consideradas no início do tratamento com ele.

Nesse sentido, as reações adversas mais comuns são:

  • Náusea.
  • Diarreia ou prisão de ventre.
  • Dor de estômago.
  • Perda de peso.
  • Vômitos.

Descubra também: Riscos da automedicação

Conclusão

O citalopram é um medicamento que bloqueia a recaptação do neurotransmissor serotonina nos neurônios. Como resultado, os níveis desta molécula aumentam e a sua ação é aprimorada.

Embora tenha menos efeitos colaterais do que outros antidepressivos, ele pode provocar uma série de reações indesejáveis consideráveis. Se você sentir algum sintoma depois de iniciar o tratamento com este medicamento, não hesite em consultar o seu médico imediatamente.

Pode interessar a você...
Prozac: o antidepressivo por excelência
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Prozac: o antidepressivo por excelência

O Prozac é um fármaco cujo princípio ativo é a fluoxetina e é utilizado como antidepressivo. Foi revolucionário no que se refere ao tratamento da depressão.